Câmara rejeita destaques e conclui votação da MP do seguro-desemprego

89
958997-07052015-dsc_7629

Plenário da Câmara durante a sessão de votação dos destaques à Medida Provisória 665/14, que muda as regras de acesso do seguro-desemprego, abono salarial e seguro-defeso Marcelo Camargo/Agência Brasil

Ao rejeitar todos os destaques e emendas que visavam modificar o texto da Medida Provisória (MP) 665, que altera as regras de acesso ao seguro-desemprego, ao abono salarial e ao seguro-defeso, o plenário da Câmara conclui, há pouco, a votação da matéria. Com isso, a MP vai agora para a apreciação do Senado. A medida faz parte das medidas de ajuste fiscal do governo.

O texto principal do projeto de lei de conversão à MP 665 foi aprovado na noite de ontem (6) pelos deputados, após longas rodadas de negociações. Nas votações das emendas e destaques iniciadas na sessão dessa quarta-feira, o plenário da Câmara não conseguiu aprovar nenhuma medida que modificasse o texto do relator, o senador Paulo Rocha (PT-PA), e aprovado na comissão mista que analisou a MP.

O líder do governo, deputado José Guimarães (PT-CE), comemorou a aprovação, considerou a MP como estratégica para o país e disse que o resultado foi uma grande vitória. “Nós unificarmos a base. Foi uma grande vitória. Pacificamos o ambiente político e construímos o entendimento no mérito da matéria. A base está de parabéns. A oposição está no lugar dela. Não tem o que reclamar”, disse o líder.

Na próxima semana, a Câmara deverá votar a MP 664, que foi aprovada ontem (6), na comissão mista do Congresso. A medida estabelece novas regras para acesso ao auxílio-doença e à pensão por morte.



Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *