Uma imobiliarista de 62 anos foi detida em flagrante ontem em Cambé. A comarca de Cidade Gaúcha, município localizado no Noroeste do Paraná, havia condenado a ré a quase 10 anos de prisão pelos crimes de favorecimento a prostituição e por manter estabelecimento em que ocorre exploração sexual. A sentença é datada de maio de 2012.

A mulher é sócia-proprietária de uma imobiliária existente há mais de uma década em Londrina. Ela foi presa ao prestar depoimento em defesa de uma pessoa acusada de prática de estelionato, inquérito que corre na Delegacia de Cambé. “Ela prestou o depoimento sobre um caso que investigamos, uma venda de um imóvel aqui na cidade, e assim que terminou digitei o nome dela no sistema e apareceu o mandado de prisão em aberto. Automaticamente ordenei os policiais civis a irem atrás e prendê-la”, explicou o delegado Jorge Barbosa.

A imobiliarista foi encaminhada à 10ª Subdivisão Policial, onde passou mal e precisou de atendimento médico. Uma ambulância do sistema de urgência e emergência foi deslocada para atendê-la. “Independentemente da classe social da pessoa, se praticou algo errado tem que pagar pelo crime julgado pela Justiça”, esclareceu Jorge Barbosa.

(Com informações da Folha de Londrina)

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

2 COMENTÁRIOS

  1. ola sou rfaela e tenho 10 anos só queria lhes informar que minha familha esta entrando com um processo contra vcs por cometer iforamaçoes falssas essa mulhe ai é minha vó e vcs contaramuma historia falssa e quem vaiser preso é vcs e eu vou ter o maior orgulho de postar iso no meu blog !!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.