loading...

Sobre o Autor

Equipe Portal Cambé

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé - PR.

Artigos Relacionados

9 Comments

  1. 8

    Carina

    Eu axo que ninguem sai de casa com o proposito de matar alguem na rua , ficou bem claro que foi uma fatalidade e o motorista do caminhão não tem culpa so tentou desviar de outro caminhão que o fechou aos familiares sei que fica a dor mais tbm não tem o direito de julgar e condenar o motorista do caminhão , quem esteve presente vio muito bem qual era o estado emocional do motorista que estava muito abalado. A palavra ja diz foi um ACIDENTE ninguem quer pegar um caminhão e mata alguem na estrada.

    Reply
  2. 7

    wagner willians

    ele era uma pessoua muito essenplar para todos nos ele cuidou de mim quando eu tinha 09 anos REGINALDO EM MEMORIA SAUDADES 1 2 Há horas em nossa vida que somos tomados por uma enorme sensação de inutilidade, de vazio. Questionamos o porque de nossa existência e nada parece fazer sentido. Concentramos nossa atenção no lado mais cruel da vida, aquele que é implacável e a todos afeta indistintamente: as perdas do ser humano. Ao nascer, perdemos o aconchego, a segurança e a proteção do útero. Estamos, a partir de então, por nossa conta. Sozinhos. Começamos a vida em perda e nela continuamos. Paradoxalmente, no momento em que perdemos algo, outras possibilidades nos surgem. Ao perdermos o aconchego do útero, ganhamos os braços do mundo. Ele nos acolhe: nos encanta e nos assusta, nos eleva e nos destrói. E continuamos a perder e seguimos a ganhar. Perdemos primeiro a inocência da infância. A confiança absoluta na mão que segura nossa mão, a coragem de andar na bicicleta sem rodinhas porque alguém ao nosso lado nos assegura que não nos deixará cair… E ao perdê-la, adquirimos a capacidade de questionar. Por quê? Perguntamos a todos e de tudo. Abrimos portas para um novo mundo e fechamos janelas, irremediavelmente deixadas para trás. Estamos crescendo. Nascer, crescer, adolescer, amadurecer, envelhecer, morrer. Vamos perdendo aos poucos alguns direitos e conquistando outros. Perdemos o direito de poder chorar bem alto, aos gritos mesmo, quando algo nos é tomado contra a vontade. Perdemos o direito de dizer absolutamente tudo que nos passa pela cabeça sem medo de causar melindres. Assim, se nossa tia às vezes nos parece gorda tememos dizer-lhe isso. Receamos dar risadas escandalosamente da bermuda ridícula do vizinho ou puxar as pelanquinhas do braço da vó com a maior naturalidade do mundo e ainda falar bem alto sobre o assunto. Estamos crescidos e nos ensinam que não devemos ser tão sinceros. E aprendemos. E vamos adolescendo, ganhamos peso, ganhamos seios, ganhamos pelos, ganhamos altura, ganhamos o mundo. Neste ponto, vivemos em grande conflito. O mundo todo nos parece inadequado aos nossos sonhos. Ah! Os sonhos! Ganhamos muitos sonhos. Sonhamos dormindo, sonhamos acordados, sonhamos o tempo todo. Aí, de repente, caímos na real! Estamos amadurecendo, todos nos admiram. Tornamo-nos equilibrados, contidos, ponderados. Perdemos a espontaneidade. Passamos a utilizar o raciocínio, a razão acima de tudo. Mas não é justamente essa a condição que nos coloca acima (?) dos outros animais? A racionalidade, a capacidade de organizar nossas ações de modo lógico e racionalmente planejado? ASS: WAGNER WILLIANS VIDAL

    Reply
  3. 6

    poliana

    O Reginaldo era filho de minha amiga, um rapaz muito trabalhodor e um otimo filho q Deus abençoe a mae dele e ele! Q este motorista coloque a mão na cabeça e se arrependa do q fez,isto não é atitude de um motorista FURIR…….

    Reply
  4. 5

    Fernando Saracini

    Eu passava nessa hora ai em que infelismente ocorreu esse acidente meus pesames aos familiares e amigos desse rapaiz , só que pelo que vi o motorista
    do caminhao nao teve culpa ele foi fechado por outro veiculo que estava no
    mesmo sentido e por isso ele perdeu o controle eu que vinha logo atras vi isso
    e pra que esteve ali no local viu como o motorista fico muito abalado. Eu parei logo depois do acontecido e ajudei presta os primeiros socorros mais infelismente o senhor Reginaldo ja estava em obito é lamentavel isso
    ver que pessoas morrem diariamente por imprudencias no transito deixo bem
    claro aqui aos familiares os meus sentimentos e que Deus conforte voces.

    Reply
  5. 4

    Bruno

    como tem idiotas que nem sabem a verdade o que aconteceu fica metendo a boca colocando culpa em pessoas inocentes… devia saber primeiro das coisas para depois postar algo. o Cara trabalha anos de motorista e nunca saiu ai matando ninguem nem atropelando… o fato é que foi um acidente como pode acontecer com qualquer um. antes de falar algo que não sabe pensa no pscologico desse motorista e procure sabe a verdade primeiro.

    Reply
  6. 3

    Ivan ramos

    Isso ai galera, meu primo foi por causo desse transito maldito… Motoristas, cuidado com a sua vida e a dos outros…

    Reply
  7. 2

    Bruno Lopes da silva

    o Homen da Motocicleta era meu primo essi maldito acabou matando ele filho de uma p*** ,, i eu aposto que o infeliz do caminhão não foi preso esse povo mata um dos nossos parentes e fica nas ruas soto como um passaro

    Reply
  8. 1

    Bruno Lopes da silva

    o Homen da Motocicleta era Quase um FIlho da minha Esse Filha da P*** Matou Elee Não Sabe derigir sai do volante vai ser canto vagabundo infeliz maldito do cassete

    Reply
    1. 1.1

      Ailton Pereira Costa

      Conhecia o Reginaldo um rapz certo nunca se envolveu com coisas erradas moro na rua da irmã dela aqui em São Paulo minha prima é ex namorada dele que Deus o receba em seus braços

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2017 - Portal Cambé - O maior site de notícias da cidade de Cambé - Notícias em tempo real!