Manchete dos jornais deste domingo, 05 de julho de 2015
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 5th julho 2015

Jovens vivem sua primeira recessão
Desemprego e inflação
Uma geração de jovens adultos, entre 20 e 30 anos, atravessa sua primeira crise econômica e sofre para se adaptar ao desemprego e à inflação alta…

Rede faz exigências fora da lei
Aborto após estupro
Pesquisa mostra que centros de assistência às vítimas, onde 94% das interrupções decorrem de violência sexual, pedem comprovação do crime. Legislação diz que a palavra da mulher basta…


O Globo

Manchete:Estado do Rio gasta R$ 1 bi por ano com vereadores
Exclusivo/O que eles fazem com seu voto
No legislativo da capital, muitas medalhas para poucos projetos de lei
Parlamentar que faz prova para policial tem 61 faltas; 11 câmaras realizam apenas uma sessão por semana
As 92 câmaras municipais do estado custaram aos cofres públicos R$ 1,06 bilhão em 2013, revelam Elenilce Bottari, Selma Schmidt e Sérgio Ramalho. O custo médio de cada gabinete de vereador foi de R$ 897 mil, e 76,2% foram para o pagamento de salários e benefícios de 13 mil pessoas. Investigação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) descobriu gastos excessivos com viagens. Na Câmara do Rio, a pauta legislativa é criticada por privilegiar a concessão de medalhas em vez de projetos de lei. Vereador de Pinheiral que presta exame para a Polícia Civil acumula 61 faltas, e 11 câmaras fazem apenas uma sessão por semana. Página 23

Polo produtor de fogos vive rotina de mortes e mutilações
Município mineiro depende de atividade que matou 14 em 3 anos
Segunda maior produtora mundial de fogos de artifício, a mineira Santo Antônio do Monte é uma cidade dividida, conta Cristina Tardáguila: um terço dos 26 mil moradores depende de atividade que já matou 14 pessoas em seguidas explosões desde 2012. Os acidentes criaram uma legião de mutilados. Páginas 3 e 4.

Colunista Cacá Diegues
Roger Waters requenta versão das patrulhas ideológicas. Página 13

Rede faz exigências fora da lei
Aborto após estupro
Pesquisa mostra que centros de assistência às vítimas, onde 94% das interrupções decorrem de violência sexual, pedem comprovação do crime. Legislação diz que a palavra da mulher basta. Pág 36

EUA espionaram até avião de Dilma
Novo escândalo da NSA. Pá 5.

Jovens vivem sua primeira recessão
Desemprego e inflação
Uma geração de jovens adultos, entre 20 e 30 anos, atravessa sua primeira crise econômica e sofre para se adaptar ao desemprego e à inflação alta. Página 31.

“Cunha persegue minha empresa”
Milton Schahin, dono de empreiteira citada na Lava-Jato, acusa deputado Eduardo Cunha de usar aliados no Congresso para prejudicá-lo. Página 10.
Élio Gaspari: A dúvida sobre Dilma: “Ela termina o mandato”

Página 7
Fernando Gabeira: a presidente foi traída pela delação. Segundo caderno.

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Corrupção cria indústria de lavagem de dinheiro no País
Valor apreendido cm esquemas é oito vezes maior do que no tráfico de drogas; só a PF apura desvios de RS 43 bi. O volume de recursos públicos desviados no País fez surgir uma sofisticada indústria de lavagem de dinheiro a serviço de políticos, empresários e servidores públicos. Ela tem estrutura profissional e métodos cada vez mais difíceis de serem descobertos. Na avaliação de investigadores, os crimes contra a administração pública direcionam mais recursos para a lavagem que o tráfico de drogas. No momento, só a PF apura desvios de RS 43 bilhões dos cofres da União. Desse total, RS 19 bilhões se referem às perdas da Petrobrás investigadas na Operação Lava Jato. O montante é 0 triplo do admitido até agora pela estatal. O valor recuperado ou bloqueado somente nessa operação é, por ora, de R$ 2,5 bilhões – oito vezes mais que 0 valor dos bens apreendidos de traficantes em todo 0 ano passado. Novas formas de “reciclar” dinheiro sujo surgem com a inovação tecnológica. POLÍTICA/PÁG. A4

• Novos destinos do dinheiro China, Tailândia, Austrália e Emirados Árabes são alguns dos novos caminhos do dinheiro da corrupção brasileira. A Suíça ainda é o destino mais freqüente, mas os criminosos têm procurado diversificar as rotas. pág. A4

Caderno especial: Favela amazônica
Um novo retrato da floresta
Leonencio Nossa (textos)
Dida Sampaio (FOTOS)
Um terço da população das grandes e médias cidades da Amazônia vive em áreas do tráfico e com violações de direitos humanos. Nas periferias da floresta, a qualidade de vida é pior do que nas favelas de Rio e São Paulo. O Estado encontrou uma nova realidade na Região Norte, onde máfias desviam cartões da Previdência e do Bolsa Família, grupos manipulam dados sobre saúde e milícias tomam o espaço dos pistoleiros. Diante disso, novas lideranças desafiam poderes paralelos nos centros urbanos.

Entrevista: Leandro Daiello, diretor-geral da Polícia Federal

“Investigamos fatos, não pessoas”
Em entrevista a Eliane Cantanhêde e Andreza Matais, o diretor-geral da PF, Leandro Daiello, disse que, mesmo que as investigações cheguem perto da presidente Dilma Rousseff, do ex-presidente Lula e de suas campanhas, isso não muda nada na Operação Lava Jato, “doa a quem doer”. Política/Pág. A6

Até telefone do avião de Dilma foi ‘grampeado’, diz WikiLeaks

Segundo novas revelações do grupo WikiLeaks, do hacker Julian Assange, 29 números de telefones de membros do alto escalão do governo brasileiro em 2013, incluindo o aparelho do avião da presidente Dilma Rousseff, foram selecionados para ser alvos de uma “intensiva interceptação” da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA). Em nota, o Palácio do Planalto afirmou que o episódio da espionagem está superado. Política/A9

Papa inicia viagem pela América Latina
O papa Francisco confirma sua predileção por lugares fora do eixo do poder com viagem de oito dias pela América Latina, que começa hoje, no Equador. Internacional / Pág. A10

Grécia define hoje futuro na União Européia
Dez milhões de gregos vão às urnas decidir se aceitam a proposta de renegociação da dívida feita pela Europa, em plebiscito que pode definir a permanência do país na União Europeia. Segundo pesquisas, população está dividida. Economia/Págs. B1 a B5

Tempos austeros: Sociólogo português Boaventura de Sousa Santos diz não haver garantia de que problema ficará restrito à Grécia.

Centro-Oeste lidera apoio à redução penal

Metrópole / Pág. A16
Varejo liquida para frear queda nas vendas

Economia/Pág. Bll
Fernando Henrique: Responsabilidade das oposições
A oposição deve criticar as políticas petistas, e não se confundir com elas. Não deve, porém, votar contra os interesses da nação. Espaço aberto/ Pág. A2

Affonso Celso Pastore: De volta ao passado
Não vejo como o governo fará o milagre de retomar a curto prazo o crescimento acelerado, o que significa que o ajuste terá de ser aprofundado. Economia/Pág. B8

Notas & Informações: o PT se mexe e não sai do lugar
Há um acúmulo de evidências, no noticiário político, do esgotamento do ciclo petista. Pág. A3
————————————————————————————

Zero Hora

Últimos desejos
Voltar para casa, rever o bichinho de estimação, reencontrar um familiar, tomar chimarrão com vizinhos, pentear o cabelo da filha. Durante um ano, ZH acompanhou a rotina do Núcleo de Cuidados Paliativos do Hospital de Clínicas de Porto Alegre para descobrir os sonhos de pacientes que estão no final da vida. 26 a 35

Dívida ativa
Em busca do tesouro perdido
Em crise, Estado tem R$ 11 bi para receber de devedores. Notícias, 14 a 17
————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Setor energético ainda tem rombo de R$ 4 bi
Consumidor terá de cobrir déficit acumulado pelas distribuidoras em 2014
Depois de arcar com um aumento extra de R$ 3,9 bilhões na conta de luz nos primeiros quatro meses do ano, gerado pelas bandeiras tarifárias, o consumidor pagará por mais um rombo neste ano. É o que projeta a Aneel, a agência reguladora do setor de energia elétrica.
O sistema de bandeiras, que eleva mensalmente as contas, não cobriu os gastos extras das distribuidoras com uso de térmicas e compra extra de energia. Até abril, houve despesas de R$ 5,5 bilhões. A diferente, de R$ 1,6 bilhão, foi bancada pelo caixa das empresas.
Cálculos do setor apontam déficit maior, acima de R$ 4 bilhões, que inclui quase R$ 2,5 bilhões com gastos em aberto de 2014. A consequência deve ser o repasse de custos. Em SP, a conta para o cliente residencial da Eletropaulo já subiu, em média, quase 75% neste ano.
A Aneel diz que a redução do calor e campanhas pelo uso racional de energia contribuirão para que o déficit gerado pelas bandeiras seja eliminado até o fim do ano. Sobre as pendências de 2014, a agência confirmou que haverá reflexo nas contas ainda em 2015. Mercado A19.

Crise se acentua e reduz margem de manobra da presidente
Com novas denúncias no âmbito da Lava jato, a campanha eleitoral investigada pelo TSE e reveses no Congresso, Dilma Rousseff viu se agravar a crise que a atinge desde a reeleição. Com a margem de manobra da presidente reduzida, forças políticas discutem o que fazer se ela for afastada antes do fim do mandato. Poder A6.

Guido Mantega: Manifestações têm de ser feitas de acordo com regras democráticas
O aumento da intolerância tem provocado atitudes antidemocráticas. Quem é a principal vítima? A democracia. Qualquer cidadão tem o direito de discordar do que fiz como ministro da Fazenda, mas agressão e injúria são inaceitáveis. Opinião A5.

Grampo dos EUA atingiu ministros de Dilma, diz site
O site Wikileaks, que divulga documentos secretos, afirma que houve nova espionagem dos EUA contra a presidente Dilma Rousseff, assessores, ministros e autoridades do Banco Central.
Segundo a denúncia, no início do primeiro mandato, a NSA, Agência Nacional de Segurança dos EUA, grampeou 29 telefones. Em 2013, a revelação de monitoramento gerou crise com Washington. Mundo A15.

Gregos vão às urnas para decidir futuro econômico
Ainda confusos, os gregos fazem hoje plebiscito para decidir se apoiam ou não negociação com credores internacionais. Se der “sim”, a favor do socorro estrangeiro, o governo promete um acordo de mais austeridade.
Se der “não”, a Grécia caminha para um rompimento político com líderes europeus e credores, aumentando a chance de deixar a zona do euro. Mercado A21.

Henrique Meirelles: Saídas existem e já foram testadas. Opinião A4.
Élio Gaspari: Caso o PMDB se afaste mais, Dilma acaba o mandato? Poder A13


Gazeta do Povo

Manchete: Acidentes de trabalho mataram 20 mil pessoas em sete anos no Brasil
Os acidentes de trabalho ostentam números de uma epidemia para a qual o Brasil não encontra solução. Num intervalo de sete anos, entre 2007 e 2013, foram registradas 5 milhões de ocorrências, deixando o saldo de 19,5 mil trabalhadores mortos e 101 mil inválidos.
CADERNO G
Sentindo imagens
Deficientes visuais ganham oficina de fotografia na Biblioteca Pública do Paraná; percepção e discussão da imagem é o direcionamento principal do curso ministrado por Juliana Stein.
CONGRESSO
Eduardo Cunha agora quer o parlamentarismo
Após reverter da noite para o dia as votações sobre doações de campanhas e redução da maioridade penal, o presidente da Câmara escolheu uma nova e polêmica bandeira: a adoção do parlamentarismo.
VIVER BEM
‘Projeto verão’ começa no invernoO tempo é aliado de quem quer emagrecer com saúde; programa ajuda a se preparar desde já para o verão
PERSPECTIVA
Crise? Empresas aproveitam para crescer
Companhias brasileiras de diferentes portes e segmentos superam a estagnação econômica do país e atravessam a crise com menos turbulência do que a maioria. Saiba quais são e que exemplos podem dar.
CADERNO G
Ditadura em quadrinhos, em livro de Robson Vilalba
Artista gráfico lança HQ feira a partir de série premiada na Gazeta do Povo
CADERNO G
Faz sentido levar Charlie Brown a sério?Por Umberto Eco, escritor


Veja

Agora, as provas do delator
Exclusivo: Os documentos que o empreiteiro Ricardo Pessoa entregou ao Ministério Público para sustentar suas afirmações sobre dinheiro de propinas em campanhas eleitorais. Capa
Tropa de elite

A blindagem ética do Bope está sob intenso ataque. Capa
————————————————————————————

Época

Nada vai pará-lo
O juiz Sérgio Moro empareda políticos e empresários poderosos – e lidera uma revolução que tem tudo para pôr fim à impunidade crônica dos corruptos brasileiros. Capa

A República em choque
O procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Lava Jato, diz: “Delação e democracia convivem muito bem”

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, garante: “Jamais interferirei nas investigações”

Lula diz a aliados: “Não tem o que fazer. A operação vai durar mais dois anos”.Capa
————————————————————————————

ISTOÉ

Começam a se desenhar as condições para um processo de afastamento da presidente da República
Pedaladas fiscais, contribuições ilegais para a campanha e pressões indevidas ao judiciário podem levar ao Impeachment. Capa

Maioridade penal
As divergências entre o Estado e a sociedade. Capa
PAN: Como o Brasil vai para os jogos no Canadá.Capa

————————————————————————————

ISTOÉ Dinheiro

Os novos empreendedores da energia
Enquanto os governos Obama e Dilma fazem promessas ambientais para reduzir o impacto de suas economias no clima do planeta, empresas como Itaipu, GE, ThyssenKrupp e Brasil Solair já desenvolvem produtos abastecidos por fontes alternativas ao petróleo, como eletricidade e biocombustíveis. Você está preparado para essa revolução?Capa
Negócios: como fica a BRF após o ajuste de Abílio e a volta da marca Perdigão. Capa

————————————————————————————

Carta Capital

Dirceu, de novo
Uma nova delação na Lava Jato complica o ex-ministro. Capa
Mino Carta

Como a Secom financiou o ódio contra o governo. Capa

Wikileaks exclusivo
Nem o telefone de Dilma no avião presidencial escapou dos espiões dos EUA. Capa

Grécia
A intransigência de Bruxelas ameaça os ideais do euro. Capa
————————————————————————————

Edição: Equipe Fenatracoop, 04 de Julho de 2015, ás 17:14

Compartilhe nossa Matéria