O presidente do TCE (Tribunal de Conta do Estado), o conselheiro Durval Amaral, passou a integrar a lista de investigados no STJ, segundo informações as  investigações estão ligadas a “Operação Quadro Negro” escândalo de desvio de dinheiro que seriam destinados a reformas e construções de escola e creches entre o governo do Paraná e a Valor Construtora entre os anos de 2011 e 2014.

Uma das suspeitas contra o presidente do TCE é a de receber parte do dinheiro desviado dos cofres públicos e utiliza-lo na campanha eleitoral de seu Filho Tiago Amaral (PSB) que foi eleito Deputado Estadual no ano de 2014. Ambos rebatem as suspeitas.

 
(Com informações da Gazeta do Povo)

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.