Parece até uma dessas “fake news” que se espalham pela internet, mas essa história realmente aconteceu.

Um advogado de São Sebastião do Paraíso, em Minas Gerais, ganhou fama nas redes sociais por ter salvo um casamento de uma cliente que queria se divorciar.

Contratado para tratar dos papéis da separação de um casal, Rafael Gonçalves não ficou seduzido pela ideia de ganhar algum dinheiro.

Muito pelo contrário, o advogado mineiro acabou por salvar aquele casamento ao ter feito quatro perguntas bem simples ao casal.

Rafael Gonçalves diz que, enquanto aquela mulher explicava por que razão havia tomado a decisão de pedir o divórcio seu marido, ele percebeu que naquela relação ainda havia muito amor.

Segundo o advogado, a mulher reclamou de como o marido havia mudado depois que se casaram, relatando que ele não lhe dava mais atenção.

Salvando um casamento
O advogado resolveu então, no mesmo papel onde escreveu quais os documentos necessários para o divórcio, fazer quatro perguntas ao casal.

Essas quatro perguntas salvaram um casamento e o bilhete onde elas estavam escritas viralizou nas redes sociais.

Veja, abaixo, o bilhete:

 

Rafael Gonçalves pediu que o casal respondesse a essas quatro perguntas juntos. Se, depois disso, eles continuassem a querer o divórcio, que voltassem com os documentos.

Reconciliação
O advogado mineiro conta que, mesmo perdendo uma cliente, ficou muito feliz quando a mulher e o marido apareceram juntos em seu escritório, comunicando que tinham desistido do divórcio.

Os tinham chegado à conclusão que estavam apenas passando por uma crise no casamento e que o divórcio era uma decisão precipitada.

Eles então devolveram o bilhete ao advogado, para que ele pudesse salvar o casamento de outras pessoas.

A decisão do advogado surpreendeu muita gente, mas Rafael explicou que apenas fez o que tinha aprendido na faculdade, que era tentar solucionar o conflito sem cobrar nada antes de levá-lo à justiça.

O advogado aconselha a todos os casais que estão em vias de se divorciar que pensem bem antes de tomar uma decisão definitiva.

No entanto, segundo ele, o mais importante é não permitir que outras pessoas interfiram nessa decisão, nem os amigos, muito menos os familiares.

A atitude do advogado Rafael Gonçalves comoveu muita gente nas redes sociais nos últimos dias. O que você achou do bilhete que ele escreveu? Se você fosse advogado, o que escolheria: o dinheiro?

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.