O Sindicato dos Professores das Escolas Particulares (Sinpro) de Londrina e Região solicitou audiência na Delegacia do Trabalho, hoje, dia 02 de dezembro, às 15h, para mediação referente à demissão de 50 professores da Associação de Proteção à Maternidade e à Infância de Cambé (APMI) de Cambé. A entidade cuida de diversas creches filantrópicas no município.

O sindicato entende que se trata de demissões em massa, por isso pede a intervenção da Delegacia.

Histórico:

Os problemas começaram no início de 2013, quando o Tribunal de Contas do Paraná solicitou informações sobre como o Termo de Convênio entre a Prefeitura de Cambé e a entidade era realizado.

A situação no Tribunal de Contas evoluiu para uma recomendação do Ministério Público de Cambé, solicitando a suspensão do repasse junto à APMI ou a intervenção da entidade.

A instabilidade dos empregos dos professores terminou em setembro, quando a promotoria, após entrega de diversos documentos, autorizou a manutenção dos trabalhos das creches e dos projetos até o final do ano.

Fonte: Portal Bonde

apmi

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.