Confira abaixo entrevista com o delegado de Cambé Dr. Jorge Barbosa.

[jwplayer mediaid=”47024″]

O estudante de Direito Aparecido Gonçalves Primo, de 49 anos, foi preso pela Polícia Civil de Cambé, na manhã desta quarta-feira (22), em sua residência na avenida Marcelino Gonzales, no Jardim Ana Rosa. Ele é acusado de ter estuprado a própria neta em 2011. À época, ela tinha 12 anos.

De acordo com o Delegado Jorge Barbosa, a menina só denunciou o abuso no início de 2015. A partir daí, a adolescente foi submetida a exames no Instituto Médico de Londrina (IML) e avaliações psicológicas que comprovaram o crime sexual. Depoimentos de familiares também foram coletados pelos investigadores para embasar o inquérito.

Com os laudos em mãos, o Ministério Público de Cambé solicitou à Justiça a prisão preventiva de Primo, cujo mandado foi cumprido nesta quarta.

O acusado foi encaminhado à Delegacia de Cambé, onde é mantido em uma cela ocupada apenas por outros suspeitos de crimes sexuais. Ainda segundo a polícia, Primo iniciou recentemente o curso de Direito em uma faculdade particular de Cambé.

acusado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.