MP cobra R$ 4,47 bi por desvios

Nas primeiras ações por improbidade administrativa contra empreiteiras e executivos investigados na Lava-Jato, o Ministério Público Federal pede a devolução de R$ 319 milhões desviados, aplica multa de R$ 959 milhões e estabelece indenização por danos morais de R$ 3,19 bilhões. O total de ressarcimento chega a R$ 4,47 bilhões. Para juristas, a inclusão do dano moral é incomum em casos de improbidade…

Horário de Verão reduziu consumo de luz em 0,5%

No Sul, foi poupado o equivalente ao consumo médio mensal de Florianópolis. Relógios devem ser atrasados em uma hora no domingo…

O Globo

Manchetes: Petrobras adia mais de R$ 11 bi em projetos

Licitações previstas para este semestre não têm data para ocorrer

Dificuldades de caixa após descoberta de esquema de corrupção levam estatal a suspender construção de plataformas para o pré-sal e obras em refinarias. Em janeiro, produção de petróleo caiu 0,9%

Com os escândalos de corrupção investigados na Lava-Jato, dificuldades de caixa e troca na sua presidência no início deste mês, a Petrobras adiou licitações previstas para este primeiro semestre. Segundo fontes de estaleiros e fornecedores, projetos como a construção de plataformas para o pré-sal, obras em refinarias e numa unidade de fertilizantes foram suspensas. São ao menos R$ 11,8 bilhões (cerca de US$ 4,1 bilhões) em licitações adiadas, e sem data para retomada, informa Bruno Rosa. A produção de petróleo e gás da empresa caiu 0,9% em janeiro, após ter subido em quase todos os meses de 2014. A Petrobras disse que “revê sistematicamente os projetos” para “preservar o caixa”. Nos EUA, a Justiça decidirá em 4 de março quem será o líder no processo contra a estatal movido por investidores. (Págs. 1 e 19)

Dilma: ‘malfeitos’ são obra de funcionários da estatal

A presidente Dilma disse ainda que impunidade na década de 90, se referindo ao governo FH, levou a aumento da corrupção. (Págs. 1 e 6)

Merval Pereira: Declaração da presidente só pode ser ação coordenada de enfrentamento. (Págs. 1 e 4)

FH: presidente tenta encobrir responsabilidade

Presidente do PSDB, Aécio Neves reagiu dizendo que Dilma zomba dos brasileiros. FH afirmou que ela tenta encobrir responsabilidade. (Págs. 1 e 6)

MP cobra R$ 4,47 bi por desvios

Nas primeiras ações por improbidade administrativa contra empreiteiras e executivos investigados na Lava-Jato, o Ministério Público Federal pede a devolução de R$ 319 milhões desviados, aplica multa de R$ 959 milhões e estabelece indenização por danos morais de R$ 3,19 bilhões. O total de ressarcimento chega a R$ 4,47 bilhões. Para juristas, a inclusão do dano moral é incomum em casos de improbidade. (Págs. 1 e 3)

De volta para casa

O novo embaixador da Indonésia no Brasil espera para entregar suas credenciais à presidente Dilma, no Planalto. Por causa da crise pela execução do brasileiro Marco Archer, Dilma se recusou a recebê-las. A Indonésia reagiu chamando de volta o embaixador. (Págs. 1 e 7)

Repressão política: Maduro já prendeu mais do que Chávez

Com 60 presos políticos, o governo Nicolás Maduro comete mais abusos contra opositores do que o antecessor Chávez, avaliam ONGs e analistas venezuelanos. EUA, Colômbia, Chile e Espanha condenaram a prisão do prefeito de Caracas, Ledezma. A presidente Dilma disse que é questão interna da Venezuela. (Págs. 1, 25 e 26)

Míriam Leitão: Brasil aceita a violência do governo venezuelano (Págs. 1 e 28)

Abaixo da inflação: Correção do IR deve ser de 4,5%

Depois de vetar o aumento de 6,5% para a tabela do Imposto de Renda, a presidente Dilma anunciou ontem que a correção será de 4,5%. Como o índice é menor do que a inflação de 2014, o brasileiro pagará mais imposto. (Págs. 1 e 21)

Costura política: Levy vai discutir ajuste com PMDB

O ministro Joaquim Levy, da Fazenda, foi convidado pelo vice-presidente, Michel Temer, para discutir com as cúpulas do Congresso e do PMDB as medidas de ajuste fiscal. O encontro será segunda-feira. (Págs. 1 e 20)

