O juiz João Henrique Coelho Ortolano, do Plantão Judiciário, atendeu pedido do delegado de Cambé, Roberto Fernandes de Lima, e concedeu prisão domiciliar a Guilherme Trindade Rissi, preso que se machucou durante a fuga de 12 detentos da cadeia do município no dia 27 de dezembro. O jovem permanecia internado em estado grave no HU (Hospital Universitário).

A reportagem tentou atualizar o estado de saúde do rapaz com a assessoria de imprensa do hospital, que não atendeu as ligações. Além de Rissi, Samuel Deodato de Souza, 25, também foi hospitalizado. Dos fugitivos, quatro foram recapturados pela Polícia Militar.

O magistrado disse que “a prisão domiciliar é adequada ao caso e fará com que o preso fique mais perto de sua família, tendo assim um tratamento mais humano, ao passo que os agentes públicos estarão liberados para o desempenho de suas atividades fins”.

A escolta feita pela polícia foi dispensada, mas a medida será reavaliada em até 10 dias. Após a fuga em Cambé, os detentos iniciaram uma rebelião e queimaram colchões. Dois policiais inalaram fumaça, passaram por atendimento médico e liberados em seguida.

Fonte: Bonde

 

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.