Ensino especial no Paraná é exemplo para o Brasil

66

A presidente nacional da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes), Aracy Ledo, disse nesta segunda-feira (5), durante a abertura da 20ª edição nacional das Olimpíadas Especiais das Apaes em Maringá, que o estado do Paraná é referência para o Brasil na política de inclusão social dos alunos com necessidades especiais. Segundo ela, o governo do Paraná é o único da Federação que repassa aos alunos das escolas especiais os mesmos direitos que são assegurados aos estudantes da rede estadual.

Ano passado, uma resolução estadual regulamentada pela secretaria da Educação permite que os alunos especiais sejam inseridos nos programas e políticas públicas da educação básica. Assim, o governo repassa recursos para despesas de luz, água, professores, construção e manutenção dos prédios, mobiliário, transporte e alimentação escolar. “É importantíssimo que o Estado trate todos os alunos com igualdade, isso promove a dignidade e a cidadania. Com essa ação, o Paraná se torna exemplo para outros Estados do Brasil”, disse Aracy Ledo.

Para o governador em exercício, Flávio Arns, que esteve na abertura da olimpíada nacional, o governo estadual tem o compromisso de acabar com a discriminação aos alunos com necessidades especiais. “O Paraná é um Estado de vanguarda que tem se esforçado para garantir que a pessoa com deficiência seja bem atendida. Por determinação do governador Beto Richa, vamos oferecer tratamento mais justo para as famílias e promover a integração social do aluno na comunidade, com oportunidade de estudo e trabalho”, disse Arns, que também é secretário de Educação.

Arns esteve ainda nesta segunda-feira reunido com os presidentes das Apaes de 320 municípios do Estado. “Colocamos o Estado à disposição para auxiliar no que for preciso as associações, que exercem um trabalho fundamental ao Brasil. Mostramos os avanços conquistados na área e debatemos a legislação estatuto da pessoa com deficiência. Juntos atingiremos nossos objetivos”, afirmou.

Neuza Soares de Sá, presidente da Federação das Apaes do Estado do Paraná, agradeceu o apoio do Estado e disse que inclusão das escolas especiais na política estadual de educação melhorou a qualidade do serviço prestado. “Essa ação resgata a cidadania das pessoas e cumpre uma proposta de governo em respeitar os direitos da pessoa com deficiência. Para o Paraná é um grande avanço. Agradecemos essa visão e atitude do governo”, disse.

ESPORTE – Flávio Arns destacou a importância do esporte para construção da personalidade e caráter do jovem. “É importante que os alunos tenham acesso ao esporte e oportunidades de socialização e desenvolvimento. Com isso, eles estarão incluídos na vida em sociedade”, concluiu ele. A olimpíada nacional reúne, no município de Maringá, região Noroeste, cerca de 1.300 competidores e técnicos esportivos de escolas especiais de 23 estados brasileiros.

Esta é a terceira vez que o estado do Paraná sedia uma Olimpíada Especial Nacional das Apaes. O evento é nacional ocorre a cada três anos. Nesta edição, os competidores participarão das modalidades de atletismo, basquete, futsal, futebol sete, ginástica artística, ginástica rítmica, handebol, natação, tênis de mesa e capoeira.

Um dos diferenciais da competição deste ano é que os resultados alcançados pelos paraatletas serão homologados pelo Comitê Paraolímpico Nacional e incluídos entre os critérios para concessão de bolsas do programa Top Formador, do governo do Estado. As delegações serão acompanhadas durante as Olimpíadas por duplas de policiais “Anjos da Guarda”, formadas por acadêmicos da Polícia Militar de Maringá. Eles ficarão hospedados no hotel da delegação que estarão acompanhando e prestarão apoio e todas as informações necessárias para o bom andamento da competição.

Estão conveniadas com a secretaria de Estado de Educação 400 escolas de educação básica na modalidade de educação especial, que reúnem um total de 41 mil estudantes. Destas escolas, 320 são Apaes. Participam da 20ª Olimpíada, 14 conselhos regionais das Apaes do Paraná. A olimpíada que prossegue até o dia 10, é promovido pela secretaria de Estado da Educação, em parceria com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Maringá e Federação Nacional das Apaes, com apoio da Prefeitura de Maringá e do Centro Universitário de Maringá.



Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *