Manchete dos Jornais nesta segunda-feira, 18 de julho de 2016
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 18th julho 2016

Confirmada morte de brasileira em Nice
Um exame de DNA identificou ontem o corpo da carioca Elizabeth Cristina de Assis Ribeiro, de 30 anos, que morreu no atentado em Nice. A filha dela de 6 anos, Kayla, também morreu no atentado. Outras duas filhas de Elizabeth e o marido se salvaram. Mais dois brasileiros que estavam no momento do ataque continuam desaparecidos, segundo o Consulado do Brasil em Paris. Eles não tiveram as identidades divulgadas. Também ontem, a polícia francesa prendeu dois suspeitos de ajudarem o tunisiano Mohamed Lahouaiej Bouhlel no atentado que matou 84 pessoas com um caminhão…


O Globo

Manchete : Obama chama de covarde assassino de 3 policiais
Presidente pede moderação nas reações após novo ataque
Quarto episódio grave de violência em um mês envolvendo negros como autores ou vítimas gera temor de confrontos nos EUA
O assassinato de três policiais ontem na Louisiana, num confronto que deixou três agentes feridos, acirrou a tensão racial nos EUA. O autor dos disparos foi fuzileiro naval, tinha 29 anos e era negro, assim como um dos policiais mortos. As autoridades investigam se foi um ataque deliberado. O presidente Obama chamou o autor de covarde e pediu moderação nas reações. Em Cleveland, aumentaram as medidas de segurança para a convenção republicana, que começa hoje. (Págs. 18 e 19)

Presidente turco defende volta da pena de morte
Após retomar o controle do país, com a prisão de mais de seis mil pessoas, o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, defendeu o retorno da pena de morte, uma demanda de seus apoiadores, que pedem a execução de envolvidos na tentativa de golpe militar. Ontem, houve novos confrontos em um aeroporto de Istambul. “Vamos limpar o país desse vírus que afeta todas as instituições”, prometeu Erdogan. (Pág. 20)

Brasileira morreu em Nice
A morte da carioca Elizabeth Ribeiro no atentado em Nice foi confirmada pela família. Outras duas brasileiras estão desaparecidas. Mensagem no celular do terrorista Mohamed Lahouaiej Bouhlel mostra que ele pediu mais armas antes de jogar o caminhão contra a multidão. Ele enviou 84 mil euros à família, na Tunísia, reforçando indícios de premeditação. (Pág. 21)

Ligados ao terror tentaram credencial para Jogos
Forças Armadas participam de treinamentos de segurança
Quatro pessoas que pediram credenciamento para a Olimpíada têm comprovadamente ligação com o terrorismo e estão sendo monitoradas pelos serviços internacionais de inteligência, revelou ontem o “Fantástico”, da TV Globo. Suas nacionalidades e os crimes cometidos são mantidos em sigilo. Dos 460 mil pedidos de credenciamento, 11 mil foram recusados: 61 são de brasileiros com mandados de prisão por crimes diversos. Militares do Exército fizeram exercícios no Parque Olímpico, na Barra, enquanto fuzileiros navais foram à Zona Sul numa prévia do patrulhamento que será feito na Olimpíada. Houve ainda uma simulação da chegada de delegações e chefes de Estado para a cerimônia de abertura no Maracanã, no dia 5. (Págs. 6 e 7)

Crescem pedidos de leniência
Investigações de cartel iniciadas pelo Cade a partir da Lava-Jato fizeram crescer em 50%, nos últimos 3 anos, os pedidos de acordos de leniência por empresas. (Pág. 3)

Colunistas
RICARDO NOBLAT – Números do Datafolha são positivos para Temer (Pág. 2)

ANCELMO GOIS – Família Gouvêa Vieira quer a BR Distribuidora (Pág. 8)


O Estado de S. Paulo

Manchete : Diretor da Fiesp deve R$ 6,9 bi ao governo
Procuradoria da Fazenda acusa Laodse de Abreu de sonegação fiscal e cobra débito bilionário
O empresário Laodse de Abreu Duarte, diretor da Fiesp e presidente do Sindicato da Indústria de Óleos Vegetais, é o maior devedor da União entre as pessoas físicas, segundo levantamento do Estadão Dados. Sua dívida é de R$ 6,9 bilhões. É maior do que os débitos dos governos da Bahia e de Pernambuco individualmente com o Tesouro. Laodse já foi condenado à prisão por crime contra a ordem tributária, mas recorreu. Além de Laodse, aparecem no topo do ranking dois de seus irmãos, Luiz Lian e Luce Cleo. Quase a totalidade da dívida atribuída aos três irmãos diz respeito a um mesmo débito. Eles eram gestores do grupo empresarial familiar Duagro, que está sendo cobrado pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. Segundo a Fazenda, a empresa realizou supostas operações de compra e venda de títulos da Argentina e dos EUA, sem pagar impostos. Os irmãos negam sonegação e questionam as dívidas. (Política A4)

Empresário foi citado no esquema do mensalão
Um dos inquéritos sobre o mensalão indica que o esquema montado por Marcos Valério de Souza fez sete pagamentos a uma empresa de comércio e exportação de grãos ligada a Laodse Abreu Duarte. Ele nega. (A4)

Confirmada morte de brasileira em Nice
Um exame de DNA identificou ontem o corpo da carioca Elizabeth Cristina de Assis Ribeiro, de 30 anos, que morreu no atentado em Nice. A filha dela de 6 anos, Kayla, também morreu no atentado. Outras duas filhas de Elizabeth e o marido se salvaram. Mais dois brasileiros que estavam no momento do ataque continuam desaparecidos, segundo o Consulado do Brasil em Paris. Eles não tiveram as identidades divulgadas. Também ontem, a polícia francesa prendeu dois suspeitos de ajudarem o tunisiano Mohamed Lahouaiej Bouhlel no atentado que matou 84 pessoas com um caminhão. (Internacional A8)

Perfil – Deltan Dallagnol : O ‘pregador’ da Lava Jato
Deltan Dallagonl, procurador chefe da Lava Jato, se dedica a viajar pelo País para divulgar a campanha Dez Medidas contra a Corrupção. Ele já fez mais de 150 palestras sobre o combate ao crime. (Política A5)

Petros perde R$ 6,7 bi com investimentos
O fundo de pensão dos funcionários da Petrobrás (Petros) teve rombo de R$ 6,7 bilhões nos investimentos em empresas em 2015, considerando as maiores perdas. O valor representa 11% do patrimônio do fundo. Os maiores prejuízos foram registrados com as participações na Sete Brasil, Usina de Belo Monte, Invepar, Vale, BRF Foods e JBS. (B1)

Voo nacional passa a ter revista mais rígida (Metrópole A12)

Direto da Fonte
DEMOCRACIA LIBERAL ESGOTADA
Futuro embaixador do Brasil em Washington, Sérgio Amaral diz que partidos, nos EUA e Europa, não captaram as insatisfações da sociedade. (Caderno2 C2)

José Roberto de Toledo
Façam suas apostas – A eleição para prefeito de São Paulo será uma disputa entre candidatos rejeitados ou desconhecidos pela maioria da população. (Política A6)

Notas&Informações
O ajuste e os impostos – Plano de estabilização sem aumento de impostos será novidade no País, bem-vinda, mas incerta (A3)

Anos de desperdício – Os anos de lulopetismo no governo foram tempos nos quais se viveu com os olhos atados ao presente (A3)


Folha de S. Paulo

Manchete : Só privatização está descartada, afirma chefe da Petrobras
Pedro Parente diz que gestão compartilhada de áreas é alternativa eque estatal era liderada por “desonestos”
O presidente da Petrobras, Pedro Parente, afirma que não haverá “dogmas” na venda de ativos da estatal e admite estudar o controle compartilhado com o setor privado de algumas subsidiárias, como a BR Distribuidora ou a Transpetro. “Na hipótese de a gente abrir a maior parte do controle, é com cocontrole.” Dogma, para Parente, é apenas a privatização da estatal, que está descartada. “Não acho que a sociedade brasileira esteja madura para sequer discutir, isso sim é dogma, a privatização da Petrobras”, afirma. Em entrevista à Folha, Parente diz que a Petrobras só abrirá mão de parte do controle de algumas áreas de atuação se forem respeitadas três condições: maximizar o valor dos ativos, preservar a empresa verticalizada e manter os seus interesses estratégicos. Para o executivo, os diretores envolvidos no esquema do petrolão “foram escolhidos com a intencionalidade” de praticar crimes e que uma das razões da crise foi “fazer deliberadamente a escolha desses desonestos para liderar a empresa”. Parente afirma que a estatal conseguiu resolver“uma hemorragia”. “Mas ainda há problemas complicados, e a síntese deles é o nível de endividamento.” (Pág. a12)

Mãe de brasileira desaparecida em Nice relata aflição durante a espera (Mundo a9)

Mais 3 policiais são mortos nos EUA, e tensão racial aumenta
Três policiais foram mortos ontem em tiroteio na cidade de Baton Rouge (EUA). A polícia identificou o estudante Gavin Long, 29, morto no confronto, como autor dos disparos. Na mesma cidade, a morte de um negro pela polícia 12 dias antes causou revolta. Não se sabe se há ligação entre os casos, mas o fato, condenado pelo presidente Barack Obama, eleva a tensão racial no país. (Mundo a8)

Chega a 6.000 o número de presos após a tentativa de golpe na Turquia (Mundo a10)

Foto-legenda : Ensaio geral
Soldados do Exército patrulham área próxima ao Maracanã; houve bloqueio de ruas ontem para simulação da chegada de esportistas e autoridades ao estádio, palco da abertura dos Jogos Olímpicos do Rio no dia 5 de agosto (Esporte B3)

Valdo Cruz
Caso permaneça, Temer precisará mostrar a que veio
O clima desanuviou e o governo Temer desperta agora mais otimismo na reta final de sua primeira batalha decisiva: o julgamento do impeachment de Dilma Rousseff. Superada, ele deve mostrar a que veio. (Opinião a2)

Editoriais
Leia “A próxima reforma”, sobre mudanças nas leis trabalhistas, e “Marginais mais seguras”, a respeito de queda no número de mortes nessas vias. (Opinião a2)


Edição: Equipe Fenatracoop, Segunda-Feira, 18 de Julho de 2016

Compartilhe nossa Matéria