Defesa tenta evitar fuzilamento de brasileiro hoje

A defesa de Rodrigo Muxfeldt Gularte, 42, fará último apelo à Indonésia, mas admite ser improvável evitar o fuzilamento do brasileiro, condenado por tráfico, relata o enviado Ricardo Gallo. A execução está marcada para esta terça (28)…

Governo pagou R$ 1,7 milhão a gráfica suspeita de abastecer PT

A gráfica Atitude, apontada pelo Ministério Público como canal do PT para distribuir propina do petrolão, recebeu R$ 1,7 milhão do governo federal e de estatais. A verba, diz o Planalto, foi para publicidade oficial. Executivo de empreiteira investigada na Lava J ato havia dito que a gráfica, ligada à CUT, levou 2,4 milhões de empresas ligadas ao esquema na Petrobras…

————————————————————————————

O Globo

Manchete : Compra da casa própria fica mais difícil

Após subir juros, Caixa exigirá entrada maior da classe média

Para financiar imóvel com preço acima de R$ 750 mil, cliente terá que pagar 60% à vista. Empresas preveem queda nas vendas

Menos de um mês após elevar os juros do financiamento da casa própria, a Caixa anunciou ontem novas restrições, que vão afetar imóveis usados. Agora, quem quiser financiar um apartamento com preço acima de R$ 750 mil terá de dar uma entrada de 60%. Antes, era possível pagar à vista apenas 30% do total. Para imóveis com preço menor, a entrada exigida subiu de 20% para 50%. Analistas dizem que as novas regras tornarão muito mais difícil a compra da casa própria e atribuem a decisão da Caixa à queda na captação da poupança. Imobiliárias preveem piora nas vendas e recuo nos preços. (Pág. 19)

Dólar cai para R$ 2,922 e mercado testa novo piso

Após cair a R$ 2,902, o dólar comercial fechou em R$ 2,922 ontem, numa queda de 1,11%. Foi a quinta redução seguida no valor da moeda americana. O câmbio turismo recuou para R$ 3,01. Segundo analistas, com menos incertezas no cenário econômico, graças à divulgação do balanço da Petrobras e à perspectiva de avanços no ajuste fiscal, os investidores testam novo patamar para o dólar comercial, mais próximo de R$ 2,90. As cotações, porém, devem continuar voláteis. (Pág. 22)

Dilma desiste de falar no rádio e na TV no 1º de maio

Alvo de panelaço no último pronunciamento que fez na TV, a presidente Dilma desistiu do discurso que faria pelo Dia do Trabalho em cadeia nacional e falará apenas nas redes sociais. Em visita a Ribeirão Preto, o vice Michel Temer foi impedido de discursar diante de manifestação contra o PT e Dilma. (Pág. 9 e Merval Pereira)

Vaccari é denunciado por lavagem

O Ministério Público fez nova denúncia contra o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, que já é réu e está preso. Agora ele, o ex-diretor da Petrobras Renato Duque e o empresário Augusto de Mendonça, do grupo Setal, foram denunciados por lavagem de R$ 2,4 milhões. (Pág. 6)

Chuva mata 14 em Salvador

Dois deslizamentos de terra provocados por fortes chuvas mataram 14 pessoas ontem em Salvador, entre elas uma criança. Outras sete ficaram feridas, e seis estão desaparecidas. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a capital da Bahia registrou este mês um volume de chuvas 6% acima da média normal. Ontem a presidente Dilma visitou vítimas do tornado em Santa Catarina. (Pág. 8)

Brasileiro deve ser executado

Rodrigo Gularte e mais nove condenados por tráfico de drogas na Indonésia têm execução marcada para hoje. A defesa recorreu, mas a chance é mínima. (Pág. 3)

‘Nada consta’ vira currículo

O deputado Domingos Brazão deve ser eleito hoje conselheiro do TCE. No currículo, ênfase em certidões de nada consta. (Pág. 10)

PT privatiza o Anhembi

O Centro de Convenções Anhembi será entregue à iniciativa privada pelo prefeito Haddad (PT), de São Paulo. (Pág. 8)

Obituário – Inês Etienne Romeu, aos 72

Única sobrevivente da Casa da Morte, em Petrópolis, a ex-guerrilheira morreu em Niterói, enquanto dormia. (Pág. 7)

Ilimar Franco

A reforma do fracasso

A sociedade cobra uma reforma política, mas o Congresso caminha para novo fracasso. Nenhuma proposta tem os 308 votos necessários à sua aprovação, nem mesmo a que tem maior apoio, o distritão. A eleição à Câmara, diz a Constituição, é (100%) pelo voto proporcional. Por isso, defensores das mudanças querem a abertura de negociações para que uma proposta de reforma seja construída. (Pág. 2)

Merval Pereira

Com medo do panelaço

Se a presidente Dilma tinha dúvidas sobre o discurso de 1º de maio, ontem elas devem ter se dissipado ao saber que o vice-presidente Michel Temer foi impedido, pelo temor das vaias, de discursar na abertura do Agrishow 2015, em Ribeirão Preto, a mais importante do setor agropecuário, onde a própria Dilma e o ex-presidente Lula já estiveram anteriormente sem o menor problema. Daí à decisão de não usar pela primeira vez a cadeia nacional de rádio e televisão, com receio de um panelaço, foi um pulo. (Pág. 4)

Míriam Leitão

Ajuda externa

A queda do dólar chega em boa hora para a inflação. Pelo cálculo do mercado financeiro, o país terminará o ano com o IPCA em 8,2%. Em junho e julho, chegará ao pico de 8,5%. Há quem calcule mais de 9%. A redução dos preços das commodities e a diminuição da pressão cambial ajudam, portanto, nessa tarefa de conter a taxa. Esta semana os juros devem chegar a 13,25%, apesar do ambiente recessivo. (Pág. 20)

Editorial

Picuinhas não podem ameaçar lei da terceirização

São desimportantes os motivos das desavenças entre Eduardo Cunha e Renan Calheiros, das quais a PEC da contratação de terceiros é vítima. O crucial é aprová-la logo. (Pág. 16)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete : Sartori negocia adiar reajuste da segurança

Aumento que começa a ser pago em maio pode ficar para mais adiante se governo aprovar projeto na Assembleia. Ação judicial também é avaliada. Polícia Civil promete paralisação para hoje. (Notícias | 6 a 8)

Ajuda depois do tornado

Na visita para anunciar re cursos a Xanxerê e Ponte Serrada (SC), presidente também se disse preocupada com projeto de terceirização. (Notícias | 10 e 11)

Últimos apelos contra execução

Itamaraty ainda tenta evitar morte de brasileiro na Indonésia (Notícias | 13)

Menos recursos para imóvel usado

Financiamento com poupança é reduzido de 80% para 50% (Sua Vida | 26)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete : Mercado projeta que BC elevará juros até 13,25%

Os economistas apostam que o Copom vai aumentar amanhã a Selic de 12,75% para 13,25%, mantendo o ritmo de alta de suas recentes reuniões. E, em junho, fará uma elevação derradeira de 0,25 ponto percentual, com a qual encerrará o ciclo de aperto. Para o Bradesco, porém, a taxa básica de juros subirá agora pela última vez para 13%. (Pág. 18 a 20)

Arrecadação sobe, mas cai no trimestre

O governo federal arrecadou em março R$ 94,112 bilhões, o que representa uma alta de 0,48% em relação ao mesmo mês de 2014. No entanto, entre janeiro e março, houve queda de 2,03%. (Pág. 5)

Cunha e Renan agora disputam entre si

Conflitos entre presidentes das duas casas traz alívio para o governo, mas pode custar caro. Analistas veem na rixa o dedo do novo articulador político Michel Temer. (Pág. 3)

Dívida pública federal bate novo recorde

Mercado aposta em elevação da Selic e cobra mais do governo. Na Fazenda, expectativa era outra, a partir da entrada de Levy. (Pág. 4)

Dilma: terceirização não pode reduzir direitos

Presidenta alerta para risco de “pejotização” de trabalhadores, que também reduz receita (Pág. 10)

Olhar do Planalto

José Negreiros

NO SENADO, O LÍDER JÁ É SARNEY

Noventa dias após o início dos trabalhos legislativos, a presidente não tem pressa para designar o líder do governo no Senado. Ele já exerce as funções, nas sombras, mas de fato. É o político que melhor conhece a Casa, para onde foi depois de deixar o Planalto. Dilma chama José Sarney para quase tudo, e não apenas nas dificuldades. (Pág. 2)

Relatório D.C.