Folia com verba pública: Escolas de samba são investigadas

O MP estadual investiga a Liesa e escolas de samba do Grupo Especial por falhas na prestação de contas do carnaval de 2007 a 2012. Três processos apuram se houve prejuízos no uso de verba governamental. Um deles envolve R$ 25 milhões. (Págs. 1 e 8)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchetes: MPF cobra R$ 4,47 bilhões de empreiteiras da Lava-jato

Força-tarefa ajuizou ações de improbidade contra seis empresas acusadas de cartel no caso Petrobras. Com a primeira medida efetiva de pedido de punição a companhias, procuradores querem impedir que elas assinem contratos públicos. (Págs. 1 e Notícias 10)

Sartori admite risco de atrasar salários

“Pode acontecer daqui a um mês, dois, três”, disse, sobre pagamento de servidores. (Págs. 1 e Notícias 8)

Prefeito de Caracas é preso por Maduro

Opositor do governo da Venezuela é acusado de promover golpe no país. (Págs. 1 e Notícias 12)

————————————————————————————

capa_20150221FINANÇAS EM CRISE

Governo fatia “pacotaço” e adia votação de medidas polêmicas

O governo do estado decidiu enviar à Assembleia Legislativa apenas parte de suas medidas de ajuste fiscal. Entre as propostas que serão encaminhadas estão a criação da Nota Fiscal Paranaense, a implantação de um cadastro de inadimplentes e a possibilidade de refinanciamento de dívidas de ICMS e IPVA. Projetos polêmicos, especialmente os que tratam de direitos do funcionalismo e da previdência, só devem voltar ao Legislativo depois de negociação com os servidores

CRISE NA EDUCAÇÃO

Estado cede, mas questão financeira trava fim da greve dos professores

Na segunda rodada de negociações, o governo recuou em um dos pontos mais importantes – a estrutura e o porte das escolas –, mas os professores não abrem mão do pagamento imediato de benefícios atrasados, como rescisões, terço de férias e progressões de carreira. As partes voltam a se reunir na próxima semana. Os servidores acampados no Centro Cívico fizeram um protesto em frente do Tribunal de Contas do Paraná contra a aprovação do pagamento de auxílio-moradia no valor de R$ 4.3 mil mensais aos conselheiros do órgão

LAVA JATO

Procuradoria cobra R$ 4,5 bi de empreiteiras

O Ministério Público Federal apresentou à Justiça cinco ações civis de improbidade administrativa para cobrar R$ 4,48 bilhões de seis empresas e executivos acusados de participação no desvio de recursos da Petrobras. Juiz mandou soltar um dos réus da Lava Jato

TELEFONIA MÓVEL

Adesão ao 4G cresce em ritmo lento no Brasil

O acesso à internet de quarta geração quadruplicou em 2014, mas ainda esbarra em problemas como o alto custo dos celulares e a cobertura reduzida. Hoje, 57% dos telefones móveis do país têm acesso à banda larga, mas apenas 5% desta fatia corresponde ao 4G

HISTÓRIA

O abandono do Hospital da Lapa

Instituição que nasceu na década de 20 para atender pessoas carentes corre o risco de virar ruínas

ESPORTIVA

Prisões marcam vésperas do Atletiba

Nove integrantes da organizada Império Alviverde presos são acusados de atacar torcedores rivais e quebrar ônibus

ELETRICIDADE

Horário de Verão reduziu consumo de luz em 0,5%

No Sul, foi poupado o equivalente ao consumo médio mensal de Florianópolis. Relógios devem ser atrasados em uma hora no domingo

PESQUISA IBGE

Setor de serviços perde força e registra o pior desempenho em três anos

Receita avançou 6% em 2014. Desaceleração foi puxada pelos segmentos de informação e comunicação, e de transportes

IMPOSTO

Dilma afirma que governo não abrirá mão do reajuste de 4,5% na tabela do IR

Ela explicou que vetou a correção de 6,5% porque o Orçamento da União não pode ficar sem essa arrecadação

FINANÇAS EM CRISE
Governo(PR) fatia “pacotaço” e evita votar direitos do funcionalismo

BALANÇO
O inferno astral de Beto Richa

DOR DE CABEÇA
Relembre episódios que marcam o inferno astral do governador/PR

LAVA JATO
MP cobra R$ 4,5 bi de executivos e empreiteiras

SUÍÇA
Defesa tenta pôr em xeque apuração; Procuradoria rebate

COLABORAÇÃO
Duas empreiteiras pedem para firmar acordos de leniência

LAVA JATO
Oposição quer Lula na CPI para explicar encontros com empreiteiros

PETROBRAS
Dilma relaciona corrupção a tucanos.  Aécio Neves reagiu dizendo que Dilma zomba dos brasileiros. FHC afirmou que ela tenta encobrir a sua responsabilidade maior estando ela mesma envolvida.

NOTAS POLÍTICAS
Reconciliação com flores e cheques

PESQUISA IBGE

Setor de serviços tem expansão mais baixa em três anos

SETOR ELÉTRICO

Usuário paga por energia de linha que não é usada

SWISSLEAKS

MPF investigará contas de brasileiros no HSBC da Suíça

TELECOM ITÁLIA

Matriz não descarta uma oferta pela TIM

APLICATIVO

WhatsApp começa a liberar recurso de chamadas de voz

IMPOSTO

Dilma reafirma reajuste de 4,5% na tabela do IR

ZONA DO EURO

Acordo estende ajuda à Grécia até junho

FRETE

Protesto de caminhoneiros entra no 3.º dia

JUSTIÇA

Gol é proibida de cobrar taxa de embarque para menores de idade

MONTADORA

Metalúrgicos da General Motors fazem greve contra demissões

RADAR AGRO

Amarras argentinas

Folha de S. Paulo

Manchetes: Procuradoria cobra R$ 4,5 bi de 6 empresas da Lava Jato

Ministério Público quer punir propina para ex-diretor da Petrobras; companhias contestam acusações

O Ministério Público federal (MPF) apresentou à Justiça cinco ações civis em que cobra RS 4,5 bilhões de seis empresas e de executivos acusados de improbidade administrativa por participação no esquema de desvio de recursos da Petrobras. (Págs. 1 e Poder A4)

Dilma responsabiliza PSDB por corrupção na Petrobras

A presidente Dilma quebrou o silêncio de dois meses e culpou os tucanos pela corrupção na Petrobras.

“Se em 1996 ou 1997 [no governo FHC] tivessem investigado e punido, nós não teríamos o caso desse funcionário que ficou quase 20 anos [atuando em esquema] de corrupção.” Ela fez referência ao ex-gerente Pedro Barusco, que afirmou ter recebido propina em 1997. (Págs. 1 e Poder A5)

Após execução, Brasil retalia embaixador da Indonésia

A presidente Dilma se negou a receber as credenciais do novo embaixador da Indonésia no Brasil, Toto Riyanto, e acirrou a crise deflagrada em janeiro depois de Marco Moreira, condena do por tráfico de droga no país asiático, ser fuzilado.

A Indonésia, que avalia se outro brasileiro, Rodrigo Gularte, será executado pelo mesmo motivo, reprovou a atitude e chamou seu diplomata de volta. (Págs. 1 e cotidiano C4)

Zona do euro prorroga por 4 meses socorro para a Grécia

Depois de exaustiva negociação, os membros da zona do euro aprovaram a prorrogação por mais quatro meses do resgate Financeiro à Grécia. O programa de empréstimo terminaria no dia 28.

Em troca, o governo terá de apresentar até segunda (23) lista de reformas, que, segundo o bloco, devem envolver combate à corrupção e à evasão Fiscal e medidas que melhorem a eficiência do setor público. (Págs. 1 e Mercado B1)

Prefeito de Caracas será indiciado por suposta conspiração

A Procuradoria da Venezuela anunciou que o prefeito de Caracas, Antonio Ledezma, preso na quinta (19), será indiciado por suposta participação em conspiração contra o governo Maduro. A defesa de Ledezma disse não ter tido acesso à acusação. Cerca de 300 pessoas participaram nesta sexta de protesto na capital pela liberação de Ledezma e renúncia do presidente. (Págs. 1 e Mundo A9)

Clóvis Rossi: Silêncio torna Brasil cúmplice de truculência

A prisão do prefeito metropolitano de Caracas, Antonio Ledezma, a exemplo de de tenções anteriores, evidencia que o governo venezuelano prefere a truculência em vez do diálogo. Anistia Internacional fez, a respeito do caso, o que o Itamaraty deveria fazer: condenar as prisões arbitrárias. (Págs. 1 e Mundo A10)

Com crise, oposição a governo do PSDB cresce no Paraná (Págs. 1 e Poder A8)

Editoriais

Leia “Despotismo maduro”, sobre escalada autoritária na Venezuela, e “Pátria enganadora”, a respeito de promessas de Dilma na área da educação. (Págs. 1 e Opinião A2)

EBC – Gazeta do Povo

 

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.