Assalto a banco termina em morte no Paraná; vigia e PMs são feitos reféns
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 31st julho 2015

Após render o policial, de acordo com o cabo, o grupo atirou contra as portas de vidro do banco. “Eles invadiram o local, renderam os vigias e os colocaram, junto com clientes, do lado de fora da agência. Enquanto dois ficavam mantendo essas pessoas reféns na área interna, os demais obrigavam os caixas do banco a entregar o dinheiro”, destacou, lembrando que a ação desta sexta-feira foi bastante parecida à registrada em Borrazópolis no último dia 14, quando bandidos fortemente armados fizeram um ‘cordão humano’ com reféns para roubar duas agências bancárias daquela cidade.

Ainda segundo o policial, o bando conseguiu fugir, com quantidade ainda não calculada de dinheiro, em dois veículos, um VW/Fox e um Fiat/Idea. Na fuga, o grupo trocou tiros com policiais e um dos criminosos acabou baleado e morto.
O restante do grupo, de acordo com o cabo, conseguiu fugir levando dois policiais, um vigia e um cliente do banco como reféns. Os PMs e o segurança da agência tiveram armas e coletes roubados. “Eles fugiram em direção à Usina de Salto Caxias e liberaram os reféns no caminho”, completou Stefainski.

No vídeo abaixo, filmado por um morador do município, é possível ouvir diversos disparos de arma de fogo, possivelmente executados enquanto os ladrões tentavam fugir do local do crime.
Policiais de toda a região foram acionados para tentar localizar os assaltantes, mas ninguém havia sido detido até as 16h desta sexta-feira. O assaltante morto, por sua vez, já foi identificado. “Ele é de Curitiba e tudo leva a crer que os demais criminosos também são de cidades localizadas na região da capital”, frisou o cabo, acrescentando que a polícia apreendeu uma pistola nove milímetros e um celular com o ladrão. “Vamos usar as informações encontradas no aparelho para tentar identificar os demais assaltantes”, completou.

Vale lembrar que uma agência bancária de Nova Prata do Iguaçu já havia sido alvo de criminosos no dia 5 de junho, quando um dos caixas eletrônicos da unidade acabou destruído. Na ação, os ladrões atiraram contra o destacamento da PM e impediram que os policiais saíssem. O roubo ao caixa, conforme a polícia, durou cerca de 20 minutos.


AhU71923kkjnXYSBMi_Pwz0EkWvZhiYS2a551lYqGMTH

ApUdkNEDP7PtIoqKl1WwYIM4qFQCi3eVftsp0OFW3iQb

AhovQm15uq3enay6Q398g89ppkHK1-qmcB8NI0dxtMKT

Compartilhe nossa Matéria