Manchete dos Jornais nesta quinta-feira 11 de fevereiro de 2016
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 11th fevereiro 2016

ZIKA VÍRUS Bebês têm lesão ocular
Pelo menos 13 crianças nascidas com microcefalia em Salvador e no Recife em casos suspeitos de relação com o zika vírus têm lesões oculares que podem levar à cegueira, de acordo com pesquisa de médicos da Unifesp…


O Globo

Manchete: Ex-presidente da Andrade Gutierrez volta a ser preso
Moro decide usar provas suíças contra a Odebrecht
Solto na sexta passada após fechar acordo de delação premiada, Otávio Azevedo vai para a cadeia novamente, desta vez por suposto desvio na Eletronuclear
Há apenas cinco dias em prisão domiciliar, o ex-presidente da Andrade Gutierrez Otávio Azevedo foi novamente preso ontem pela PF, em São Paulo. A prisão foi ordenada pelo juiz Marcelo da Costa Bretas, da 7ª Vara Federal no Rio, que investiga fraudes na Eletronuclear desde que a Lava-Jato foi fatiada. A prisão domiciliar fora decidida pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, após acordo de delação premiada. O juiz do Rio entendeu que a decisão de Moro não revoga mandado de prisão já expedido por ele na investigação da Eletronuclear. Em outro processo, Moro considerou válidas as provas enviadas pela Suíça contra a Odebrecht. (Pág. 3)

Corte deve ser de até R$ 30 bi
O governo deve contingenciar entre R$ 20 bilhões e R$ 30 bilhões no Orçamento de 2016. O corte é bem menor que o realizado em 2015, de R$ 80 bilhões. Por isso, o governo quer adotar a meta fiscal flexível e, na prática, reduzir o superávit previsto para este ano, de 0,5% do PIB. (Pág. 19)

Estados sem teste de dengue
Em plena epidemia de dengue, estados como Rio e São Paulo estão há 5 meses sem receber kits com o exame que detecta a doença. O Ministério da Saúde confirma o atraso. (Pág. 4)

Racionamento em shoppings venezuelanos
O governo Maduro anunciou racionamento de energia em centros comerciais, que passarão a ter de gerar eletricidade em horários de pico, sob o risco de interromper o funcionamento. A medida ameaça vendas e 550 mil empregos. (Pág. 23)


O Estado de S. Paulo

Manchete: Moro aceita provas da Suíça; ação contra Odebrecht segue
Juiz havia paralisado processo após Justiça do país europeu considerar irregular transferência de papéis
O juiz federal Sérgio Moro recusou pedido da defesa do executivo Márcio Faria, que trabalhava na Odebrecht, de excluir dos autos da Operação Lava Jato documentos enviados por autoridades da Suíça envolvendo a empreiteira. Os papéis são considerados fundamentais para a investigação, que apura ligação da empresa e de seus dirigentes com corrupção na Petrobrás. No dia 2, Moro havia suspendido temporariamente o prazo para entrega das alegações finais dos defensores dos réus, incluindo a defesa de Marcelo Odebrecht. Os documentos tratam de uma conta na Suíça em nome da Havinsur S/A off-shore que tem como beneficiária econômica e controladora a Odebrecht, segundo o Ministério Público Federal. A Justiça suíça considerou irregular a transferência para o Brasil das movimentações financeiras em off-shores, mas rejeitou decretar nulidade dos papéis. (Política/ Pág. A4)

Executivo volta à prisão
Solto após acordo de delação na Lava Jato, Otávio Marques de Azevedo, da Andrade Gutierrez, voltou à prisão ontem por outro processo, sobre esquema de propina na Eletronuclear, que tramita no Rio. (Pág. A4)

Petrobrás põe à venda 21 usinas térmicas e gasodutos
A Petrobrás pôs à venda 21 térmicas, além de gasodutos e terminais de regaseificação por onde chega o gás que alimenta as usinas. A empresa quer se dedicar à produção de petróleo e pretende arrecadar US$ 57,7 bilhões com a venda de subsidiárias e ativos de infraestrutura, mas até agora só se desfez de 49% da Gaspetro. A conclusão do negócio das térmicas enfrenta barreiras regulatórias. (Economia/ Pág. B1)

País confirma 3ª morte por zika; caso é levado à OMS
O Ministério da Saúde confirmou a terceira morte por zika no País. A paciente, uma jovem de 20 anos de Serrinha (RN), morreu 12 dias após a internação, em abril, com problemas respiratórios, relata Lígia Formenti. Exames foram inconclusivos para dengue e nova análise confirmou a infecção por zika. O governo informou a OMS e recomendou atenção no tratamento de doentes com o vírus. (Metrópole/ Pág. A14)

Bebês têm lesão ocular
Pelo menos 13 crianças nascidas com microcefalia em Salvador e no Recife em casos suspeitos de relação com o zika vírus têm lesões oculares que podem levar à cegueira, de acordo com pesquisa de médicos da Unifesp. (Pág. A15)

José Serra
Mais remédios, menos inépcia
Demora excessiva e injustificada para a concessão do registro priva a população de medicamentos essenciais para cura de doenças de toda sorte. (Espaço Aberto/ Pág. A2)

Notas & Informações
Lula, um peso para o PT
O PT é obrigado a carregar o peso político e moral em que se transformou seu principal líder. (Pág. A3)

O carnaval torto de Haddad
Legítimo divertimento de uns levou ao sofrimento de outros, sem que isso fosse necessário ou inevitável. (Pág. A3)


Folha de S. Paulo

Manchete: Juiz Moro considera válida prova suíça contra a Odebrecht
Segundo decisão, papéis foram obtidos em trâmite irregular, mas não ilícito; medida ‘rasga a Constituição’, diz advogada
O juiz da Lava Jato, Sergio Moro, decidiu que documentos vindos da Suíça,em trâmite considerado irregular naquele país, mas não ilícito, podem ser usados em processos penais contra a empreiteira Odebrecht. Os papéis indicam que a empresa utilizou uma off-shore para pagar US$ 565 mil em propina a Renato Duque, ex-diretor da Petrobras. A defesa dele nega o pagamento. Antes de Moro proferir a decisão, a advogada Dora Cavalcanti, que defende o ex-executivo da empreiteira Márcio Faria, declarou que ouso dos documentos equivaleria a “rasgar a Constituição”. A defesa deve recorrer. Na semana passada, tribunal suíço considerou ter havido excessos por parte do Ministério Público do país ao enviar extratos de empresas ligadas à Odebrecht. As falhas, segundo a corte suíça, não significam que a prova é ilícita, como afirma a defesa da Odebrecht. Moro seguiu o entendimento dos procuradores da Lava Jato de que não houve ordem do tribunal suíço para retirar os papéis da ação penal. “Há apenas erro de procedimento”, escreveu. O juiz reabriu prazos e deu sete dias para os acusados apresentarem defesa. (Poder A4)

Painel
Vereador do PSDB acusa João Doria de ‘cooptar’ militantes
O vereador Adolfo Quintas (PSDB-SP), aliado de Andrea Matarazzo nas prévias tucanas para a Prefeitura de SP, acusa o empresário João Doria de “cooptar” militantes do partido com R$2.000 mensais. Doria nega as acusações, que chama de “levianas e sem prova”. (Poder A4)

Ex-presidente da Andrade Gutierrez volta a ser preso
O ex-presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Azevedo, libertado pelo juiz Sergio Moro na última sexta-feira (5) após acordo de delação, voltou a ser preso. A ordem foi dada por um juiz do Rio de Janeiro que trata do caso de suposto pagamento de propina por empreiteiras na obra da usina nuclear Angra 3. (Poder A6)

Rogério Gentile
Conduta de Lula não está acima do bem e do mal
O PT reage aos questionamentos sobre os supostos privilégios concedidos a Lula com inconformismo. Mas jamais houve indícios tão consistentes a respeito das condutas do ex-presidente. Se não fez nada errado, Lula pode muito bem se explicar à sociedade. (Opinião A2)

São Paulo vê alta nos casos confirmados de dengue
O registro de casos comprovados de dengue em São Paulo disparou. Nas três primeiras semanas deste ano, foram cerca de 30 novas confirmações por dia, um aumento de 40% em relação a 2015, quando a doença já havia batido todos os recordes. O avanço é visto com preocupação pela prefeitura, por indicar espaço para zika e chikungunya. (Cotidiano B1)

Editoriais
Leia “Folia parlamentar”, a respeito de recesso de congressistas no Carnaval, e “O enigma do petróleo”, acerca de baixo preço do barril do óleo. (Opinião A2)


Edição: Equipe Fenatracoop, Quinta-Feira 11 de Fevereiro de 2016

Compartilhe nossa Matéria