Uma deficiente física será indenizada em 12 mil reais por sofrer uma queda em uma calçada próximo ao seu local de trabalho no início de 2008. O juiz da 5ª Vara da Fazenda Pública de Natal entendeu que o dever de indenizar será dos proprietários do imóvel onde fica a calçada, que não realizou a manutenção no local e não do Município de Natal.
Na ação, a autora informou que sofre de Poliomielite Severa, com atrofia dos dois membros inferiores, motivo pelo qual se locomove com ajuda de muletas, e que no dia 18 de janeiro de 2008, ao sair de seu local de trabalho, localizado na Av. Senador Salgado Filho, dirigiu-se ao ponto de ônibus, mas caiu na calçada localizada na mesma avenida e defronte ao terreno de propriedade réus, ocasionando a fratura do fêmur da perna direita e de dedos das mãos.
Ela alegou que a queda teve como principal causa o mal estado de conservação da calçada por onde transitava, pois suas muletas ficaram presas em um dos buracos abertos pela má conservação, o que a levou ao chão e que a conduta dos proprietários caracteriza ato ilícito por ofensa às previsões do art. 105 e 126 do Código de Obras do Município – Lei Complementar Municipal 55/2004.
Para o juiz Airton Pinheiro ficou provado e demonstrado nos autos, de modo claro e inequívo-co, que o acidente envolvendo a autora, de fato ocorreu na calçada do imóvel pertencente aos réus e que os documentos e fotos anexados aos autos provam a gravidade das lesões sofridas pela autora. Ele ressaltou que a autora confessou ser portadora de deficiência física, decorrente de poliomielite que lhe acometeu ainda na infância e que não é a primeira vez que sofre uma queda com gravidade, de modo que sempre é muito cuidadosa no seu caminhar em razão de suas limitações físicas.
O juiz destacou a responsabilidade civil dos proprietários da calçada, uma vez que os fatos demonstram que eles negligenciaram o cumprimento do dever legal imposto pelos artigos 105 e 126 do Código de Obras do Município – Lei Complementar Municipal 55/2004 e com tal con-duta contribuíram com dano sofrido pela autora.
Quanto ao Município de Natal, o juiz não viu qualquer responsabilidade do ente público pelo ocorrido, pois é obrigação legal dos proprietários manter a calçada do imóvel em bom estado de conservação. Assim, ficou provado que apenas dos dois proprietários do imóvel haverão de responder pela indenização moral a ser paga à autora.
Tal ação serve de alerta aos proprietários do imóvel que se utilizam da calçada como depósito de material de construção, entulhos e outras objetos que possam causar qualquer dano aos transeuntes.
O alerta pode ser aplicado aos comerciantes que se utilizam das calçadas como se fossem extensão de suas lojas, obrigando as pessoas a caminharem no meio da rua, colocando em risco a sua integridade física.
(Fonte: Informativo Virtual da OAB-Pr).

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

6 COMENTÁRIOS

  1. Tres vereadores com necessidade de especiais…um paragrafo no codigo de postura do municipio e varias reclamação e nenhuma fiscalização do poder público em relação as calçadas….No centro.as redes fazem da calçada o centro logístico de suas lojas,(que se dane o povo quer passar passe pela rua)..e os comerciante de bares e lanchonete…! mesas e cadeiras moto de entregas…enfim.. Tres vereadores que conhecem muito bem das dificuldades de ACESSIBILIDADE..e não tomam nenhuma atitude…!!!..Se tornam os mesmos, assim como o poder executivo “omissos” a responsabilidade de fiscalizar e exigir que a lei seja aplicada…e assim teriamos uma cidade acessivel para os deficientes e ao mesmo tempo mais segura (menos acidentes) e mais organizada…!!! como disse acima..poucas e simples coisas fazem nossa cidade melhor.!!!(mas para isto basta boa vontade,poder executivo e legislativo…)

  2. Parabéns Edson Geraldino

    Sua coragem deveria ser exemplo para outros. Você tocou em um assunto muito importante que é a falta de coragem para administrar. Cambé parece TERRA DE NINGUÉM. Por onde anda o Prefeito?

  3. Prezado Senhor Edson

    A nossa legislação local, em especial o Código de Postura, já contempla todas as situações narradas por Vossa Senhoria, inclusive as normas referentes a calçadas. Então, legislação existe, o que falta em Cambé é vontade de fiscalizar por parte da Administração Municipal.

    • Pois bem! Dr.Alvaro,obrigado pela informação´..! pena que o poder público não tenha conhecimento desta legislação a qual o SR citou!!!
      mas para os nossos poderes municipal (legislativo e executivo) e tbem para uns secretario que só ficam sentado nas salas **************!!! vale um dito jurídico que virou bordão de programa de um jornalista local a um tempo atras…..
      QUEM OMITE PERMITE E QUEM PERMITE É CUMPLICE…. quando o executivo (prefeito e seus secretário) se omite de suas obrigações, e o legislativo (vereadores) permite passivamente ou finge que não vê ,logo eles se tornam cúmplice.. e isto não se dá só pelo fato da acessibilidade , mas por todos os problemas da cidade… e aos secretarios de plantão! leia a noticia acima e saia pela cidade!! fiscalizando, não adianta ficar defendo um o outro politico a não ser que vcs foram contratadoS só pra isto!! VEJAM QUE COISAS SIMPLES TORNAM NOSSA CIDADE MAIS BONITA E ORGANIZADA… É SÓ FISCALIZAR..MELHOR É SÓ SAIR DA SALA OU TER UM POUQUINHO DE BOA VONTADE…

  4. Isto significa que virá ser uma pratica entre os juízes…e isto é muito bomm ,principalmente aqui em Cambé pois não há calçadas e onde há elas não são proprias para o passeio público , no entanto é de responsabilidade do municipio a fiscalização e a punição para os munícipes.. mas em Cambé o desrespeito impera por parte do poder municipal como tambem por parte da cidadão comum…mas fica pessoal uma decisão por parte de um juiz,vira regra e exemplos para outros juízes, que irão analizar casos semelhantes…cabe tambem os vereadores criarem projetos ou leis determinando a construção de calçadas em lugares onde não há e proibirem entulhos e os comercios de usarem as calçadas para expor produtos e mesas e cadeiras para bares e restaurantes..COISAS SIMPLES TORNAM NOSSA CIDADE MAIS BONITA, SEGURA E ORGANIZADA…BASTA O PODER PUBLICO QUERER…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.