Manchete dos Jornais nesta segunda-feira, 08 de agosto de 2016
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 8th agosto 2016

PT disputará menor número de prefeituras em 20 anos
Fim do financiamento empresarial, revelações da Lava Jato e impeachment de Dilma provocaram recuo
Levantamento preliminar da direção do PT mostra que o partido terá 1.135 candidatos a prefeito em outubro, uma redução de 35,5% ante os 1.759 petistas que disputaram prefeituras em 2012. É o menor contingente do partido desde 1996, quando disputou 1.077 prefeituras. Segundo dirigentes petistas, a redução é sintoma da crise provocada pela Lava Jato, o impeachment da presidente Dilma Rousseff e a proibição de doações empresariais às campanhas – defendida pelo partido. A queda acontece em todo o País. A exceção é o Piauí, com 70 nomes na disputa, ante 49 em 2012. Segundo o secretário nacional de Organização do PT, Florisvaldo Souza, o número crescerá até o fim do prazo de registro de candidaturas, no dia 15, mas ainda assim ficará abaixo do de 2012…


O Globo

Manchete : Maioria do Senado diz ser a favor do impeachment
Enquete mostra que ao menos 44 dos 81 senadores votarão contra Dilma
Plenário decide amanhã, por maioria simples, se aprova parecer pelo impedimento
A votação de amanhã no Senado deve reservar mais uma derrota para a presidente afastada, Dilma Rousseff. O plenário decidirá se a Casa é favorável ou não ao parecer da comissão especial que recomenda o impeachment de Dilma. Enquete feita pelo GLOBO mostra que pelo menos 44 dos 81 senadores são a favor do relatório e 18, contra. Dezesseis não opinaram e três não foram encontrados. O parecer será aprovado por maioria simples. (Pág. 3)

Odebrecht deve delatar caixa 2 para PSDB
Nas negociações para a delação premiada, executivos da Odebrecht disseram à força-tarefa da Lava-Jato que darão detalhes sobre como abasteceram campanhas eleitorais do PSDB em 2010 por caixa dois. (Pág. 4)

Aposentadoria de militares poderá mudar
O governo deixará militares de fora da reforma da Previdência, mas estuda fazer ajustes na carreira, como elevar o tempo de serviço de 30 para 35 anos e acabar com a idade compulsória para a aposentadoria. (Pág. 17)

Meninas da ginástica vão à final
As ginastas do Brasil repetiram o feito dos homens no dia anterior e também conquistaram um lugar entre as oito finalistas na prova por equipes. (Caderno Especial)

Ricardo Noblat
Ao mirar em Temer, delação de Odebrecht mostra que crise política está longe do fim. (Pág. 2)


O Estado de S. Paulo

Manchete : PT disputará menor número de prefeituras em 20 anos
Fim do financiamento empresarial, revelações da Lava Jato e impeachment de Dilma provocaram recuo
Levantamento preliminar da direção do PT mostra que o partido terá 1.135 candidatos a prefeito em outubro, uma redução de 35,5% ante os 1.759 petistas que disputaram prefeituras em 2012. É o menor contingente do partido desde 1996, quando disputou 1.077 prefeituras. Segundo dirigentes petistas, a redução é sintoma da crise provocada pela Lava Jato, o impeachment da presidente Dilma Rousseff e a proibição de doações empresariais às campanhas – defendida pelo partido. A queda acontece em todo o País. A exceção é o Piauí, com 70 nomes na disputa, ante 49 em 2012. Segundo o secretário nacional de Organização do PT, Florisvaldo Souza, o número crescerá até o fim do prazo de registro de candidaturas, no dia 15, mas ainda assim ficará abaixo do de 2012. (Política A4)

Impeachment na pauta do Senado
O plenário do Senado decide amanhã se dará andamento ao processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. A expectativa é de que a sessão dure até 30 horas. (A4)

Entrevista da 2a. – Rodrigo Janot : ‘Modelo de política está degenerado’
À frente da Lava Jato perante o Supremo Tribunal Federal, o procurador-geral afirma que as investigações revelaram “um modo degenerado de fazer política”. De acordo com ele, que defende a revisão da Lei do Abuso, a meta é acabar com a corrupção endêmica. (Política A7)

John Neschling já ganhou R$ 5,5 mi no Municipal
Notas fiscais entregues à CPI do Teatro Municipal na Câmara mostram que o diretor John Neschling escala a si mesmo para concertos. Em três anos, os serviços somam R$ 5,5 milhões. Neschling diz que seu contrato prevê direção e regência. (Metrópole A11)

Notas&Informações
Bons sinais, por enquanto – País precisa de investimentos muito maiores. O primeiro passo será vencer a crise política (A3)

Pretensão acintosa – Três associações de juízes entraram no STF para a cassação de aposentadoria não ser mais punição (A3)


Folha de S. Paulo

Manchete : Isenção fiscal para templos de SP atinge R$ 110 milhões
Valor do IPTU em um ano daria para construir um hospital ou 22 creches
A cidade de São Paulo deixa de arrecadar R$ 110 milhões por ano com a isenção de IPTU para igrejas, prevista na Constituição. Esse montante, calculado a partir do cadastro de imóveis da prefeitura, seria suficiente para construir um hospital ou 22 creches. A prefeitura, que recolhe R$ 6,5 bilhões por ano com o IPTU, estima que a isenção para igrejas some R$ 90 milhões. Na capital paulista, há 5.700 templos religiosos. Esse benefício fiscal é tema de debate no Congresso. A bancada religiosa tenta estendê-la a imóveis alugados, como já ocorre na capital paulista via lei municipal. Por outro lado, grupos defendem o fim de toda a isenção tributária concedida a entidades religiosas. Maior local de culto de São Paulo em área construída, o Templo de Salomão,da Igreja Universal, deve R$ 7,6 milhões em IPTU. Sem alvará definitivo, ainda sem imunidade. A Igreja Católica é a mais beneficiada — seus 730 imóveis custariam, por ano, R$ 17 milhões. (Cotidiano B11)

Cheque indica propina em caso da merenda de SP, diz investigação (Poder a6)

Mônica Bergamo
Presidente francês diz que se sente protegido contra ataques no Brasil
O presidente da França, François Hollande, foi a estrela da recepção oferecida a chefes de Estado na sexta (5) pelo presidente interino, Michel Temer, no Rio. “Todo país pode sofrer um ataque terrorista. Mas nós sabemos que o Brasil se preparou muito bem, nos sentimos seguros aqui.” (Ilustrada C2)

Editoriais
Leia “Matemática olímpica”, sobre custo-benefício dos Jogos do Rio, e “Insegurança eleitoral”, acerca de julgamento de Celso Russomanno no STF. (Opinião a4)


Edição: Equipe Fenatracoop, Segunda-Feira, 08 de Agosto de 2016

Compartilhe nossa Matéria