Manchete dos Jornais nesta quarta-feira, 21 de setembro de 2016
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 21st setembro 2016

Acusado de corrupção, Lula será julgado por Sergio Moro
Ex-presidente se diz indignado e considera denúncia uma ‘farsa’ e uma ‘grande mentira’

O juiz Sergio Moro aceitou nesta terça (20) a denúncia contra o ex-presidente Lula, na qual ele ê acusado de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex em Guarujá. Segundo a Lava Jato, desvios da Petrobras financiaram benesses ao petista. Em seu despacho, Moro diz ver “razoáveis indícios” de que Lula e a mulher, Marisa Letícia, são os proprietários ocultos do tríplex. A OAS também pagou pelo transporte e armazenamento de bens do petista de Brasília para São Paulo. Para o Ministério Público Federal, Lula é o “comandante máximo” do esquema do petrolão e se beneficiou diretamente de R$ 3,7 milhões de propina da empreiteira. A aceitação da denúncia não significa “juízo conclusivo”, afirmou Moro. Caso seja condenado pelo juiz federal e também em segunda instância, pelo Tribunal Regional Federal, Lula se tornará inelegível pela Lei da Ficha Limpa. O petista responde ainda, no Distrito Federal, a processo sob acusação de obstruir a Lava Jato. O ex-presidente se disse indignado com o recebimento da denúncia criminal e qualificou de “farsa” e “grande mentira” a acusação formal da força-tarefa da Lava Jato. Procurada, a OAS afirmou que não se manifestaria sobre as acusações. …


O Globo

Manchete: Lula vira réu pela 2ª vez e será julgado por Moro
Ex-presidente agora responderá por corrupção e lavagem
Para o juiz, acusação terá de produzir provas ‘acima de qualquer dúvida’ para condenação do petista, da ex-primeira-dama e de outras seis pessoas também incluídas na ação

O juiz Sérgio Moro aceitou a denúncia do Ministério Público e tornou réus o ex-presidente Lula, a mulher dele, Marisa Letícia, e outras seis pessoas no caso do tríplex do Guarujá. Lula, que já é alvo de ação penal por obstrução de Justiça, agora responde por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Moro considerou as evidências suficientes para aceitar a denúncia, mas disse que a acusação terá de “produzir prova acima de qualquer dúvida” para condenação. A Lava-Jato tinha afirmado que Lula é o “comandante máximo” do esquema na Petrobras. O petista voltou a dizer que é alvo de farsa. (Págs. 3 e 4)

MERVAL PEREIRA
Tom épico do MP não fragilizou fatos. (Pág. 4)

MÍRIAM LEITÃO
O elo entre Lula e a Petrobras. (Pág. 26)

Petrobras estuda reduzir preço da gasolina
Fontes da Petrobras informaram que a estatal estuda reduzir até o fim deste ano o preço da gasolina, para aproximá-lo dos valores praticados no mercado internacional, hoje mais baixos. A Petrobras anunciou ontem seu plano de negócios para os próximos quatro anos e prevê corte de 25% nos investimentos e venda de US$ 19,5 bilhões em ativos, saindo de áreas até então estratégicas como petroquímica. (Pág. 19)

Rio quer limitar concessão do esgoto, e BNDES pode deixar projeto (Pág. 29)

Garotinho e Crivella já negociam secretarias
Em troca de apoio na eleição, o ex-governador Anthony Garotinho (PR) negocia cargos num eventual governo de Marcelo Crivella (PRB) no Rio e, segundo aliados, teria preferência pela Secretaria de Obras, com orçamento de R$ 2,7 bilhões. O acordo deu a Crivella, líder nas pesquisas, o dobro do tempo de TV. Garotinho, porém, não aparece no material do candidato do PRB, que tenta se manter distante de polêmicas para reduzir sua rejeição. (Pág. 8)

A 11 dias da eleição, rejeição a candidatos atinge níveis inéditos
A rejeição aos candidatos cresceu a níveis inéditos em grandes capitais. No Rio, o percentual de eleitores que dizem planejar anular ou votar em branco aumentou de 10%, em 2012, para 19% este ano, relata MARLEN COUTO. Para analistas, há desconfiança generalizada com a política. (Pág. 10)

Paes some da agenda de campanha de Pedro Paulo
Padrinho de Pedro Paulo, o prefeito Eduardo Paes não tem ido às agendas do candidato do PMDB por orientação do marketing da campanha, que teme a rejeição de declarações polêmicas do prefeito. (Pág. 9)

Jandira: ‘Temer me respeitará’
Candidata do PCdoB à prefeitura, Jandira Feghali diz que exigirá recursos para o Rio com a autoridade de prefeita eleita. (Pág. 14)

Ministro: caixa dois não é crime e não deve ser punido
Em meio à polêmica sobre a anistia do caixa dois, o ministro Geddel Vieira Lima disse que a prática não é crime e que quem se beneficiou dela no passado não pode ser punido. (Pág. 5)

Governo edita MP para mudar o ensino médio (Pág. 32)


O Estado de S. Paulo

Manchete : Lula vira réu na Lava Jato e será julgado por Moro
Ex-presidente é acusado de obter R$ 3,7 milhões em vantagens indevidas da empreiteira OAS
O juiz Sérgio Moro acolheu ontem denúncia da Procuradoria da República no Paraná e tornou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva réu em ação penal da Operação Lava Jato por corrupção e lavagem de dinheiro. O petista foi acusado formalmente de receber R$ 3,7 milhões da OAS entre 2006 e 2012. A empreiteira teria pago, entre outras coisas, reformas num triplex no Guarujá e armazenamento de bens do ex-presidente. Além de Lula, responderão como réus na ação penal de Curitiba a mulher dele, Marisa Letícia, o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, o ex-presidente da OAS, José Adelmário Pinheiro, o Léo Pinheiro, e mais quatro pessoas ligadas à empresa. É a primeira vez que Lula vira réu em processo aberto na 13.ª Vara Federal em Curitiba, sob a acusação de se beneficiar de desvios na Petrobrás. Em outro processo, ele é réu por tentar obstruir investigação da Justiça. (Política A4 e A5)

Renan critica ‘exibicionismo’
O presidente do Senado, Renan Calheiros, criticou “excessos” da Operação Lava Jato e disse que é preciso “acabar com esse exibicionismo” da força-tarefa. (A5)

Temer diz na ONU que impeachment foi constitucional
Em seu discurso de abertura da Assembleia- Geral da Organização das Nações Unidas, Michel Temer disse que o processo de impeachment respeitou a “ordem constitucional” e o Brasil vive “depuração” da política. Líderes de seis países latino-americanos abandonaram o plenário. (Política A6)

Petrobrás corta em 25% o plano de investimento
A Petrobrás retrocede uma década em plano de investimento de US$ 74,1 bilhões de cinco anos, corte de 25% em relação à gestão anterior. Será o menor patamar desde o pré-sal, em 2006. (Economia B1 e B3)

Ministro não está certo de aprovação da PEC (Economia B4)

Em um ano, renda dos mais pobres cai 9% (Economia B5)

Para 37%, vítima é culpada de estupro
Estudo mostra que 37% da população acredita que culpa por estupro é da vítima. A pesquisa revela ainda que 65% dos brasileiros temem a violência sexual. (Metrópole A12)

Obama pede ação global contra terror (Internacional A10)

Dora Kramer
Em vez de inovar, partidos maquiam doações e propõem volta à lei do menor esforço (Política A6)

Notas&Informações
Petrobrás em reconstrução – Maior estatal brasileira será, se as promessas forem cumpridas, tratada como empresa (A3)

A crise na Polícia Civil (A3)


Folha de S. Paulo

Manchete : Acusado de corrupção, Lula será julgado por Sergio Moro
Ex-presidente se diz indignado e considera denúncia uma ‘farsa’ e uma ‘grande mentira’
O juiz Sergio Moro aceitou nesta terça (20) a denúncia contra o ex-presidente Lula, na qual ele ê acusado de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex em Guarujá. Segundo a Lava Jato, desvios da Petrobras financiaram benesses ao petista. Em seu despacho, Moro diz ver “razoáveis indícios” de que Lula e a mulher, Marisa Letícia, são os proprietários ocultos do tríplex. A OAS também pagou pelo transporte e armazenamento de bens do petista de Brasília para São Paulo. Para o Ministério Público Federal, Lula é o “comandante máximo” do esquema do petrolão e se beneficiou diretamente de R$ 3,7 milhões de propina da empreiteira. A aceitação da denúncia não significa “juízo conclusivo”, afirmou Moro. Caso seja condenado pelo juiz federal e também em segunda instância, pelo Tribunal Regional Federal, Lula se tornará inelegível pela Lei da Ficha Limpa. O petista responde ainda, no Distrito Federal, a processo sob acusação de obstruir a Lava Jato. O ex-presidente se disse indignado com o recebimento da denúncia criminal e qualificou de “farsa” e “grande mentira” a acusação formal da força-tarefa da Lava Jato. Procurada, a OAS afirmou que não se manifestaria sobre as acusações. (Poder A4)

Impeachment foi legítimo, afirma Temer na ONU
O presidente Michel Temer defendeu na Assembleia Geral da ONU a legitimidade do processo de impeachment da petista Dilma Rousseff, relata Marcelo Ninio, enviado a Nova York. “Tudo transcorreu dentro do mais absoluto respeito à ordem constitucional”, disse. Em sua primeira participação como chefe de Estado, o peemedebista cobrou a reforma do Conselho de Segurança do órgão. (Mundo A8)

Siglas privilegiam parentes de líderes em rateio de verbas para campanhas ( Eleições pág. 6)

Maiores partidos apoiaram a ação frustrada para dar anistia a caixa 2 (Poder A6)

Petrobras prevê corte de 25% nos investimentos e 2 anos de arrocho (Mercado A15)

Eleições 2016 – João Doria
Povo desconfia de privatização por falta de conhecimento (Eleições pág. 2)

Hélio Schwartsman
Conluios contra a Lava Jato incitam a eterna vigilância (Opinião A2)

Painel
FHC e Aécio aderem a campanha para não fortalecer Alckmin (A4)

Editoriais
Leia “Manobra vergonhosa”, sobre tentativa na Câmara de perdoar caixa 2, e “Lazer urbano ameaçado”, acerca da alta de crimes na av. Paulista. (Opinião A2)


Edição: Equipe Fenatracoop, Quarta-Feira, 21 de Setembro de 2016

Compartilhe nossa Matéria