Chuva ácida chega nesta quinta ao Paraná

6475

A Defesa Civil do Paraná alerta que chuvas isoladas com concentração moderada de substâncias químicas chegam nesta quinta-feira (28) a algumas partes do Estado. Dentre os principais responsáveis pelo acúmulo de poluentes na água estão a estiagem de mais de 30 dias, os incêndios e a poluição causada por combustíveis e indústrias.

De acordo com o tenente Marcos Vidal, da Defesa Civil, as pessoas devem se proteger dessas primeiras chuvas. “Como o pH (grau de acidez) da água pode estar um pouco elevado, isso pode causar irritação, principalmente em crianças com pele sensível”, disse. “Mas nada que um bom banho não resolva”, acrescentou.

CURIOSIDADE – Apesar de a chuva apresentar grande quantidade de poluentes, ressalta Vidal, ela ainda não é caracterizada como ácida. Para ganhar tal alcunha, o pH da água deveria ser inferior a 5, o que não vai acontecer com os chuviscos prestes a chegar ao Paraná. O pH normal da chuva, para efeito de curiosidade, é entre 5 e 7.

A chuva ácida é mais comum em estados e cidades com alto grau de poluição, como São Paulo, por exemplo. Os índices da cidade são duas vezes superiores ao teto estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), de acordo com levantamento da própria organização que reúne dados de três mil cidades em todo o mundo.

A capital paranaense, segundo o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), tem ar com “boa” condição em algumas regiões, como a Cidade Industrial de Curitiba (CIC), e “regular” em outras, a exemplo do Boqueirão. Para fazer o cálculo, o órgão leva em consideração a presença de substâncias como dióxido de enxofre, monóxido de carbono e fumaça.

CHUVA – A partir desta sexta-feira (29) a chuva deve chegar com tudo ao Paraná, principalmente nas regiões Oeste, Sudoeste e Sul. Desta vez, sem o grau de acidez apresentado pelas primeiras pancadas. De acordo com o Simepar, o tempo chuvoso retorna ao Estado por causa de uma massa de ar frio que saiu do Rio Grande do Sul com destino ao oceano e que deixa, por onde passa, áreas de instabilidade.

INCÊNDIOS – O mês de setembro registrou maior número de focos de incêndios nos últimos 12 anos, segundo dados do Corpo de Bombeiros e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Foram 1.282 incidentes em todo o Paraná, o que colaborou para o aumento de acidez da chuva.



Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *