Manchete dos Jornais desta quarta-feira, 24 de junho de 2015
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 24th junho 2015

Delatores dizem que campanha de Gleisi Hoffmann recebeu propina
O doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa voltaram a dizer que a campanha de 2010 da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) recebeu propina da empreiteira Odebrecht. O tema voltou à tona durante acareação entre os dois delatores, realizada ontem na Polícia Federal em Curitiba…

Conselho deve autorizar “sexta aula” nas escolas (Públicas do Paraná)
O Conselho Estadual de Educação deve indicar ainda nesta semana um posicionamento favorável à “sexta aula” para repor os dias letivos perdidos durante a greve dos professores. A medida é alvo de polêmica desde o fim da paralisação, no último dia 9…


O Estado de S. Paulo

Manchete: Costa diz que negociou propina com executivo da Odebrecht
À PF, ex-diretor da Petrobrás detalhou pagamento de US$ 5 mi por ano intermediado por Alexandrino Alencar
Em depoimento à Polícia Federal, ontem, o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa detalhou o pagamento de propina de US$ 5 milhões por ano pela petroquímica Braskem – empresa que tem a Odebrecht como sócia da Petrobras – intermediado pelo diretor da Construtora Norberto Odebrecht Alexandrino Ramos de Alencar. Primeiro delator da Operação Lava Jato, Costa revelou que o doleiro Bernardo Freiburghaus, acusado de operar propina para a empreiteira, foi quem cuidou dos depósitos em contas secretas na Suíça. Alencar trabalhou na Braskem de 2002 a 2007, quando foi transferido para a holding da Odebrecht. Segundo Costa, ele, Alencar e o ex-deputado José Janene (morto em 2010) negociaram o pagamento das propinas. Ontem, Alencar deixou o cargo de diretor de Relações Institucionais da empreiteira e teve prisão temporária prorrogada por mais um dia pelo juiz Sérgio Moro, que conduz os processos da Lava Jato em Curitiba. Em nota, a Braskem afirmou que os pagamentos e contratos com a Petrobras seguiram preceitos legais. (Política A4)

Construtoras mudam diretorias
Para melhorar a imagem, Odebrecht e Camargo Corrêa mudaram suas cúpulas. Newton de Souza assumirá o comando da holding Odebrecht. A Camargo Corrêa terá Artur Coutinho, ex-Embraer, como diretor-presidente. (Pág. A4)

Marcelo Odebrecht negou privilégios
Preso sexta-feira na Lava Jato, o presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, disse à PF em 18 de maio que “desconhece qualquer ajuste voltado à prática de sobrepreço em contratos firmados pela Petrobrás”. (Pág. A4)

Dilma minimiza críticas de Lula; discurso causa mal-estar no PT
Em resposta às críticas feitas por Lula ao governo e ao PT, a presidente Dilma Rousseff afirmou que “todo mundo tem o direito de criticar, mais ainda o presidente Lula”. O discurso causou mal estar no PT por ter sido feito publicamente. Ministros petistas dizem que o ex-presidente aponta falhas do governo por não ser ouvido por Dilma. (Política A6)

Dora Kramer: Gaiato no navio
Lula prega uma “revolução” no partido quando acabou de orientar o PT a adotar uma posição conformista em nome da preservação do governo da “companheira Dilma”. (Pág. A6)

Eliane Catanhêde: Volume morto
O principal problema nas declarações de Lula é que ele jamais assume sua parte nesse latifúndio de responsabilidades do seu partido, da sua pupila e do governo que patrocinou. (Pág. A7)

CPI do Carf vai ouvir executivos de grandes empresas
A CPI que apura denúncias de irregularidades no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) vai convocar presidentes de empresas suspeitas de participar do esquema investigado pela Operação Zelotes, da PF. Treze pessoas devem ser ouvidas, incluindo executivos da Ford, da Mitsubishi, do Santander e do Grupo RBS (Economia B3)

Paralisação faz Hospital São Paulo cancelar consultas (Metrópole A12)

Governo prorroga subsídio de energia a empresas (Economia B5)

População carcerária no Brasil passa de 600 mil (Metrópole A14)

Petrobrás deve cortar investimento em 40% até 2019
O plano de investimentos da Petrobrás para o período de 2015 a 2019 prevê corte próximo a 40%, com redução do orçamento de US$ 220 bilhões para US$ 130 bilhões. A estatal deve focar na exploração e produção de petróleo e gás natural e abandonar o abastecimento. O conselho de administração vai analisar a proposta na sexta-feira. (Economia B1)


