Entrevista com Paulo Palhari do Movimento de Combate a Corrupção de Cambé.
TV Cambé[jwplayer config=”Out-of-the-Box_copy” mediaid=”27040″]

0 (1)

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

5 Comentários

  1. Ainda bem que temos Ministério Público que não se acovarda e não se move por politicagem e denúncias vazias, que agiram no caso da Santa de Cambé (entidade enquadrada como paraestatal); agiram no caso da ONG BEIJA FLOR que, mesmo tendo se envolvido em escandalos em Tamarana, foi fundada e presidida com grupo político de Cambé, e na esfera nacional desbaratou o maior esquema de corrupção da República do Brasil, o chamado Mensalão. Cambé ficou vinte anos na escuridão e falta de transparência, agora cada poder constituído trabalha de forma independente e sem subserviência como ocorria num passado não tão distante assim.

    • Como as pessoas gostam de se enganar ou ao contrário quer enganar a quem? Cambé continua sim no escuro e pior na ilegalidade imposta por esta administração, no caso Santa Casa sabemos que somente houve ação do Ministério Publico foi motivado por politica barata e suja, pois cade o Ministério Publico cambeense no caso Flora Eventos, no caso Atlântico,no caso da folha de pagamentos dos servidores municipais onde existe a suspeita de pagamentos indevidos de bônus e gratificações a alguns funcionários amiguinhos do Prefeito, entre tantas outras coisas obscuras que tomam conta desta administração de que o Ministério Publico poderia tomar atitudes para esclarecer, você talvez desconheça ou quer enganar a quem, pois os poderes aqui na Cambé city não são agora constituídos e nem trabalha de forma independente uma vez que o Prefeito acha que estamos na Monarquia e se acha o rei, tanto que tentou de qualquer forma passar com rolo compreensor na câmara municipal, para poder mandar naquela casa também mas que graças a Deus temos cinco vereadores responsáveis e com a ajuda do regimento interno da mesma conseguiram vencer o prefeito na eleição da mesa diretora e também nas comissões permanentes tanto que teve vereador da base do prefeito que saiu muito bravo da sessão, então vimos um Ministério Publico que não trabalha quando o assunto é esclarecer as situações que envolve a administração e trabalha apenas quando é para atingir aqueles que são contra a atual administração, vimos um prefeito que queria e quer mandar na Câmara a qualquer custo, então INDIGNADOS estamos nós cambeenses com tantas palhaçadas, e você não se deixe enganar, acompanhe so fatos reais dos acontecimentos políticos em nossa querida Cambé, ou você conhece e está tentando enganar a nós cambeenses?

    • Bene Filho, já que estás tão corajoso, fale ai da lábia que o Pavinato passou no repórter da Folha de Londrina omitindo informação.
      Querido pessoal da Folha de Londrina. O Joao Pavinato prefeito de Cambé, cansado de pregar peças nos aliados politicos e também no povo cambeense, já que está no poder há mais de 20 anos, ora como secretário do Dr.gilberto(prefeito), ora como secretário do Jose do Carmo Garcia(Prefeito), ora como vereador e ora como Prefeito, agora resolveu enganar a FOLHA DE LONDRINA. Na matéria de hoje, trazida na parte Folha Geral(Pág.08) com o título ” Cambé espera construção de unidade”, a folha reproduz: ” A prefeitura de Cambé adquiriu um terreno de 24 mil metros quadrados para abrigar um centro de socioeducação. O investimento, superior a 700 mil está parado”. O prefeito dá entrevista e joga a culpa no Governo do Estado: ” Estou aguardando posicionamento oficial” diz Pavinato. Parabéns Pavinato, conseguiu enganar com estilo estes repórteres da Folha. Porque será que o Pavinato não falou para o repórter da Folha de Londrina que na verdade não existe mais o terreno, pois este faz parte de um rol de terrenos públicos que foram entregues ao IMP(Instituto Municipal de Previdência) como dação em pagamento??? Abraçar o Beto Richa de noite e entregá-lo de bandeja de dia é uma prática rotineira em Cambé. No entanto, a falha é também da Folha de Londrina, que traz uma matéria totalmente desinformada. Este terreno realmente foi comprado pela Prefeitura no referido valor, mas infelizmente, atualmente pertecente a um instituto privado de previdencia, ou seja, aos servidores de Cambé e nenhuma obra pública poderá ser construída no local, a não ser mediante desapropriação, onde a prefeitura terá que comprar o mesmo terreno por duas vezes. Prefeito esperto + repórter despreparado = matéria desinformada.

  2. Cabe a cada um de nós, moradores desta cidade, o compromisso de fiscalizar, o que a administração pública têm obrigação de fazer, respeitando os princípios constitucionais da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência.Vamos conhecer como funciona o Observatório de Gestão Pública e descobrir como cada um pode colaborar. Vamos combater a corrupção e cuidar do que é nosso…afinal, como bem escreveu Martin Luther King: “O que afeta diretamente uma pessoa, afeta a todos indiretamente”
    Divulguem e participem da palestra que acontecerá em 20/02/2013 às 20:00 hs., no Salão Paroquial da Igreja Matriz.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.