Continuidade da greve já compromete ano letivo no Paraná

108

processo-de-atribuio-de-classes-e-aulas-do-ano-letivo-de-2015-_98f8da3aA situação da educação pública estadual no Paraná tende a se complicar devido às diferenças entre governo do Estado e professores e servidores públicos. Já quase no fim da primeira quinzena de maio e milhares de alunos continuam sem aulas. A julgar pelas últimas assembleias, tanto da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e demais Instituições de Ensino Superior (IES) estaduais, como da rede estadual de ensino, a tendência é de continuidade da paralisação, comprometendo de vez o ano letivo.

O governo do Estado, depois do vexame proporcionado pela Secretaria da Segurança na repressão aos professores, deve ter humildade para voltar a negociar com seriedade, com o compromisso de chegar a um entendimento. As negociações poderiam ser feitas em separado, com a rede estadual de ensino por um lado, e as IES de outro, pois os dois setores têm realidades e necessidades bem diferentes.

No que se refere às mudanças na Previdência Estadual, aprovadas e sancionados precipitadamente, é preciso uma revisão. O debate sobre a evolução dos fundos previdenciários estaduais nos últimos anos e sua realidade atual foi feito de forma rasa. É necessário aprofundar esse debate, com os dois lados se comprometendo a esclarecer a população.

Fonte: JL



Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *