Manchete dos Jornais nesta quarta-feira, 27 de julho de 2016
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 27th julho 2016

Brasileiro vê mais prejuízo que benefício, mas torce por Jogos
Pesquisa Ibope revela preocupação com sucesso do evento e pessimismo com legado
Os brasileiros estão mais preocupados com o sucesso da organização da Olimpíada do Rio do que estavam com a Copa do Mundo de 2014, mas acham que os Jogos Olímpicos trarão mais prejuízos que benefícios ao País. É o que mostra pesquisa do Ibope divulgada com exclusividade pelo Estado. Em 2014, antes da Copa, 51% dos brasileiros diziam que o mais importante era o Brasil ganhar o torneio e a organização era prioridade para 24%. Hoje, esses lados se inverteram: 59% querem que os Jogos sejam um sucesso, enquanto 31% acham que o País estar bem colocado no quadro de medalhas é mais importante. Essa preocupação não significa que a expectativa sobre o legado dos Jogos seja alta. Enquanto 43% achavam em 2014 que a Copa traria mais benefícios e 40% mais prejuízos, agora 32% acreditam que os Jogos trarão mais benefícios e 60%, mais prejuízos…


O Globo

Manchete: Bancos planejam quebrar monopólio da Caixa no FGTS
Santander e Bradesco querem gerir reservas de R$ 300 bi do Fundo
Instituições pagariam remuneração maior para os correntistas
Santander e Bradesco estão interessados em quebrar o monopólio da Caixa na gestão do FGTS, informa DANIELLE NOGUEIRA. As instituições querem acesso aos mais de R$ 300 bilhões de reserva do Fundo e, como contrapartida, dizem nos bastidores que poderiam pagar remuneração maior aos correntistas, de até 10% ao ano, contra cerca de 5% que o trabalhador recebe hoje. A mudança precisaria de aval do Congresso. (Pág. 17)

Segurança do metrô terá Força Nacional
Tropa ocupará os acessos das principais estações a partir do dia 5
A Força Nacional vai patrulhar os acessos das principais estações do metrô. Nas plataformas, a vigilância será feita por 1.100 agentes privados, 600 a mais que o normal. Durante os Jogos, o sistema transportará um milhão de pessoas diariamente, ou 200 mil passageiros a mais. O último grupo de militares das Forças Armadas convocados para a segurança da Olimpíada chega hoje, totalizando 22 mil homens.

Uma Vila ainda em construção
Apesar das promessas do Comitê Rio-2016, os problemas na Vila Olímpica persistem. Atletas australianos, porém, já começam a ocupar apartamentos.

Elio Gaspari
Meirelles quer atribuir erro de parlamentares ao país. (Pág. 14)

Hillary escolhida por aclamação
Os democratas oficializaram Hillary Clinton como candidata, a primeira mulher a disputar a Casa Branca por um partido grande. (Pág. 24)


O Estado de S. Paulo

Manchete: Brasileiro vê mais prejuízo que benefício, mas torce por Jogos
Pesquisa Ibope revela preocupação com sucesso do evento e pessimismo com legado
Os brasileiros estão mais preocupados com o sucesso da organização da Olimpíada do Rio do que estavam com a Copa do Mundo de 2014, mas acham que os Jogos Olímpicos trarão mais prejuízos que benefícios ao País. É o que mostra pesquisa do Ibope divulgada com exclusividade pelo Estado. Em 2014, antes da Copa, 51% dos brasileiros diziam que o mais importante era o Brasil ganhar o torneio e a organização era prioridade para 24%. Hoje, esses lados se inverteram: 59% querem que os Jogos sejam um sucesso, enquanto 31% acham que o País estar bem colocado no quadro de medalhas é mais importante. Essa preocupação não significa que a expectativa sobre o legado dos Jogos seja alta. Enquanto 43% achavam em 2014 que a Copa traria mais benefícios e 40% mais prejuízos, agora 32% acreditam que os Jogos trarão mais benefícios e 60%, mais prejuízos. (OLIMPÍADA 2016 / PÁG. H1)

Chefe do GSI comandará segurança
O presidente em exercício Michel Temer decidiu que a segurança na Olimpíada será comandada pelo general Sérgio Etchegoyen, do Gabinete de Segurança Institucional. A escolha joga por terra planos de Alexandre de Moraes (Justiça) e Raul Jungmann (Defesa). (CADERNO 2/PÁG. C2)

