unnamed (42)Uma prática que ajuda a salvar vidas, a doação de leite humano é um ato que proporciona a bebês prematuros, que apresentam baixo preço, entre outros problemas desenvolvimento e crescimento adequado. O aleitamento materno, que é essencial para recém-nascidos e bebês de até seis meses, e indicado para crianças de até dois anos, se mantém como o principal alimento para crianças dessa faixa etária, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).
O Banco de Leite, que segue instalado no Hospital Universitário de Londrina e que abastece outros hospitais da Região, se encontra em situação crítica, já que nessa época do ano, recebe poucas doações “Devido ao período de férias, até mães que tiveram filho a pouco tempo viajam, com isso, as doações diminuem e ficamos defasados”, conta Enfermeira Silvia Pereira, responsável interinamente pelo Banco de Leite do HU. Este setor conta com doações de outros hospitais e Centros de Saúde, como é o caso da colaboração efetuada pelo Município de Cambé, feita através da Unilac- Unidade de Lactação de Cambé, integrada a Secretaria Municipal de Saúde.
Nessa cidade, a Unilac promove atendimentos para mães que estão amamentando, ou seja, vão de casa em casa para orientar como fazer a coleta “A Unilac semanalmente vai até mães que tiveram filhos há pouco tempo para verificar se essa mãe tem condições de se tornar doadora , então explicamos que a doação de leite estimula ainda mais a produção do alimento, cada caso é um caso ”, diz Édina Ricco,Gerente da Unidade de Lactação do município.
Os Hospitais Santa Casa de Misericórdia de Cambé e Hospital São Francisco abrem suas maternidades para que a Unilac realize visitas de conscientização e coleta de leite humano “Nós vistamos esses dois hospitais e vamos de casa em casa, se necessário. Arrecadamos cerca de 40 litros de leite por mês, o que ajuda não só o HU de Londrina, mas também os Hospitais da cidade, Hospital Evangélico de Londrina e Santa Casa de Misericórdia de Cornélio Procópio”, conta a Gerente da Unilac.
“A prática da doação de leite humano precisa ser mais difundida. Para alguns bebês e crianças, por muito tempo a única fonte de alimento é o leite materno, já que existem crianças que apresentam alergia a qualquer outra fonte de alimentação, e só com o tempo e através do auxílio de pediatras que esses bebês conseguem se alimentar de outras maneiras. O consumo do leite humano nesses casos é vital”, completa Édina.

De acordo com o Banco de Leite do Hospital Universitário de Londrina, o Banco se mantém hoje com 116 litros, e não se sabe se essa quantidade atenderá toda a demanda“Doar é preciso, se o leite é colhido da maneira correta, com toda higienização necessária, ele depois de pasteurizado pode ficar armazenado durante seis meses, portanto a mãe que doar hoje, pode alimentar um bebê durante muito tempo.”, afirma a Enfermeira Silvia Pereira.
O Hospital Universitário de Londrina, segue com estoque defasado e angaria doações.Para as mães que moram em Cambé e precisam de mais informações sobre o serviços oferecidos pela Unidade de Lactação de Cambé- Unilac, os telefones são: (43) 3174-0235/ 9122-2656

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.