Manchete dos Jornais nesta segunda-feira, 06 de fevereiro de 2017

66

Por dia, estresse afasta 8 GCMs
Na capital, oito guardas-civis metropolitanos são afastados, diariamente, por problemas mentais. A maioria dos casos está ligada ao estresse no trabalho…

Febre amarela dizima macacos
Surto da doença já causa a maior matança de animais na história recente da Mata Atlântica, revela ANA LUCIA AZEVEDO…


O Globo

Manchete : Crise faz economia de 12 estados retroceder 6 anos
Recessão é tão profunda que PIB voltou ao patamar de 2010, aponta estudo
Afetado pelo mau desempenho da Petrobras, Rio tem retração de 7,2% e retomada será demorada

A recessão que atinge o Brasil desde 2015 é tão profunda e disseminada que, em 12 estados e no Distrito Federal, o tamanho da economia recuou ao patamar do fim de 2010, constatou estudo da consultoria Tendências. A queda do PIB nos últimos dois anos chega a 12%, informa DAIANE COSTA. Estados com grande peso da indústria, como São Paulo e Amazonas, por causa da Zona Franca de Manaus, estão entre os mais afetados. Rio e Pernambuco sentiram o impacto da crise na Petrobras e, segundo especialistas, devem demorar mais a retomar o crescimento. No Nordeste, quatro estados estão no grupo, afetados pela seca. (Pág. 17)

Uerj eleva gasto apesar da penúria
Em crise financeira, a Universidade do Estado do Rio (Uerj), que adiou o início das aulas pela quarta vez, teve, de 2007 a 2016, um aumento de 51% no gasto com pessoal, já descontada a inflação. (Pág. 8)

Obras paradas já gastaram R$ 50 bi
Mesmo após empreiteiras investigadas pela Lava-Jato fecharem acordos de leniência, grandes obras continuam paradas. (Pág. 3)

Crivella rebate ataque de Romário
Prefeito diz que convidou senador para integrar seu governo. Ex-jogador chama Crivella de mentiroso. (Pág. 11)

Febre amarela dizima macacos
Surto da doença já causa a maior matança de animais na história recente da Mata Atlântica, revela ANA LUCIA AZEVEDO. (Págs. 22 e 23)

A trama da Lava-Jato
José Padilha diz que série terá foco nas pressões contra a operação. (Pág. 6)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete : Quase metade dos imóveis do Minha Casa têm problemas
Fiscalização identificou falhas em 48,9% das unidades de famílias com renda de até R$ 1,8 mil mensais
Quase metade dos imóveis destinados ao público mais carente do Minha Casa Minha Vida, construídos entre 2011 e 2014, apresenta algum problema ou incompatibilidade em relação ao projeto. O Ministério da Transparência identificou falhas em 48,9% das unidades da chamada faixa 1 do programa de habitação, que contempla famílias que ganham até R$ 1,8 mil, informa Murilo Rodrigues Alves. Isso significa que em pelo menos 336 de 688 empreendimentos foram identificadas falhas de execução – ou quase 93 mil casas e apartamentos. Os principais problemas são trincas e fissuras (30,8%), infiltração (29%) e vazamentos (17,6%). O Ministério das Cidades informou que o órgão de controle deu prazo de 180 dias para que as recomendações relativas à resolução de falhas fossem implementadas. “As resoluções vêm sendo tratadas entre o ministério e a Caixa”, diz o texto. (Economia B1)

Governo checa renda
O Ministério também analisou 186 mil beneficiários do programa e descobriu que 24,4 mil (13%) possuem veículo, sendo que 4,2 mil têm mais de um automóvel. (B1)

Em sua tese, Moraes não iria ao STF
Hoje no Ministério da Justiça, Alexandre de Moraes defendeu em tese de doutorado na Faculdade de Direito da USP, em 2000, que na indicação para ministro do STF fossem vedados os que exercem cargos de confiança “durante o mandato do presidente da República”, informa Luiz Maklouf Carvalho. Moraes, cotado para o cargo, não falou sobre o caso. (Política A6)

De volta aos trilhos
Entrevista – Arminio Fraga, EX-PRESIDENTE DO BC
Após quase nove meses do início do governo Temer, o economista Arminio Fraga afirma que houve uma “mudança de peso” na economia. “A sensação de que o Brasil era um trem desgovernado passou”, diz. Para ele, a tarefa de recolocar o País nos eixos está longe de acabar e ainda serão necessários “muitos ajustes e reformas”. (Economia B5)