Rogerio Studart

O PL 4.330 E O INVESTIMENTO PRIVADO

A retração do investimento privado global até há pouco só atingia as economias mais avançadas. Agora, começa aparecer também endêmica nas economias emergentes. (Pág. 7)

O mercado como ele é…

Luiz Sérgio Guimarães

“VENDIDO” DERRUBA DÓLAR

O mercado de câmbio doméstico exagerou a tendência de baixa do dólar vinda do exterior ontem. A moeda caiu 1,13%, cotada a R$ 2,9217, e, na mínima do dia, chegou a testar os R$ 2,90. A explicação não pode ser buscada apenas no ingresso de capitais estrangeiros interessados nos altos lucros proporcionados pela renda fixa brasileira. (Pág. 20)

Ponto Final

Octávio Costa

NO MEIO DO TIROTEIO

Mexi num vespeiro com meu artigo de ontem. Bastou comentar as articulações em torno da candidatura do ex-presidente Lula à reeleição em 2018 para virar um saco de pancadas na internet. (Pág. 32)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : Caixa reduz limite para financiar imóvel usado

Mudança beneficia construtoras e exige entrada maior na compra da casa própria

A Caixa Econômica Federal, responsável por 70% do crédito imobiliário no país, reduziu o valor máximo para o financiamento dos imóveis usados. A medida, que vale a partir da próxima segunda (4), exigirá um valor maior de entrada na compra. A parcela a ser financiada cairá de 80% para 50% do valor total no Sistema Financeira de Habitação, com imóveis de até R$ 750 mil. No Sistema Financeiro Imobiliário, com operações acima de R$ 750 mil, o percentual passará de 70% para 40%. A mudança beneficia construtoras, que estão com estoque elevado de imóveis novos encalhados. O principal motivo que levou a Caixa a reduzir o limite foi a queda nos depósitos nas cadernetas de poupança, fonte de recursos para a habitação. As regras para moradia popular permanecem inalteradas. Como a Caixa focará no financiamento de imóveis novos, o segmento de usados poderá virar um nicho de atuação dos bancos privados, que devem obter ganhos maiores. (Mercado A24)

Governo pagou R$ 1,7 milhão a gráfica suspeita de abastecer PT

A gráfica Atitude, apontada pelo Ministério Público como canal do PT para distribuir propina do petrolão, recebeu R$ 1,7 milhão do governo federal e de estatais. A verba, diz o Planalto, foi para publicidade oficial. Executivo de empreiteira investigada na Lava J ato havia dito que a gráfica, ligada à CUT, levou 2,4 milhões de empresas ligadas ao esquema na Petrobras. (Poder a4)

Única sobrevivente de casa da tortura morre aos 72 anos

Vítima da ditadura militar (1964-85), a ex-guerrilheira Inês Ettiene Romeu morreu aos 72 anos, em Niterói (RJ). Ela foi a única pessoa a ser libertada da Casa da Morte, local usado por militares para tortura — ao menos 20 teriam morrido ali. (Poder a9)

Defesa tenta evitar fuzilamento de brasileiro hoje

A defesa de Rodrigo Muxfeldt Gularte, 42, fará último apelo à Indonésia, mas admite ser improvável evitar o fuzilamento do brasileiro, condenado por tráfico, relata o enviado Ricardo Gallo. A execução está marcada para esta terça (28). (Cotidiano B4)

Após temporais, deslizamentos deixam 11 mortos em Salvador (Cotidiano B3)

Painel

Marta se desfilia hoje do PT após 33 anos na sigla

A senadora paulista Marta Suplicy formaliza nesta terça (28) sua saída do PT. Em carta, diz: “Os princípios e o programa partidário do PT nunca foram tão renegados”. Ela deve se filiar ao PSB. (Poder a4)

Editoriais

Leia “A fundo perdido”, sobre julgamento das contas de partidos políticos, e “O verde e o maduro”, acerca de desafios do Brasil na seara ambiental. (Opinião A2)

EBC

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.