Manchete dos Jornais deste sábado, 23 de maio de 2015

84

Auditores fiscais sob investigação fizeram doação eleitoral a Richa
Auditores fiscais do Paraná doaram quase R$ 1 milhão à campanha do governador Beto Richa (PSDB) e aliados em 2014. Dos 291 doadores, 219 foram promovidos. A Promotoria apura denúncias de corrupção na Receita estadual e se promoções e doações estão relacionadas. Todos negam as acusações.

———————————————————————————————-

O Globo

Manchete : Corte de R$ 70 bi atinge PAC, saúde e educação

Governo agora prevê que economia sofrerá retração de 1,2% no ano
Valor contingenciado é o maior desde 2000, quando a Lei de Responsabilidade Fiscal entrou em vigor; o orçamento de 2015 do Minha Casa Minha Vida, uma das vitrines do governo Dilma, foi cortado em 34,6%
Com a previsão de que a economia brasileira vai sofrer retração de 1,2% este ano, o governo anunciou ontem corte de R$ 69,9 bilhões nas despesas de custeio e investimentos do Orçamento de 2015, o maior desde que a Lei de Responsabilidade Fiscal entrou em vigor, em 2000. A área social e duas das principais vitrines do governo Dilma serão fortemente atingidas. O PAC perderá R$ 25,7 bilhões, 39% do orçado, e o programa Minha Casa Minha Vida, R$ 6,9 bilhões ou 34,6%. Na Educação, prioridade anunciada com o lema Pátria Educadora, o corte chegou a R$ 9,4 bilhões. Saúde, habitação e saneamento, entre outras áreas, também terão menos recursos. (Pág. 3)
Corte de vagas – 137 mil
Foi o número de postos de trabalho fechados este ano, segundo o Ministério do Trabalho. A redução foi de 98 mil vagas apenas em março. (Pág. 25)

Uerj fica fechada por medo de alunos
Reitor, que despacha em gabinete blindado, paralisa aulas diante de ameaças
Assustado com a ameaça de alunos de transformar o campus num inferno, o reitor da Uerj, Ricardo Vieiralves, que despacha num gabinete blindado, fechou ontem a universidade. (Pág. 29)

Rede de petista contra Aécio
A rede de internet da casa da filósofa Marilena Chauí acessou o perfil de Facebook “Aécio Boladasso” em 2013. Petista histórica, Marilena nega e diz que só usa internet para e-mails. (Pág. 10)

Ilimar Franco Fora, PSDB
Os movimentos sociais que embarcaram na campanha do impeachment, puxada pelo PSDB, agora chamam os tucanos de traidores. Eles usam redes sociais para fazer ataques diretos, e até desairosos, contra o presidente do PSDB, Aécio Neves. Um deles, o Movimento Brasil Livre, que abriu interlocução com o líder tucano Carlos Sampaio, é um dos críticos mais virulentos. (Pág. 2)
Merval Pereira

Caminho viável
Apesar da reação politicamente irracional de alguns movimentos da sociedade civil, que exigem o impeachment da presidente Dilma e acusam o PSDB de ter fugido da luta ao optar por outra ação contra o governo que não o crime de responsabilidade, as chances de sucesso da representação dos partidos de oposição por crime comum devido às “pedaladas fiscais” são muito maiores e têm base factual já comprovada pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Além do mais, não há, no momento, condições políticas para um impeachment. O processo poderá até mesmo criar estas condições. (Pág. 4)

Míriam Leitão Tesoura afiada

O governo cortou despesas no valor que se esperava, admitiu que a receita vai cair este ano, assumiu que a recessão será mais forte do que a antiga projeção. Tudo o que o ministro Nelson Barbosa disse é bem diferente do ilusionismo anterior. A ausência do ministro Joaquim Levy e a longa reunião de Dilma com Lula, antes do anúncio, criaram uma sensação de que nem tudo foi dito. (Pág. 24)

Editoriais

Aumento de impostos reduz qualidade do ajuste
O contingenciamento dos gastos orçados é extenso, mas aconselha-se esperar para saber se o prometido de fato será cumprido. Enquanto isso, elevam-se tributos (Pág. 14)

Regras do Mercosul precisam ser revistas
O mercado comum contribuiu para a paz no Cone Sul e fortaleceu as pequenas economias, mas também parou no tempo, dificultando negociações bilaterais (Pág. 14)

Levy falta ao anúncio oficial
Desentendimento sobre o total do corte no Orçamento contribuiu para a ausência do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, no anúncio de ontem. O lugar do ministro estava marcada na sala de entrevista. Ele alegou gripe. (Pág. 4)
————————————————————————————

EXAME

Manchete: Quanto custa a sua saúde?
O gasto com a saúde no Brasil já passa de meio trilhão de reais por ano.
Quase 60% da conta é paga pelo setor privado.
O custo de hospitais, remédios e médicos deverá crescer 18% neste ano.