Márcio França é investigado pelo MPE
O Ministério Público Estadual investiga o vice-governador de SP, Márcio França (PSB), por suspeita de participação em fraude em licitações e superfaturamento na Codesp, estatal que administra o Porto de Santos. O objetivo seria favorecer empresas que fizeram doações de campanha. França nega e atribui a denúncia de ex-funcionário da estatal a disputas políticas. (Política A4)

Por dia, estresse afasta 8 GCMs
Na capital, oito guardas-civis metropolitanos são afastados, diariamente, por problemas mentais. A maioria dos casos está ligada ao estresse no trabalho. (Metrópole A10)

Coluna do Estadão
Há um mês na Prefeitura de SP, João Doria conversa com vereadores para iniciar o que considera ser o maior programa de privatização já feito em um município. (Pág. 4)

Vera Magalhães
Temer prepara medidas para “desafogar” a classe média (Política A6)

Cida Damasco
Há bons sinais na economia. É só a política não atrapalhar (Economia B4)

Notas&Informações
O peso da Previdência Social – Rombo nas contas da Previdência representou 96% do déficit primário do País no ano passado (A3)

À espera de nova crise hídrica – Embora o consumidor se esforce para reduzir o gasto de água, o sistema continua vulnerável (A3)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : Empresa vai levar menos tempo para pagar tributo
Programa da Receita visa reduzir prazo de 2.038 para 600 horas/ano
A Receita Federal prepara um programa destinado a reduzir o tempo gasto pelas empresas com o pagamento de tributos.
Atualmente, a tarefa consome em média 2.038 horas ao ano no Brasil, o maior período apurado em todo o mundo. Pretende-se reduzir o número a menos de 600. O ministro Henrique Meirelles (Fazenda) disse à Folha que o pacote de medidas voltadas à melhora do ambiente de negócios inclui ainda maior agilidade para a abertura de empresas.
Trata-se de promessa antiga do governo, que depende da ação de Estados e municípios. Em centros urbanos como São Paulo, o prazo cairia de 101 para 3 dias. Na visão da Fazenda, a recessão econômica deve chegar ao fim neste primeiro semestre, e as novas regras darão impulso à recuperação da capacidade produtiva.
Meirelles afirmou acreditar na aprovação da reforma da Previdência no primeiro semestre. Previu ainda o envio ao Congresso da reforma trabalhista. (Mercado A15)

Fazenda quer cobrar R$ 3 bi de condenados na Lava Jato
Em ação conjunta, a Receita Federal e a área jurídica da Fazenda buscam cerca de R$ 3 bilhões em Imposto de Renda de nomes investigados pela Lava Jato e já condenados pela Justiça. Trata-se da tributação sobre o patrimônio obtido com corrupção na Petrobras. No momento, 12 alvos da operação são cobrados. (Poder A4)

Justiça nega recurso de Trump para vetar imigração
A Justiça dos EUA negou no domingo um recurso do governo Trump para retomar o veto a imigrantes de países islâmicos. O bloqueio fica proibido até o julgamento.Na sexta, um tribunal havia suspendido o decreto assinado pelo presidente uma semana antes, em decisão que ele chamou de “ridícula” em rede social. (Mundo A10)

Tarifa de ônibus paga em dinheiro pode subir em SP
Como forma de pôr fim aos cobradores de ônibus, o prefeito João Doria (PSDB) estuda criar uma tarifa mais alta para o usuário que pagar em dinheiro. O plano ê antigo, mas não se concretizou por causa dos protestos da categoria, (Cotidiano B1)

ALESSANDRA 0R0FIN0
Peço perdão por ocupar espaço de Bolsonaro
Peço perdão aos eleitores por ocupar um espaço que deveria ser de Bolsonaro. Vamos encontrar meios de obrigá-lo a manter coerência no discurso de Ódio. (Cotidiano B2)

HUSSEIN KALOUT
Brasil avançou, mas potencial é para muito mais
O Brasil é jovem gigante que está aprendendo a lidar com o peso da própria envergadura. O país avançou nas últimas décadas, mas o potencial é para mais. (Mundo A13)

Editoriais
“Ainda frágil”, acerca de perspectiva de fim da recessão, e




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *