Segue nota de esclarecimento e direito de resposta da APMI de Cambé sobre reportagem publicada no portal Bonde sobre a Zona Verde, como parte do concurso Bonde Repórter Universitário, promovido pelo portal.

“Antes de tocar no assunto principal, que é a matéria publicada no dia 05 de setembro de 2012, sob o título “ESTACIONAMENTO ROTATIVO EM CAMBÉ É ALVO DE DESVIOS”, insta destacar o trabalho da APMI – Cambé, e o seu Projeto Zona Verde.

A denominação do que venha a ser APMI já basta para identificar qual a sua função em nossa Cidade, ou seja, ASSOCIAÇÃO DE PROTEÇÃO À MATERNIDADE E À INFÂNCIA DE CAMBÉ, esta entidade, além de desenvolver outras atividades de cunho filantrópico e assistencial, presta assistência para crianças e jovens, bem como para adultos e dá uma atenção especial para os idosos totalizando quase
4.000 atendimentos por dia.

Pois bem, dentre os diversos Projetos sob a administração da APMI – Cambé há o PROJETO ZONA VERDE, que foi inaugurado em dezembro de 2007, que tem a função de fornecer o primeiro emprego para jovens com idade a partir dos 16 anos (promovendo a inclusão destes jovens na sociedade), bem como, coordenar o tráfego nas áreas centrais da cidade definindo os locais de estacionamento, com o fito de garantir um sistema de circulação indicativa, promovendo uma melhor fluidez no trânsito desta Cidade.

Tal Projeto se assemelha à Zona Azul, existente na Cidade de Londrina.

Em poucos linhas, este é o Projeto Zona Verde.
Na matéria do dia 05 de setembro de 2012, foi dito que estariam ocorrendo algumas irregularidades acerca do pagamento do uso do estacionamento da Zona Verde.

Indiretamente, esta matéria, veio macular um trabalho sério, o qual é realizado pela APMI de Cambé, pois, joga na mesma vala todos os funcionários que integram o Projeto Zona Verde, o que não é verdade.

Vale destacar que muitos destes jovens que integram o Projeto Zona Verde da Cidade de Cambé ajudam a manter seus lares, pois fazem parte de famílias carentes do nosso município.

Assim, o não pagamento do uso do estacionamento regulamentado pela Zona Verde em Cambé, aprovado pela Câmara Municipal através de um projeto de lei, coloca em risco todo o projeto que foi criado com muita responsabilidade, pois a APMI – Cambé, por meio deste faz a inclusão de vários jovens no mercado de trabalho, possibilitando a eles mais dignidade e um futuro melhor.

A APMI de Cambé através de seu Presidente Paulo Rogério de Lima vem neste momento pedir o apoio de toda nossa sociedade, para que possamos dar continuidade a um trabalho que é desenvolvido da maneira mais séria e responsável possível, pois não podemos colocar em risco todo um projeto que foi criado com a finalidade social e que trás inúmeros benefícios para o nosso município.

No que tange o alegado na matéria, a APMI – Cambé está levantando todas as informações, para depois tomar as medidas cabíveis.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.