Foto-legenda: Primeiro dia na escola
Michel Temer (com a mulher, Marcela) foi buscar o filho Michelzinho na escola, em Brasília. A imprensa foi avisada antes. (POLÍTICA/PÁG. A5)

MinC demite 81; ministro vê ‘aparelhamento’
O Ministério da Cultura (MinC) demitiu 81 funcionários ligados a diretorias e instituições importantes, incluindo a Cinemateca. As exonerações foram alvo de críticas e o ministro Marcelo Calero pediu “fim do aparelhamento”. (POLÍTICA/PÁG. A4)

Marisa quer R$ 300 mil
A ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva ajuizou ontem ação cobrando da Bancoop e da OAS R$ 300 mil de restituição relacionada à cota do tríplex com vista para o mar no edifício Solaris, no Guarujá. (POLÍTICA/PÁG. A6)

Dora Kramer
Eleição atípica
O imprevisível é a única certeza sobre o que ocorrerá, com empresas proibidas de financiar candidatos e o dinheiro “por fora” sob vigilância. (POLÍTICA/PÁG. A6)

Mônica De Bolle
Assim ou assado
A nova era da política monetária brasileira começou bem. Falta saber usar o bônus de confiança que o mercado depositou nessa equipe. (ECONOMIA/PÁG. B4)

Notas & Informações
Ajuste fiscal ameaçado
Governo não pode continuar concordando em oferecer vantagens a carreiras do funcionalismo. (PÁG. A3)

Realismo contra a inflação
Copom aponta como exigência básica o avanço do ajuste das contas públicas. (PÁG. A3)


Folha de S. Paulo

Manchete: Fazenda cede, e repatriação deve se tornar mais flexível
Governo Temer quer elevar arrecadação, que atingiu R$ 8 bi dos R$ 21 bi previstos
O Ministério da Fazenda já admite mudar pontos da lei de repatriação de recursos ilegais no exterior para aumentar a arrecadação, após resistência inicial da pasta. Tributaristas defendem que o Imposto de Renda e multa sejam cobrados sobre o saldo das contas no exterior no final de 2014, e não sobre o valor total de bens e recursos já tido fora do país. A Receita rejeita a mudança, que cabe ao Congresso. Membros do governo, porém, afirmam que a alteração estimularia novas repatriações e, por consequência, aumentaria a arrecadação. Estimava-se que a medida geraria no mínimo R$ 21 bilhões aos cofres da União, mas a receita até agora ficou na casa dos R$ 8 bilhões. O ministro Henrique Meirelles (Fazenda) debate o assunto nesta quarta (27) com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM). (Mercado a13)

Demora em ajuste fiscal pode adiar corte de juros
O Banco Central tem dúvidas sobre o ritmo de aprovação de medidas de ajuste fiscal, o que pode adiar o corte na taxa básica de juros da economia, a Selic, hoje em 14,25% ao ano. A informação está na ata da última reunião do comando do BC. A instituição disse ver sinais do fim da recessão, mas avalia que a inflação recua a uma velocidade menor que a esperada. (Mercado a15)

Nova concessão de R$ 140 bilhões para ônibus cabe a futuro prefeito, diz Haddad (Poder a5)

Paraná terá 1ª campanha de vacinação contra dengue no país (B7)

Foto-legenda: Chamada
Após convocar a imprensa, Michel Temer vai com a mulher, Marcela, buscar o filho Michel, 7, na escola; presidente faz tentativa de projetar imagem mais simpática ( Poder a7)

Caças da Marinha batem, e um deles cai no mar no RJ
A colisão de dois caças da Marinha durante treinamento causou a queda de um deles no mar, próximo à cidade de Saquarema (RJ). Até a conclusão desta edição, o piloto do caça, que seria usado na Rio-2016, ainda estava desaparecido. (Esporte B8)

MinC exonera 81 funcionários, inclusive cúpula da Cinemateca (C1)

Antonio Delfim Netto
Queda da Selic depende de BC se sentir confortável (Opinião a2)

Editorial
Leia “Investigação na lama”, sobre responsabilidades no desastre de Mariana. (Opinião a2)


Edição: Equipe Fenatracoop, Quarta-Feira, 27 de Julho de 2016

Compartilhe nossa Matéria