Manchete dos Jornais nesta quinta-feira, 19 de novembro de 2015
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 19th novembro 2015

Fundos estaduais têm R$ 689 milhões sem destinação definida
O governo do Paraná não estabeleceu no projeto da Lei Orçamentária como pretende aplicar os recursos de oito fundos estaduais, cujas previsões de receita somam R$ 689,3 milhões para 2016. Esse dinheiro fica no caixa único do governo e passa a fazer parte Tesouro Geral do Estado caso não tenha uma destinação. A oposição acredita que se trate de um subterfúgio do governo para remanejar os recursos,o que provocaria perda de investimentos em áreas como segurança pública e meio ambiente. Entre os fundos sem previsão de aplicação estão o Fundo Especial de Segurança Pública (Funesp) e o Fundo de Reequipamento do Fisco (Funrefisco), que têm perspectivas de receita, respectivamente, de R$ 598,6 milhões e R$ 67,4 milhões…


O Globo

Manchete : Coalizão ataca poços de petróleo do Estado Islâmico
França investiga se matou mentor de massacre
Operação com cem agentes em subúrbio de Paris deixou dois mortos e oito presos
EUA e Rússia intensificaram ataques a campos de petróleo, refinarias e caminhões tanque do Estado Islâmico na Síria e no Iraque para cortar as principais fontes de financiamento do grupo terrorista. Em Paris, a polícia desarticulou uma célula terrorista que se preparava para novo ataque na capital francesa. Uma mulher-bomba e um extremista morreram, e oito pessoas foram presas. Um exame de DNA indicará se Abdelhamid Abaaoud, mentor do massacre de sexta- feira passada, é o homem morto. (Págs. 28 a 32)

Saúde admite epidemia de microcefalia
O diretor de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, informou que a microcefalia, com 399 casos confirmados no Nordeste, já é uma epidemia. Se confirmado que o vírus zika é o causador, afirmou o ministro Marcelo Castro, a doença poderá chegar a outros estados. Ele recomendou cautela às grávidas: “Sexo é para amador, gravidez é para profissional.” (Pág. 26)

Lama avança no Rio Doce e agrava desastre ambiental
A lama do rompimento da barragem de Mariana chegou a Colatina, uma das maiores cidades do Espírito Santo, que interrompeu a captação de água do Rio Doce. Cientistas alertam que a tragédia ambiental provocada pelo desastre pode fazer desaparecer espécies de animais nativas da bacia hidrográfica. (Págs. 8 e 9)

Estado susta repasse a fornecedores
Com forte queda na receita, o Estado do Rio suspendeu o pagamento a fornecedores para arcar com os benefícios de dezembro a aposentados e pensionistas, que exigirão R$ 900 milhões. A Secretaria de Fazenda afirma que não se trata de calote. (Pág. 12)

Motorista do TCE ganha R$ 32 mil
Motorista do TCE do Rio chega a ter salário bruto de R$ 32 mil. De 500 nomes da folha analisados pelo GLOBO, 94% ganham mais de R$ 20 mil, revela GUSTAVO SCHMITT. (Pág. 12)

Privatizações com novas regras
O governo mudará as regras dos próximos leilões de infraestrutura para tentar atrair mais investidores, informam DANILO FARIELLO e MARTHA BECK. (Pág. 21)

Conselho se divide sobre Cunha
O Conselho de Ética ouve hoje, dividido, o parecer do relator Fausto Pinato sobre o presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Aliados pedem que Cunha deixe o cargo. (Pág. 3)

Baiano sai com tornozeleira
Após um ano preso em Curitiba, o delator da Lava-Jato Fernando Baiano, apontado como operador do PMDB, passou a cumprir prisão domiciliar, com tornozeleira eletrônica. (Pág. 6)

Secretário sai do Esporte e volta
Após exoneração confusa, pressão do Planalto reconduz Ricardo Leyser, homem forte do governo nos Jogos, a cargo na pasta de Esporte (Pág. 34)

Colunistas
Míriam Leitão – A viagem da lama por Minas e ES (Pág. 22)

Carlos A. Sardenberg – Legislação ambiental é falha (Pág. 18)


O Estado de S. Paulo

Manchete : Ação da polícia francesa pode ter matado líder de atentados
Operação teve pelo menos duas mortes; autoridades esperam comprovação por DNA; belga continua em fuga
O mentor dos ataques que mataram 129 pessoas em Paris pode ter morrido numa operação policial ontem no subúrbio de Seine-Saint-Denis, informa Andrei Netto. Após intenso tiroteio, com metralhadoras e granadas, policiais chegaram a uma quarta célula terrorista que estaria pronta para mais atentados. Duas ou três pessoas – incluindo uma mulher-bomba – morreram e oito foram presas. Segundo o jornal The Washington Post, o “cérebro” do massacre de sexta-feira, Abdelhamid Abaaoud, estaria entre os mortos. Polícia e governo francês esperavam, à noite, a confirmação da identidade por exame de DNA. Salah Abdeslam, outro terrorista belga, continua desaparecido. Um celular jogado no lixo perto do Bataclan ajudou nas investigações. Mensagem enviada instantes antes dos ataques em Paris dizia: “Vamos lá. Vai começar”. (Internacional/ Págs. A10 a A15)

Cunha diz que só vai analisar impeachment no ano que vem
O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse a aliados não ver chances de abrir neste ano o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Em encontro na semana passada, também afirmou, segundo relatos, que o impedimento perdeu apoio popular e criticou o PSDB, partido que rompeu com ele. Ontem, houve protestos em frente ao Congresso. Um manifestante foi preso por dar tiros para o alto. (Política/Pág. A4)

Governo derrota ‘pauta-bomba’, que custaria R$ 47 bi
Em duas sessões do Congresso, o governo conseguiu manter vetos da presidente Dilma Rousseff aos projetos mais relevantes da “pauta-bomba”. As principais propostas aumentariam gastos da União em R$ 47,2 bilhões até 2019. As vitórias, no entanto, se deram com resultado apertado e muitas dissidências entre governistas. (Política / Pág. A5)

Moradores buscam pertences em casas destruídas pela lama
Pela primeira vez após o rompimento das barragens em Mariana (MG) moradores de Bento Rodrigues voltaram a suas casas para buscar pertences, informa Luísa Martins, enviada especial. Pouca coisa pôde ser recuperada. Pressionado pelo ministro das Minas e Energia, Eduardo Braga, o diretor do DNPM, órgão responsável pela fiscalização da mineração, Celso Luiz Garcia, pediu demissão. Ele alegou problemas de saúde. (Metrópole/Págs. A19 a A21)

Banco genético do Rio Doce
O Instituto Federal do Espírito Santo está coletando espécies do Rio Doce para mantê-las e reproduzi-las até que as águas estejam limpas. (Pág. A20)

Ministro teme que zika e microcefalia atinjam exterior
O ministro da Saúde, Marcelo Castro, não descarta hipótese de que o zika vírus se alastre até outros países. Suspeita-se que a infecção da mãe na gestação possa causar microcefalia no feto. Questionado sobre cuidados na gestação, disse: “Sexo é para amadores, gravidez é para profissionais”. (Metrópole / Pág. A25)

Delator Fernando Baiano cumpre prisão domiciliar (Política / Pág. A8)

Estado de São Paulo já tem 48 escolas ocupadas (Metrópole / Pág. A24)

José Roberto de Toledo
A barragem de Dilma – Insatisfação da opinião pública está se dividindo entre outros alvos em vez de se concentrar contra o governo federal. Mas cenário é instável. (Política/Pág. A8)

Notas&Informações
O PMDB como ele é – Nada é mais tristemente representativo da política brasileira do que esse partido-ônibus (Pág. A3)

Dilma dá sinal de vida – Ao anunciar que Levy “fica onde está”, a presidente, mesmo relutante, contraria seu criador. (Pág. A3)


Gazeta do Povo

ORÇAMENTO
Fundos estaduais têm R$ 689 milhões sem destinação definida
O governo do Paraná não estabeleceu no projeto da Lei Orçamentária como pretende aplicar os recursos de oito fundos estaduais, cujas previsões de receita somam R$ 689,3 milhões para 2016. Esse dinheiro fica no caixa único do governo e passa a fazer parte Tesouro Geral do Estado caso não tenha uma destinação. A oposição acredita que se trate de um subterfúgio do governo para remanejar os recursos,o que provocaria perda de investimentos em áreas como segurança pública e meio ambiente. Entre os fundos sem previsão de aplicação estão o Fundo Especial de Segurança Pública (Funesp) e o Fundo de Reequipamento do Fisco (Funrefisco), que têm perspectivas de receita, respectivamente, de R$ 598,6 milhões e R$ 67,4 milhões.

INDÚSTRIA
Montadoras produzem metade da capacidade
As 33 fábricas de carros, caminhões e ônibus em operação no país podem produzir 5,1 milhões de veículos por ano, mas hoje a produção não passa de 2,6 milhões. Há possibilidade de fechamento de unidades.

SEGURANÇA
França detém grupo pronto para atacar
Policial francês examina apartamento (foto) que abrigava terroristas em Paris. A operação neutralizou uma célula terrorista que “planejava novos ataques” e estava pronta para agir, segundo o procurador francês François Molins. Dois suspeitos foram mortos, incluindo uma mulher-bomba que se suicidou, e outros sete foram presos.

JUSTIÇA E DIREITO
Advocacia em tempos de crise
Algumas medidas de gestão e relacionamento podem ajudar advogados a superar a fase econômica difícil e a criar alternativas. Caderno traz dicas de sobrevivência.

ESPORTIVA
Coritiba revive 

VENDA
Residência do governador está na lista de venda
Entre as dezenas de imóveis que o Paraná pretende vender está a Granja do Canguiri, residência oficial do governador Beto Richa (PSDB), em Curitiba. Abrigo para menores em Balsa Nova também está na lista.

