Cadastramento biométrico inicia com falta de equipamentos em Cambé
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 17th junho 2015

biometriaCom poucos guichês funcionando e com menos funcionários do que o previsto, o Fórum Eleitoral de Cambé, no norte do Paraná, iniciou o cadastramento biométrico dos eleitores nesta quarta-feira (17). Segundo a coordenadora de atendimento do órgão Camila Garcia, dos 23 guichês previstos para realizar o atendimento, apenas cinco estão operando normalmente.

“Os atendimentos serão realizados apenas para quem agendou um horário no site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR). Como estamos com poucos equipamentos biométricos, não temos como atender os eleitores que vierem sem agendar”, detalha Camila.

O cadastramento biométrico será realizado até o dia 30 de setembro, e a previsão é de que 74 mil eleitores compareçam no órgão até essa data.

Os eleitores que não querem deixar o cadastramento para o último dia, devem se apressar. Há horários disponíveis apenas para julho. “Como temos poucos guichês funcionando, tivemos que reduzir o número de agendamentos, e como consequência, os horários de junho foram ocupados rapidamente. Para julho, 46% dos horários já estão agendados”, diz Camila Garcia.
A previsão é de que mais cinco equipamentos de biometria comecem a operar no município no início de julho. Com isso, 54 eleitores devem ser atendidos diariamente. Para ajudar no cadastro, 25 estagiários da prefeitura estão trabalhando no Fórum Eleitoral.

Em Apucarana, no norte do estado, o cadastramento biométrico também está com problemas. A cidade com 102 mil eleitores tem apenas cinco equipamentos de biometria, porém, nesta quarta-feira, apenas um deles está funcionando. O TRE-PR pede que apenas eleitores com horários agendados compareçam a sede do fórum.

O agendamento deve ser feito pelo site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR). Para fazer o cadastramento, os eleitores devem apresentar o título, um documento de identificação pessoal e um comprovante de residência recente. Os fóruns eleitorais nos dois municípios atendem a população das 9h às 18h.

A biometria começou a ser usada em alguns municípios brasileiros em 2008. O objetivo segundo a Justiça Eleitoral é evitar fraudes nas eleições já que o reconhecimento dos eleitores é feito por meio da impressão digital. O primeiro município do Paraná a adotar a biometria foi Balsa Nova, na Região Metropolitana de Curitiba.

Em 2012, a identificação pelas digitais foi implantada em Curitiba. Nas eleições de 2014, o novo sistema foi utilizado em Londrina, Maringá, Tamarana, Doutor Camargo, Floresta, Ivatuba e Paiçandu.

Fonte: G1/Paraná

Compartilhe nossa Matéria