2012 DA14Um asteróide pouco conhecido vai passar rente à Terra no dia 15 de Fevereiro, passando a apenas 28 mil quilômetros do nosso planeta. O pedaço de rocha espacial com cerca de 60 metros de diâmetro e 140 mil toneladas foi descoberto no ano passado por um astrônomo amador, apoiado pela ESA, na Espanha.

Acompanhe conosco a transmissão ao vivo, que será feita pelo Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa (JPL) com início cerca de 30 minutos antes do perigeu. Teremos também, comentários de especialistas e imagens ao vivo ou recuperadas (se o tempo meteorológico permitir) registradas por observatórios na Austrália. A transmissão terá um tempo estimado de 30 minutos.

Transmissão ao vivo da passagem do asteróide 2012 DA14:

 

Live broadcasting by Ustream

Depois da máxima aproximação, o asteróide ainda estará muito próximo da Terra, sendo assim, haverá outra transmissão ao vivo com início à meia-noite (00:00 hs) pelo horário de verão, se estendendo por cerca de 3 horas. As imagens serão captadas pelo telescópio do Marshall Space Flight Center, da Nasa, em Huntsville, Alabama.

Não são conhecidos muitos detalhes do asteróide 2012 DA14. Pelo seu brilho, os cientistas estimam que tenha um diâmetro de 50–80 metros. A sua composição é desconhecida e pensa-se que a sua massa esteja na ordem das 140 mil toneladas.

“A sua órbita pode ser muito bem calculada recorrendo à base de dados europeia de asteroides, NEODyS ” diz Detlef Koschny, responsável por objetos próximos da Terra, no gabinete da ESA  Space Situational Awareness.

“Os resultados computacionais mostram que uma colisão com a Terra pode ser excluída com segurança, pelo menos neste século”.

No dia 15 de Fevereiro, o asteroide irá fazer a sua passagem mais próxima do nosso planeta, quando passar a 7.8 km/s a uma distância de apenas 28 000 km. Somente no próximo século este mesmo objeto passará a uma distância parecida. “Uma aproximação como essa cabe dentro do anel geostacionário, onde muitos satélites de telecomunicações estão localizados,” diz Detlef. “Não há perigo para estes satélites, uma vez que o asteróide ‘virá de baixo’, ele não irá intersetar o cinto geostacionário.”

O asteróide fará a sua passagem mais próxima às 17:25 pelo horário de verão brasileiro, na próxima sexta-feira. Embora pequeno, comparado com a vastidão do nosso Sistema Solar, deve ser visível em vários locais do planeta para qualquer pessoa com um bom par de binóculos e uma ideia do local onde procurar.

          “Se este objeto fosse de ferro e atingisse o nosso planeta criaria uma cratera comparável à cratera de 1.5 km, a Meteor Crater, perto de Flagstaff, no Arizona, por exemplo,” diz Detlef. ”No entanto, segundo nossos cálculos, não é isso que irá acontecer.”

         Dados sobre o asteróide 2012 DA14
Designação: 2012 DA14
Descoberta: 23 fev 2012 / Observatório de La Sagra
Categoria: Antes de 2013: Apollo. Após 2013: Aten.
Período orbital: Antes de 2013: 366 dias. Após 2013: 317 dias.
Rotação: +/- 6 horas
Altitude de aproximação: 27.700 km da superfície – 34.100 km do centro da Terra
Massa Estimado: 140 mil toneladas
Tamanho Aproximado: 60 metros
Velocidade: 28 mil km/h
Energia de impacto: 2.5 megatons

Fontes: ESA / NASA

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.