O Globo

Manchete: Exclusivo/devagar quase parando: Investimentos do PAC já caíram 33% no ano
Governo deixa de divulgar balanço; estatais também reduzem desembolso.
Ministério das Comunicações não fez qualquer gasto com o programa de janeiro a abril
O balanço quadrimestral do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que era feito desde 2011, ainda não foi divulgado este ano. Mas, mesmo sem um balanço oficial, as despesas do Orçamento com o PAC mostram corte significativo: de janeiro a abril, os gastos do governo com o programa tiveram queda de 33%, para R$ 13,3 bilhões, informa Danilo Fariello. O Ministério das Comunicações, que toca o Programa Nacional de Banda Larga, não desembolsou um centavo sequer até abril. Petrobras e Eletrobras, estatais responsáveis por muitas obras do PAC, reduziram seus investimentos totais em 15%. (Pág. 21)

Levy vê ‘ressaca’ econômica
Ministro diz ser precipitado reduzir meta fiscal, mas alerta para cenário difícil.
Apesar de dizer que seria precipitado reduzir a meta fiscal neste momento, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, reconheceu que o crescimento baixo dificulta o ajuste nas contas do governo. Ele citou Machado de Assis para argumentar que o país sofre de “ressaca” e que é preciso se preparar para “não deixar o barco bater nas pedras”. Levy admitiu ainda que o governo manteve algumas das “pedaladas fiscais” da gestão anterior. (Pág. 25)

Rio 2016: Ginga do Brasil
Dona da rede Magazine Luiza, Luiza Helena Trajano é a nova presidente do Conselho Público Olímpico.
A presidente Dilma Rousseff fez o anúncio ontem, em evento no Rio que apresentou Ginga, mascote da equipe brasileira. (Págs. 11 e 32)

Luiz Inácio falou: Petistas: Lula ataca para ser ouvido
Petistas próximos ao ex-presidente avaliam que Lula atacou a presidente Dilma e o PT porque se queixa de não ser ouvido por ela e não ter sido defendido pelo governo ao ter seu nome ligado a empresas-alvo da Lava-Jato. Ontem, no Rio, Dilma disse que todos têm o direito de criticá-la, “ainda mais o presidente Lula”. (Pág. 3)

Editorial: Lula critica a própria obra (Pág. 19)

Merval Pereira
Ex-presidente tenta fazer sua Revolução Cultural no PT. (Pág. 4)

Elio Gaspari
Lula não fala sério ao defender uma revolução no PT. (Pág. 18)

Zuenir Ventura
Petista age como se fosse de oposição. (Pág. 19)

Palavra de Moro: Vaccari fica preso até ser julgado
O juiz Sérgio Moro disse que o ex-tesoureiro do PT João Vaccari ficará preso até ser julgado. A Standard & Poor’s rebaixou a nota da Odebrecht. (Pág. 6)

USP adere ao Enem
Decisão afeta 14% das vagas
Engenharia e Medicina da mais bem avaliada universidade do país, porém, ficam de fora. (Pág. 27)


Folha de S. Paulo

Manchete: USP adotará Enem para 13% das vagas, com sistema de cota
Reserva para alunos da rede pública será de 10,5%; seleção pelo vestibular da Fuvest preencherá as 86,6% restantes. A USP decidiu reservar, pela primeira vez, vagas na seleção de calouros utilizando nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). A melhor universidade do país destinará à iniciativa 13,4% de suas 11.057 vagas em 2016 —10,5% delas só para alunos do ensino público. As 86,6% restantes continuarão disponibilizadas pelo vestibular da Fuvest. Haverá uma cota (2%), nas vagas para o ensino público, para pretos, pardos e indígenas autodeclarados.
A reserva de vagas ocorre devido à entrada da USP no Sisu, sistema federal em que alunos disputam a entrada em universidades com base em suas notas no Enem.

Cada faculdade pôde decidir se entraria no sistema e quantas vagas ofertaria.
Não oferecerão reserva de vagas cursos tradicionais da capital paulista como medicina e engenharia. Mas outros, como direito, sim. Para o reitor da USP, Marco Antonio Zago, a decisão é “histórica”. Mas há em setores da instituição o temor de dar espaço a alunos menos preparados. (Cotidiano B1)

Mudança em sistema de contratos do Fies deixa alunos endividados. (Pág. B1)

CPI lista executivos para depor sobre denúncias no fisco
Executivos de empresas como Ford e Santander estão na lista de convocados pela CPI que apura fraudes fiscais. Eles devem depor sobre denúncias de manipulação de julgamentos de multas da Receita, investigadas na Operação Zelotes. (Mercado Al6)

Juiz estende prisão de ex-diretor da empresa Odebrecht
O juiz da Lava Jato, Sergio Moro, estendeu detenção temporária de Alexandrino Alencar, acusado de pagar subornos da Odebrecht, a fim de avaliar pedido de prisão preventiva da PF. Alencar, que se demitiu ontem, nega a acusação. (Poder A8)

Alvo do Petrolão, ex-deputado diz que perdeu a memória
Investigado no STF por suspeita de participar do petrolão, o ex-deputado Carlos Magno Ramos (PP-RO) disse que perdeu “parte da memória” devido a uma doença. Apesar disso, afirmou ter certeza de que não recebeu dinheiro desviado. (Poder A9)

Dilma minimiza críticas e petistas reagem a Lula
Em relação às críticas do ex-presidente Lula ao governo e ao PT, Dilma disse que “todos têm o direito de fazê-las, principalmente ele”. Já o presidente do partido, Rui Falcão, afirmou que prefere “quando Lula diz que os que acham que o PT vai acabar darão com os burros n’água”. O líder do governo na Câmara defendeu que as críticas fossem internas. (Poder A4)

Maria Cristina Frias
Arrecadação está pior que em 2003, diz chefe da Receita. (Mercado A14)

Análise: Matias Spektor
Diáspora brasileira é cada vez mais influente nos EUA. (Mundo A10)

Editoriais
Leia “A direção da Petrobras”, acerca de mudanças em curso na estatal, e “Simulação policial”, a respeito de suspeitas de fraudes na PM-SP. (Opinião A2)


Gazeta do Povo

FORÇA DE TRABALHO
Manchete: Em 10 anos, o Paraná perdeu 54 mil jovens em idade produtiva
Em apenas uma década, 54.411 jovens em idade produtiva deixaram o Paraná. As cidades menores e rurais, com menos oportunidades de estudo e trabalho, foram as que mais sofreram com o êxodo. O levantamento é um recorte dos dados dos Censos de 2000 e 2010, feito pelo economista e geógrafo François Bremaeker, gestor do Observatório de Informações Municipais. Santa Catarina é o principal destino dos jovens paranaenses.
PÓS-GREVE
Conselho deve autorizar “sexta aula” nas escolas
O Conselho Estadual de Educação deve indicar ainda nesta semana um posicionamento favorável à “sexta aula” para repor os dias letivos perdidos durante a greve dos professores. A medida é alvo de polêmica desde o fim da paralisação, no último dia 9.
LAVA JATO
Delatores dizem que campanha de Gleisi Hoffmann recebeu propina
O doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa voltaram a dizer que a campanha de 2010 da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) recebeu propina da empreiteira Odebrecht. O tema voltou à tona durante acareação entre os dois delatores, realizada ontem na Polícia Federal em Curitiba.
FINANCIAMENTO
Crédito terá desempenho mais fraco dos últimos 12 anos
O Banco Central previu ontem que o mercado de crédito em 2015 terá o desempenho mais fraco dos últimos 12 anos. A expansão será de apenas 9% dos financiamentos. Os bancos públicos continuarão a puxar os empréstimos. Apesar disso, os juros para o consumidor não param de subir e bater recordes.
INTERIOR DE SÃO PAULO
Rio de espuma
A presença de esgoto doméstico não tratado causou a formação de uma “nuvem” de espuma que tomou todo o leito do Rio Tietê, em Pirapora de Bom Jesus, na Grande São Paulo.
FINANÇAS PESSOAIS
Jogue firme com o gerente
Clientes devem pesquisar preços e serviços antes de negociar descontos nas taxas bancárias.


Estado de Minas

Manchete: Ofensiva contra pichação

PBH publicará decreto com regras para multar e endurecer o combate a quem emporcalha a cidade
Entre as medidas, que serão divulgadas até sábado, está o envio pela PM à prefeitura do boletim de ocorrência com o nome do pichador para a aplicação de multa de R$ 613,93 a R$ 6.139 (no caso de bem tombado) e cobrança de indenização pela limpeza. Também será fiscalizado o cumprimento da lei que obriga as lojas que vendem tintas spray a manterregistro da identidade dos compradores. A prefeitura estuda ainda dar desconto no IPTU para proprietários de imóveis que comprovarem terlimpado pichação e mantido a fachada sem sujeira. O decreto tem o objetivo de reforçar o trabalho do Ministério Público, que impetrou ação cobrando R$ 10 milhões por danos à paisagem urbana do grupo autointitulado Pichadores de Elite, do qual 19 membros foram detidos pela polícia em maio.PÁG 13