FUNCIONALISMO
Supremo proíbe gratificações que extrapolem o teto
O Supremo Tribunal Federal decidiu que vantagens pessoais que compõem os salários de servidores não podem superar o teto do funcionalismo. + Congresso mantém veto de Dilma a reajuste maior de aposentadorias.

EMPREENDER
PME em Pauta debate iniciativas empreendedoras que inspiram
Um time de empreendedores vai mostrar como tornar -se referência nos segmentos em que você atua. Inscrições para estão abertas no site da Gazeta do Povo.

CADERNO G
“Mistress America” é uma comédia reconfortante
Comédia reconfortante Mistress America atesta a disposição do casal Noah Baumbach e Greta Gerwig de falar sobre a geração que circula os 30 anos


Zero Hora

Manchete: Reajustes vão custar R$ 194,5 mi ao Piratini
Projetos garantindo 8,13% de reposição a servidores do Judiciário, Legislativo, MP, TCE e da Defensoria chegam à Assembleia para votação. (Notícias | 16)

Cortando o terror pela raiz
Mais de 5 mil disparos foram efetuados na manhã de ontem em Saint-Denis, subúrbio norte de Paris, em operação policial que resultou em sete prisões e duas mortes de suspeitos de atos de terrorismo. Autoridades creem ter evitado o que seria um novo atentado na capital francesa, mas admitem que não conseguiram prender dois terroristas, um deles líder das ações do 13 de Novembro
BOMBA ARTESANAL PODE TER DERRUBADO AVIÃO RUSSO
ATAQUES AO EI NA SÍRIA LEVARÃO MAIS REFUGIADOS À EUROPA

(Notícias | 8 a 10)
Estado fará pesquisas com droga polêmica anticâncer
Convênio entre o governo gaúcho e os criadores da fosfoetanolamina foi assinado ontem. (Sua Vida | 35)


Folha de S. Paulo

Manchete : França diz que operação policial evitou novo ataque
Mentor de atentados em Paris pode ser um dos mortos na ação
Em uma megaoperação que resultou em ao menos duas mortes e oito prisões, autoridades francesas afirmam ter desmantelado um grupo terrorista que planejava novos ataques, relatamos enviados Leandro Colon e Vinicius Torres Freire. A ação ocorreu no centro de Saint-Denis, cidade ao norte de Paris, e a menos de dois quilômetros do Stade de France, um dos locais dos atentados da sexta (13). A sequência de explosões e cerca de 5.000 tiros levaram um clima de pânico à região, que enfrenta pobreza e tem concentração significativa de migrantes. Um dos alvos era o belga Abdelhamid Abaoud, 27, suposto mentor dos ataques que mataram 129 pessoas. O jornal “Washington Post” chegou a noticiar que ele morreu na ação. Investigadores, porém, esperam a identificação dos corpos. Apesar da tensão dos últimos dias, o presidente François Hollande fez apelo para que a população não “ceda ao medo”. Ele propôs ao Parlamento que estenda por três meses o estado de emergência no país. (Mundo a14)

Governo barra pauta-bomba, mas sua base continua frágil
Em dois dias de votação, o governo conseguiu barrar no Congresso itens da pauta- bomba que gerariam um gasto extra de R$ 45 bilhões. Mas as vitórias apertadas mostram que a base de sustentação de Dilma Rousseff continua frágil, mesmo depois da reforma ministerial feita para agradar a aliados. As votações apontaram traições no PMDB, PSD, PP, PDT, PRB, PTB e até no PT, sigla da presidente. (Poder a4)

Para Lula, Dilma deve iniciar diálogo com a oposição
Lula disse em entrevista à Globo News que “obviamente” deve ser da presidente Dilma a iniciativa de diálogo com a oposição a fim de tirar o país da crise. Para o ex-presidente, deve-se levar “proposta concreta” para a negociação. Ele também negou que queira Joaquim Levy fora da Fazenda. (Poder a10)

Cidade a 400 km de desastre ambiental está dependente de carros-pipas (Citidiano B3)

Após problemas, site do Simples Doméstico vai mudar de novo (A21)

Bolsa Família eleva consumo de comida processada na Amazônia
(B5)

Rogério Gentile
Lei do Direito de Resposta já é usada para intimidar
Em vigor há uma semana, a mal formulada Lei do Direito de Resposta já é usada por políticos envolvidos em suspeitas para tentar intimidar jornalistas. O senador petista Delcídio do Amaral inaugurou a prática. (Opinião a2)

Editoriais
Leia “Por um triz”, acerca do arrefecimento temporário da crise política, e “Turismo eleitoral”, sobre gastos do Poder Judiciário com viagens oficiais. (Opinião A2)


Edição: Equipe Fenatracoop, 19 de Novembro de 2015

Compartilhe nossa Matéria