O que fazer para interromper a escalada dos gastos? (Págs. 34 e 44)
Gestão: Por que cada vez mais empresas despacham funcionários para trabalhar de casa (Pág. 100)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete : Cortes de R$ 69,9 bi
O maior bloqueio no orçamento da história do país reduziu recursos de carros-chefe do Planalto, como o PAC (R$ 25,7 bi), e de emendas parlamentares (R$ 21,4 bi). Mais R$ 22,9 bi de outras despesas completam os ajustes para garantir que sobre dinheiro para pagar dívidas.

ROSANE DE OLIVEIRA
CORTES TENDEM A AMPLIAR DESGASTE

MARTA SFREDO
AUSÊNCIA DE LEVY ADICIONA INCERTEZA

( Notícias | 6 a 8 e 19 a 21)
————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : Governo anuncia cortes, mas deve aumentar gastos
Apesar do bloqueio de R$ 69, 9 bilhões no Orçamento, desembolsos programados estão acima dos de 2014
Apesar do corte recorde no Orçamento, de R$ 69, 9 bilhões, o governo Dilma (PT) ainda prevê gastar mais neste ano que em 2014, ano eleitoral. Estão programados desembolsos de R$ 1,1 trilhão, cerca de R$ 100 bilhões acima dos do ano passado. Se consideradas as proporções da economia do país, as despesas sobem de 18, 7% do PIB (Produto Interno Bruto), para 18, 9%. Esse aumento também reflete a retração esperada para o PIB, de 1,2%, mas os dados mostram a dificuldade da equipe econômica em reduzir a despesa pública. O bloqueio orçamentário foi concentrado em despesas sociais e investimentos e afetou programas prioritários de Dilma, como o P AC (Programa de Aceleração do Crescimento), o Minha Casa, Minha Vida e o Pronatec. Os ministérios das Cidades, da Saúde, da Educação e dos Transportes responderam por 63% do corte. O P AC perdeu R$ 25, 7 bilhões, o que representa 39% da verba prevista no Orçamento. O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), afirmou que o ajuste é “fictício”. O tucano Aécio Neves disse ter caído “a máscara do PT”, pois os que mais sofrem são os pobres. (Mercado 1 a 22)

Auditores fiscais sob investigação fizeram doação eleitoral a Richa
Auditores fiscais do Paraná doaram quase R$ 1 milhão à campanha do governador Beto Richa (PSDB) e aliados em 2014. Dos 291 doadores, 219 foram promovidos. A Promotoria apura denúncias de corrupção na Receita estadual e se promoções e doações estão relacionadas. Todos negam as acusações. (Poder a8)

Descontente e resfriado, Levy falta a cerimônia sobre Orçamento
O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, não esteve na divulgação do bloqueio no Orçamento. Ele se ausentou por discordar do tom do anúncio e do tamanho do corte nos gastos do governo — defendia mais, perto de R$ 80 bilhões. Oficialmente, o governo disse que Levy estava resfriado. (Mercado 1 a 23)
Itamaraty apura suposto desvio de US$ 500 mil do consulado em NY (Mundo a18)

Vacina contra a dengue ajudará, mas não é mágica, afirma fabricante (Saúde b5)

Veto presidencial mantém o sigilo das operações feitas pelo BNDES (Poder a6)

Na cama com Fachin
Luiz Fachin, novo ministro do STF, escreveu poemas na “Tribuna da Imprensa” nos anos 1970 — acima, trecho do erótico “Um Artigo de Couro”. O editor do jornal carioca à época diz que a literatura do país “não se ressentiria se ele não tivesse escrito poesia”. (Painel das Letras C4)

Insatisfeitos com o 1º júri realizado em aldeia, índios refazem sentença (Poder a7)

Editoriais

Leia “Hora de navegar”, sobre abertura da economia brasileira à competição global, e “Jogo de empurra”, acerca de imigração haitiana para o Brasil. (Opinião A2)
————————————————————————————

EBC



Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *