Manchete dos Jornais deste domingo, 01 de novembro de 2015
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 1st novembro 2015

Órgão da Fazenda aponta movimentação milionária de Lula, Palocci e Erenice, diz revista
Um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), órgão de inteligência financeira vinculado ao Ministério da Fazenda, aponta que contas ligadas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao ex-ministro Antonio Palocci e à ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra movimentaram cerca de R$ 294 milhões. As informações foram publicadas pela revista Época na edição divulgada nesta sexta (30).


 

O Globo

Manchete: Lava-Jato já recuperou R$ 2,4 bi para a União
Valor equivale ao custo de 40 mil unidades do Minha Casa Minha Vida
Quantia seria suficiente para pagar o valor-base do Bolsa Família a 31 milhões de beneficiários
A Operação Lava-Jato comprovou que R$ 7,2 bilhões foram desviados para pagamentos de propina no esquema criminoso investigado na Petrobras. Desse valor, R$ 2,4 bilhões já foram recuperados por meio dos acordos de colaboração e leniência firmados com delatores e empresas envolvidas, incluindo o pagamento de multas, informam Cleide Carvalho e Renato Onofre. Com essa quantia, seria possível construir 40 mil unidades do Minha Casa Minha Vida ou pagar o valor-base de R$ 77 do Bolsa Família para 31,2 milhões de beneficiários. Os números podem aumentar porque ainda há acordos sendo negociados com o Ministério Público. (Pág. 3)

Infraestrutura: Obras cortarão cem mil vagas
Exclusivo: Com ajuste fiscal e crise na Petrobras, a indústria da construção prevê que, até o fim do ano, mais de cem mil trabalhadores serão demitidos de obras de infraestrutura, revela Cássia Almeida. (Pág. 33)

Novo limite em curso: Mapa do Estado do Rio pode mudar
A divisa entre o Rio e o Espírito Santo poderá ser alterada para se ajustar ao curso do Rio Itabapoana, modificado pela degradação ambiental. A AGU analisa o caso. (Pág. 9)

Falta coragem ao governo, diz Cid
O ex-ministro da Educação Cid Gomes, que perdeu o cargo após chamar Eduardo Cunha de achacador, diz que “o governo está se acovardando” e não enfrenta o presidente da Câmara. (Pág. 4)

Lauro Jardim
PF: casa de Collor tem despacho contra Janot. (Pág. 2)

Ancelmo Gois
Amigos tentam encontro, mas Lula não vai a FH. (Pág. 14)

Elio Gaspari
Operação Zelotes amplia sua investigação. (Pág. 6)

Míriam Leitão
Corrupção é bactéria oportunista. (Pág. 34)

Fernando Henrique
Momento exige uma agenda nacional. (Pág. 8)

Fernando Gabeira
Deixar Dilma sangrar até 2018 pode ser perigoso. (Segundo Caderno)


O Estado de S. Paulo

Manchete: Volks busca reparar apoio à repressão na ditadura
Exclusivo: Montadora negocia com MPF fazer memorial em conjunto com instituições brasileiras
A Volkswagen é a primeira empresa a negociar judicialmente uma reparação por ter financiado ou participado da repressão à oposição política e ao movimento operário durante a ditadura militar no Brasil. Manfred Grieger, um diretor da matriz do grupo que no dia 14 participou de encontro no Ministério Público Federal (MPF), contou ao Estado que a empresa estuda, entre algumas iniciativas, fazer um memorial com outras instituições brasileiras. Documentos apresentados à Comissão Nacional da Verdade e ao MPF denunciam tortura no interior da montadora de operários ligados a partidos comunistas, doação de carros ao 2° Exército e envio de detalhes sobre a atuação de grevistas ao Departamento de Ordem Política e Social de São Paulo (Dops-SP). (Pág. Política A4)

Petrobrás na mira
O próximo alvo do grupo que representou contra a Volkswagen no Ministério Público Federal é a Petrobrás. A estatal é acusada de contribuir para a prisão de petroleiros que, depois, foram impedidos de trabalhar na empresa. (Pág. A5)

Lula e petistas movimentaram quase R$ 300 milhões, diz Coaf
O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), órgão do Ministério da Fazenda, encontrou movimentações suspeitas em transações bancárias do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de três ex-ministros petistas – Fernando Pimentel, Antônio Palocci e Erenice Guerra -, segundo a revista Época. Esses movimentos somam quase R$ 300 milhões. Os dados foram remetidos à CPI do BNDES na Câmara. O Instituto Lula negou irregularidades nas transações do ex-presidente. (Pág. Política A8)

Educar para tolerância
Numa semana de Enem e de acusações de doutrinação, o filósofo espanhol Fernando Savater vai no bê-á-bá. “Educar é ensinar a conviver, é fascinar sem hipnotizar.” (Aliás)

Crise devolve 3 milhões de famílias à base da pirâmide
A recessão derrubou parte da nova classe média brasileira para a base da pirâmide social Entre 2006 e 2012, no auge do consumo, 3,3 milhões de famílias subiram um degrau, da classe D/E para a classe C, e passaram a ter acesso a produtos e serviços como plano de saúde, ensino superior e carro zero. Agora, elas começam a fazer o caminho de volta. De 2015 a 2017, 3,1 milhões de famílias da classe C devem migrar para a classe D/E, revela estudo da Tendências Consultoria Integrada.(Economia Pág. B1)

Fernando Henrique: Por uma agenda nacional
Não precisamos de salvacionismos, mas de ideias que se possam substantivar em políticas que atendam ao interesse nacional e ao anseio popular. (Espaço Aberto Pág. A2)

Mario Vargas Llosa: Esperança na Casa Rosada
Eleição abriu a possibilidade de a Argentina sair da degradação econômica e política em que está mergulhada há mais de meio século. (Internacional Pág. A11)

Notas & Informações
Lula assume o comando geral
Em sua viagem a Brasília, na quinta-feira, ele assumiu de fato o comando do PT e do governo. (Pág. A3)

Disparado na contramão
País se alinha às economias submetidas aos piores padrões de governo, como Venezuela e Argentina. (Pág. A3)

Diálogos: “Recessão sobre recessão”
Para José Márcio Camargo, Zeina Latif e Cláudio Adilson Gonçalez, a raiz do problema brasileiro não é só o desarranjo econômico, mas a crise política. E garantem: “Dias piores virão”. (Págs. Economia B4 e B5)

“Lula não é a única opção do PT”
Entrevista Ricardo Berzoini
MINISTRO-CHEFE DA SECRETARIA DE GOVERNO
Articulador político do Planalto, Ricardo Berzoini (PT) diz que, apesar da reforma ministerial para atender a base aliada da presidente Dilma Rousseff, o governo vive “um momento muito complexo”. Ele afirma que o ex-presidente Lula ainda é um nome muito competitivo do PT para 2018, “mas não é a única opção”. (Pág. Política A6)


Veja

Manchete: Os “chaves de cadeia” que cercam Lula
Ele sempre escapou dos adversários, mas quem o está afundando agora são os parentes, amigos, petistas e doadores de campanha investigados por corrupção. (Pág. 1)


Época

Manchete: Exclusivo – O dinheiro suspeito
Um relatório da agência do governo que combate lavagem de dinheiro revela movimentações milionárias nas contas de Lula, Palocci, Pimentel e Erenice. (Pág. 1)


ISTOÉ

Manchete: Exclusivo – “A lei é para todos”
O ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, diz que não vai interferir no trabalho da Polícia Federal e que comete crime quem tenta controlar as investigações. (Pág. 1)
Os esquemas milionários dos filhos de Lula (Pág. 1)


ISTOÉ Dinheiro

Manchete: O bilionário popstar
Com 2,6 milhões de seguidores nas redes sociais e a ambição de transformar o site meusucesso.com no netflix do empreendedorismo, Flávio Augusto da Silva virou o guru de quem sonha em criar o próprio negócio. Que lições ele pode te ensinar? (Pág. 1)


Carta Capital

Manchete: Discussão errada, obras certas
Do Porto de Mariel à barragem em Moçambique, o Brasil só tem a ganhar com a presença das empreiteiras no exterior. (Pág. 1)

Por quê?
Antes ignorada, a Operação Zelotes inunda o noticiário. E Sergio Moro não obteve o mesmo sucesso no Caso Banestado. (Pág. 1)


Gazeta do Povo

Manchete: Falta de repasses federais ameaça obras contra cheias em Curitiba
Obras contra cheias em Curitiba estão ameaçadas por falta de verba federal
Das 44 intervenções previstas, apenas quatro estão em execução. Só 17% do montante financeiro previsto foi efetivamente liberado.
Um pacote de obras de drenagem, que ajudaria a minimizar enchentes e alagamentos em Curitiba, comuns em dias de chuva forte, pode não sair do papel por falta da efetiva liberação de verbas federais. Apenas quatro das 44 intervenções previstas nas seis bacias hidrográficas da cidade estão em execução. A maior parte do conjunto está em fase de aprovação ou em processo de licitação, mas sem previsão da destinação dos recursos financeiros. Segundo a prefeitura, dos R$ 792,5 milhões previstos, pouco mais de R$ 136 milhões – o que equivale a 17% do total – foram destinados às obras.

Perdas e ganhos
Lidar com a morte de um a pessoa próxima nunca é fácil, mas refletir sobre ela pode transformar a nossa própria vida

TC rejeitou contas do governo do Paraná só uma vez

Fechar escolas? Só com um plano maior

Órgão da Fazenda aponta movimentação milionária de Lula, Palocci e Erenice, diz revista
Um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), órgão de inteligência financeira vinculado ao Ministério da Fazenda, aponta que contas ligadas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao ex-ministro Antonio Palocci e à ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra movimentaram cerca de R$ 294 milhões. As informações foram publicadas pela revista Época na edição divulgada nesta sexta (30).
Segundo a publicação, o documento de 32 páginas identifica movimentações incompatíveis com as respectivas rendas daqueles ligados às contas: Lula (R$ 53,6 milhões, de 2011 a 2014), Palocci (R$ 216 milhões, de 2008 a 2015) e Erenice (R$ 26,3 milhões, de 2008 a 2015). O relatório foi entregue à CPI do BNDES, que investiga contratos considerados suspeitos assinados pelo banco de 2003 a 2015, nos governos do PT.
Em agosto, a revista Veja, também com base em relatório do Coaf, revelou que a empresa do ex-presidente, LILS Palestras e Eventos, recebeu R$ 27 milhões de 2011 a 2014, sendo R$ 9,8 milhões de empreiteiras investigadas no escândalo da Petrobras.
Segundo a Época, a movimentação total da empresa no período foi de R$ 52,3 milhões. Parte da receita foi repassada a pessoas próximas e investida em plano de previdência privada (R$ 6,2 milhões).


Zero Hora

Manchete: Ladrões ligados no seu celular
Sofisticados e de uso quase obrigatório, os smartphones estão entre os equipamentos mais cobiçados por assaltantes, que são cada vez mais violentos com as vítimas. O roubo cresceu 128% nos últimos cinco anos no RS. (Págs. 1 e 11 a 14)


Folha de S. Paulo

Manchete: BNDES suaviza exigências para socorrer amigo de Lula
Alvo de pedido de falência, Bumlai recebeu R$ 101,5 milhões da instituição
Mesmo em grave situação de endividamento, uma firma do pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Lula e um dos investigados na Operação Lava Jato, conseguiu com o BNDES empréstimos de R$ 101,5 milhões em 2012.
O crédito à São Fernando Energia 1, cujo pedido de falência foi feito à Justiça em 2011, contrariou norma do próprio banco, informam Mario Cesar Carvalho e Felipe Bächtold. Os débitos da empresa eram 9,5 vezes maiores que seu patrimônio.
Hoje, o grupo, composto por cinco empresas, deve R$ 330 milhões ao banco.
Bumlai virou alvo da Lava Jato depois que dois delatores relataram que ele teria repassado recursos a uma nora de Lula e ajudado a quitar dívidas do PT. Ele nega.
Tanto o BNDES quanto a defesa do empresário afirmam que não houve favorecimento. A instituição diz que o empréstimo foi uma operação indireta, nas quais outros bancos fizeram o repasse e assumiram o risco do crédito. (Págs. Pode A4 e A5)

Palocci faturou R$ 52,8 mi fora do governo, diz revista
O ex-ministro Antonio Palocci faturou com sua empresa de consultoria R$ 52,8 milhões entre 2011, quando deixou a Casa Civil do governo Dilma, e abril deste ano.
As informações foram publicadas pela revista “Época” com base em relatório do Coaf, órgão de inteligência do Ministério da Fazenda.
O montante supera o faturamento de R$ 34,9 milhões entre 2007 e 2010, período em ele atuava como consultor e exercia o mandado de deputado federal pelo PT.
A Caoa, empresa invesvigada sob suspeita de negociar medidas provisórias, pagou R$ 4,7 milhões. Eles negam irregularidades. (Pág. Poder A8)

Marcelo Leite: El Niño deve fazer de 2015 o mais quente dos anos
O que os eventos climáticos no Amazonas, no semiárido nordestino, no Rio Grande do Sul e na Indonésia têm em comum? El Niño. O fenômeno climático veio com força total neste ano, que quase certamente será o mais quente já registrado. (Pág. Ciência B15)

Editoriais
Leia “Economia sem rumos”, sobre descalabro na administração federal, e “Tempo quente”, acerca de impactos do aquecimento global no Brasil. (Pág. Opinião A2)


Edição: Equipe Fenatracoop, 01 de Novembro de 2015

Compartilhe nossa Matéria