ENTREVISTAS PARA PEDIR VISTOS VOLTAM NA SEGUNDA
Roubos crescem 17,8% na capital A Embaixada dos Estados Unidos informou que conseguiu corrigir, parcialmente, falha no sistema de emissão do documento que deixou milhares de brasileiros com medo de não poder viajar nas férias de meio de ano.Apartir de hoje,será possível agendar por internet ou telefone as entrevistas, que serão feitas a partir de segunda-feira, dia 29. A prioridade de marcação será das pessoas que tiveram visitas canceladas porcausa da pane. Para a Embaixada, há de 16 mil a 20 milcasos nessa situação, apesar de não ser possível calcular quantos pedidos deixaram de ser enviados desde o início do problema, no dia 8. PÁGINA 10

Reprovação de Dilma é alta em BH e São Paulo
Pesquisas dos institutos MDA e Paraná nas capitais mineira e paulista, respectivamente, mostram elevada rejeição ao governo Dilma. Em BH, 70,9% o consideram ruim ou péssimo, 8,7% acham bom ou ótimo, 18,9% regular e 1,5% não responderam. Em São Paulo,ainsatisfação com a petista é de 87,6%,contra 10,4% de aprovaçãoe2% não opinaram. Ontem, senadores do PT, sem citar Dilma, divulgaram documento em apoio ao ex-presidente Lula, que, na véspera, disse que o partido envelheceu e só pensa em cargo e emprego. Para Dilma,como todo mundo, Lula tem direito de criticar. PÁG2E3

Você não vale mais quase nada
Com R$1no bolso e a inflação em alta no país, conseguir comprar algo nesse valor é cada vez mais difícil. O EM foi às ruas de BH com esse desafio e constatou que, após dois anos, o consumidor precisa gastar mais de uma moeda para pagar do cafezinho ao pastel frito na hora. PÁG 8

Roubos crescem 17,8% na capital
Dados da Secretaria de Estado de Defesa Social mostram que casos subiram de janeiro a maio, na comparação com 2014, mas o número de homicídios caiu 33,9%. PÁG 14

Nova data para racionamento
Cinco meses depois de anunciar a crise hídrica na Grande BH,a presidente da Copasa, Sinara Meireles, afirmou ontem que contenção deve começar em agosto. Com a queda na vazão de importantesfontes de abastecimento, como o Rio das Velhas(D),eaprevisão de estiagem, população precisa dobrar a economia de água para evitar um racionamento. PÁG15


Brasil Econômico

Manchete: Ressaca passa, mas o barco não pode bater nas pedras, diz Levy
Com citação a Machado de Assis, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, comparou o atual momento da economia do país à força das águas. Para ele, a boa notícia é que ressaca passa. Em sua opinião, ainda é um pouco precipitado fazer qualquer movimento em relação à meta de superávit. (Pág. 5)

‘Lula tem todo o direito de criticar’
A curta declaração foi o único comentário que a presidenta Dilma Rousseff fez sobre as críticas do ex-presidente ao seu partido, após se reunir com o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos Rio 2016. (Pág. 3)

Juros e emissão elevam dívida pública federal
A dívida voltou a crescer em maio e fechou o mês em R$ 2,496 trilhões, o que representa uma alta de 1,83% segundo o Tesouro Nacional. Só o custo da dívida interna chegou a 12,58% ao ano. (Pág. 6)

BC reduz previsão de crédito
A retração e a alta da taxa de juros levaram o Banco Central a revisar a expectativa de 11% para 9%. A inadimplência subiu pelo segundo mês consecutivo, chegando ao maior patamar desde 2013. (Págs. 14 e 15)

Octávio Costa
Além de Lula e Aécio, tem ainda muita gente de olho nas eleições de 2018. (Pág. 24)

Luiz Sérgio Guimarães

Juros caem com o mercado à espera do desmonte da arapuca armada pelo BC. (Pág. 16)

Venezuelano suspende greve de fome
O líder da oposição radical Leopoldo López suspendeu a greve de fome depois de 30 dias, após o governo da Venezuela ter finalmente marcado as eleições para o dia 6 de dezembro. (Pág. 21)


Edição: Equipe Fenatracoop, 24 de Junho de 2015 ás 08:45

Compartilhe nossa Matéria