Com degraus que têm, em média, 40 cm de altura, os ônibus do transporte coletivo de Londrina dificultam o acesso de idosos. A tese de doutorado de André Wilson de Oliveira Gil chegou a conclusão que as pessoas da 3ª idade se esforçam muito para, simplesmente, se entrar no veículo. O estudo coletou dados de 40 idosos, sendo homens e mulheres e 40 jovens, para que fosse feita a comparação. O professor do departamento de educação física da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Denílson Teixeira explica que o grupo subia no ônibus, enquanto um aparelho, criado por um empresa de São Paulo, fazia a medição.

Além do esforço das pernas, o estudo mediu a força empregada pelas mãos ao segurar no corrimão do ônibus na hora da subida. Ficou constatado que, ao realizar a ação de subir o degrau do ônibus, os idosos usavam 70% da força total que é necessária para o movimento. Enquanto isso, os jovens usavam apenas metade disso.

De acordo com o professor, orientar da tese de doutorado, a pesquisa tem o objetivo de ir além dos dados quantitativos. Ele defende que é certa a necessidade de remodelar o design dos ônibus para evitar tanto esforço por parte dos idosos, que sofrem uma redução de massa e força muscular natural com o passar dos anos.

A altura dos degraus é definida pelo Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Conmetro). E segundo as regras, o primeiro pode ficar a 45 cm do chão e os demais, a 30 cm um do outro.

CBN LONDRINA

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.