O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) lançou uma nova campanha educativa na televisão. Em três vídeos, a autarquia do Governo do Estado vai mostrar histórias reais de famílias paranaenses que esperam por uma doação de órgãos. Embora não esteja diretamente ligado ao trânsito, o tema foi escolhido para falar da importância do valor e do cuidado com a vida.

“A intenção é mostrar que tem tanta gente com vontade de viver, lutando diariamente para isso, que ser irresponsável no trânsito é um absurdo. É preciso chamar atenção dos motoristas para que eles entendam que a falta de atenção, de paciência, de prudência, são fatais”, explica o diretor-geral do Detran, Marcos Traad.

Os depoimentos, colhidos depois de uma pesquisa com pacientes cadastrados na Central Estadual de Transplantes, contam a história de Luiz Carlos, há quatro anos aguardando um doador compatível de fígado, e Carmen e Willian, ambos esperando por um doador compatível de rim. Eles mostram a batalha cotidiana pela vida e, em paralelo, defendem uma postura paciente, prudente e consciente no trânsito.

“A vida não é algo banal e não vale perdê-la, prejudicando toda uma família, em acidentes de trânsito que poderiam ser facilmente evitados”, completa Traad.

Dados do Departamento, compilados até 2012, revelam que o trânsito fez mais de 358 mil vítimas, entre fatais e não fatais, desde 2007 no Paraná. O número de mortes cresceu 77% no período, aumentando ano a ano. Em 2007 foram registradas 1.672 vitimas fatais em decorrência de acidentes. Em 2010 este número já somava 1.907 pessoas e em 2012 foram 2.960 mortos.

DOAÇÃO – As peças também reforçam a importância da doação de órgãos e de informar às famílias sobre a decisão de ser doador. Em 2013, o número de transplantes realizados no Paraná chegou a 458, contra 152 em 2010. O aumento registrado pela Central de Transplantes foi de mais de 200% em três anos e fez com que a fila de espera por um transplante no Estado fosse reduzida de 4 mil para pouco menos de 2 mil pessoas.

Atualmente, o Sistema Único de Saúde (SUS) faz captação e transplante de coração, pulmão, rim, pâncreas, fígado, intestino, córnea, pele, ossos e valvas. No Paraná, são realizadas todas essas modalidades de transplante, exceto pulmão e intestino que têm referências em outros estados.

CRÉDITO – A nova campanha foi produzida pela Secretaria da Comunicação Social para o Detran, através da agência Opus Múltipla, com produção da Deiró Moving Ideas e Jamute Áudio.

Desde 2011, as campanhas de educação no trânsito do Detran Paraná têm se destacado como alerta aos motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres. No final do ano passado, o Governo do Estado foi premiado em quatros categorias com peças produzidas para o Departamento no prêmio GRPCom.

Foram vencedoras as peças Celular e Moto (Prêmio Rádio Institucional), Mouse Lento (Prêmio Digital Institucional) e Celular (Grand Prix Digital), produzidas pela Tif Comunicação. As peças Vacilo e Crash Test (Prêmio Televisão Curitiba Institucional), criadas pela Vivas Comunicação, também ganharam a disputa.

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.