Governo começa por Londrina reforço na infraestrutura da segurança pública

67

O governador Beto Richa autorizou nesta sexta-feira (23), em Londrina, a abertura de licitação para a construção da nova sede do Instituto Médico Legal (IML) na cidade. A medida faz parte do pacote de investimentos de R$ 100 milhões na expansão e melhoria da infraestrutura de segurança no Paraná, autorizado pelo governador no início do mês, também em Londrina. Richa também fez a entrega oficial do prédio da 10ª Subdivisão Policial, antiga sede do cadeião de Londrina, ao Sistema Fecomércio, que revitalizará o imóvel para abertura de um centro cultural.

O governador Beto Richa anunciou uma série de projetos para Londrina incluídos no pacote de investimentos em segurança. Serão construídas novas sedes para a Policia Civil – a Delegacia Cidadã, um projeto moderno no qual serão aplicados R$ 10 milhões – e para o comando regional da Polícia Militar. Também faz parte do planejamento a construção de uma sede para o Instituto de Criminalística, a instalação da primeira base descentralizada do Grupamento Aeropolicial e Resgate Aéreo (Graer) e a construção de uma delegacia especializada em homicídios.

“Começamos por Londrina a verdadeira revolução na segurança do Paraná. É um pacote de investimentos grande que irá garantir mais segurança ao cidadão. Essa área é tratada como prioridade absoluta do nosso governo”, disse o governador. Richa destacou ainda avanços nas áreas de saúde e infraestrutura no município. “Fizemos investimentos expressivos no aeroporto e hospital da cidade”, afirmou.

O secretário de Segurança Pública, Reinaldo de Almeida Cesar, disse que os recursos para a construção da nova sede do Instituto Médico Legal em Londrina estão assegurados. “A nova unidade será moderna, com acessibilidade adequada e respeitando o meio ambiente”, afirmou. De acordo com o secretário, além das unidades do IML, os R$ 100 milhões autorizados pelo governador recursos serão utilizados ainda para a aquisição de 3 mil novas viaturas, construção de 40 novas delegacias e para a instalação dos módulos policiais móveis, que serão formados por um trailer, duas motos e uma viatura da Polícia Militar.

IML – O IML de Londrina está instalado atualmente em um imóvel alugado na Avenida Tiradentes, na zona oeste da cidade. Para a construção da nova sede serão investidos cerca de R$ 5 milhões. Em breve o governo estadual também autorizará os procedimentos licitatórios para as obras das novas unidades de Maringá e Curitiba.

O IML de Londrina produz cerca de mil laudos por mês e tem 40 funcionários, entre peritos, auxiliares, motoristas e terceirizados. De acordo com a diretora administrativa do órgão, Cristiane de Souza, a expectativa é que a nova unidade permita melhorar o atendimento à população e ofereça condições adequadas de trabalho aos profissionais. “Estamos em um prédio com infraestrutura comprometida, sem cadeiras na recepção e com ventilação ruim. A construção da nova sede permitirá um atendimento digno ao cidadão”, garantiu a diretora.

O evento contou com a presença do prefeito de Londrina, Barbosa Neto, dos deputados federais Alex Canziani e Ratinho Junior e do deputado estadual Luiz Eduardo Cheida.

CADEIÃO – O prédio da 10ª Subdivisão Policial, com 5 mil metros quadrados, foi cedido pelo Estado à Fecomércio em regime de comodato, pelo período de 20 anos. A entidade investirá R$ 1,8 milhão na reforma das celas, que irão abrigar auditórios, bibliotecas e espaços para espetáculos musicais e teatrais. O órgão esperava a liberação do espaço desde o final de 2010, quando fechou um convênio com o governo estadual e o município.

O prédio abrigou durante 45 anos o cadeião do município, desativado em 1994, com a transferência dos presos para a Penitenciária Estadual de Londrina. “É um local que agora se transforma em um espaço de cidadania e cultura, atendendo a uma reivindicação antiga”, disse o governador. Richa lembrou que, em parceria com a Prefeitura de Curitiba, a Fecomércio revitalizou o paço municipal da capital.

O presidente do Fecomércio, Darci Piana, explica que as características do imóvel serão mantidas para preservar a história do prédio. Ele estima que as obras sejam concluídas em 2013. “Graças ao bom entendimento com o governo estadual e com a prefeitura de Londrina, vamos restaurar o cadeião e transformá-lo num ícone histórico e cultural do município”, disse ele.

Setores da Polícia Civil que funcionavam no local foram transferidos para outras localidades. O Centro de Triagem funcionará nos fundos da 10ª Subdivisão Policial e as delegacias de Homicídios e de Elaboração de Boletins de Ocorrência serão transferidas para as dependências da Delegacia de Trânsito.

CINE TEATRO – Antes da solenidade de repasse do imóvel à Fecomércio, o governador Beto Richa visitou as instalações do Cine Teatro Ouro Verde, em Londrina, destruído por um incêndio no mês de fevereiro. Richa destacou que equipes técnicas do Patrimônio Estadual e da União irão vistoriar o estabelecimento no dia 3 de abril para autorizar a licitação para as obras de reforma.

“Estamos tomando as providências para que esse prédio, que é um ícone de Londrina, seja reconstruído o mais cedo possível”, disse o governador, que visitou o local acompanhado do secretário de Cultura, Paulino Viapiana.

O Cine Teatro Ouro Verde, projetado pelo arquiteto Villanova Artigas por iniciativa de três pioneiros de Londrina – Celso Garcia Cid, Jordão Santoro e o Ângelo Pesarini – é o espaço cultural mais tradicional da cidade. Construído em 1952 e tombado pelo Governo do Estado em 1998, tem palco de 120 metros quadrados e capacidade para 853 pessoas.



Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *