Manchete dos Jornais nesta segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 29th fevereiro 2016

PT perde simpatizantes
Pesquisa inédita do Ibope aponta que a taxa dos que se declaram petistas bateu 12% em fevereiro. É igual à de junho de 1988, informa José Roberto de Toledo. Pela 1ª vez desde 2000, o PMDB empatou com o PT….
Um País paralisado – Mudança de governo, se houver, não resulta em mudança do cenário econômico no curto prazo. Melhoras, se houver, só depois da virada do semestre…
Cinismo vencerá medo de devolver país à degradação
A esperança venceu o medo, dizia bordão de Lula em 2002. O cinismo, 14 anos depois, está prestes a derrotar o medo e a vergonha de lançar o país de volta ao baixo desenvolvimento e às expectativas reprimidas.
No NE, famílias abandonam bebês com microcefalia
Crianças com microcefalia têm sido abandonadas no Nordeste. Com as dificuldades trazidas pelo aumento de casos da má-formação, que pode estar associada ao zika, mães deixam os recém-nascidos e o Conselho Tutelar vem acolhendo bebês logo após o nascimento..


O Globo

Manchete: Rio tem maior taxa de mortes no SUS desde 1984
Estado registrou 6,57 óbitos por 100 mil habitantes contra média nacional de 4,2
Maioria dos casos ocorridos entre 2008 e 2015 foi por ‘causa indeterminada’; escassez de legistas seria uma das razões
O Estado do Rio registrou, no ano passado, a maior taxa de mortalidade do país no Sistema Único de Saúde (SUS) desde 1984, quando se iniciou a série histórica. A maioria dos óbitos de 2008 a 2015, porém, não teve causa mortis definida. Uma das razões sugeridas é a escassez de legistas. A taxa de mortalidade no estado foi de 6,57 para cada 100 mil pessoas, enquanto a média nacional ficou em 4,2. Além do Rio de Janeiro, que sempre esteve à frente no índice, os estados com as maiores taxas de mortalidade são Rio Grande do Sul e São Paulo. As menores taxas ficam no Maranhão, no Pará e em Rondônia. (Pág. 4)

Tensão marca prévias do PSDB em São Paulo
Brigas tumultuaram a escolha do candidato a prefeito de São Paulo, e a PM foi chamada para acompanhar a contagem de votos, que seguia até o fim da noite. Líderes do partido defendem prévias para a eleição de 2018. (Pág. 3)

Ideia de mudar leis trabalhistas gera polêmica
Defendida pelo presidente do TST, Ives Gandra Filho, a proposta de que a negociação se sobreponha à lei trabalhista tem apoio dos empresários, foi criticada por trabalhadores e divide parlamentares. (Pág. 14)

Agência do governo estuda reduzir diárias (Pág. 4)

Ricardo Noblat
Em que momento de sua história o PT se perdeu? (Pág. 2)


O Estado de S. Paulo

Manchete : Sob pressão, ministro da Justiça decide deixar cargo
José Eduardo Cardozo demonstra aborrecimento com ataques de Lula e do PT à atuação da Polícia Federal
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, decidiu deixar o governo. Pressionado pelo PT após rumores de que o ex-presidente Lula seria alvo de quebra de sigilos bancário, telefônico e fiscal no âmbito da Operação Lava Jato, Cardozo se sente injustiçado e resolveu entregar o cargo à presidente Dilma Rousseff. No sábado, na festa de 36 anos do PT, Lula se queixou de estar sendo perseguido pela Polícia Federal e pelo Ministério Público. A amigos com quem conversou ontem, Cardozo não escondeu aborrecimento com os ataques e afirmou que o PT não entende o seu papel quando fala em falta de controle sobre a PF. O ministro diz que a corporação tem autonomia para investigar e ele só pode atuar em caso de violação de direitos. Em 2015, Cardozo chegou a comunicar a Dilma a intenção de deixar o cargo, mas atendeu a apelo da presidente e permaneceu no ministério. (Política A5)

PT perde simpatizantes
Pesquisa inédita do Ibope aponta que a taxa dos que se declaram petistas bateu 12% em fevereiro. É igual à de junho de 1988, informa José Roberto de Toledo. Pela 1ª vez desde 2000, o PMDB empatou com o PT. (Pág. 6)

Brigas marcam prévias do PSDB para a Prefeitura de SP
As prévias para indicação do candidato do PSDB à Prefeitura de SP foram marcadas por tumulto e agressões entre simpatizantes dos três candidatos: o empresário João Doria, o vereador Andrea Matarazzo e o deputado Ricardo Tripoli. A apuração da votação entrou pela madrugada de hoje. Diante dos confrontos, integrantes do partido admitiram a dificuldade de se recompor a base até outubro. No fim do dia, aliados de Matarazzo e de Tripoli se uniram para tentar impugnar a pré-candidatura de Doria. (Política A4)

Alckmin quer disputa para 2018
O governador Geraldo Alckmin defendeu ontem que o PSDB realize prévias também para definir o futuro candidato ao Palácio do Planalto. (Pág. A4)

Cresce número de empresas que não evitam a falência
A forte retração da economia acelerou a quebra de empresas que entraram em recuperação judicial em 2015. Sem acesso ao crédito e com o consumo em queda, elas não conseguiram aprovar planos de recuperação – ou não cumpriram a legislação – e entraram em falência. Dados do Instituto Nacional de Recuperação Empresarial mostram que a fatia das que fracassaram na recuperação judicial aumentou de 25%, em 2014, para 38%, em 2015. Os setores mais afetados pela crise foram comércio, serviços e indústria. (Economia B5)

No NE, famílias abandonam bebês com microcefalia
Crianças com microcefalia têm sido abandonadas no Nordeste. Com as dificuldades trazidas pelo aumento de casos da má-formação, que pode estar associada ao zika, mães deixam os recém-nascidos e o Conselho Tutelar vem acolhendo bebês logo após o nascimento. (Metrópole A11)

CPF de dependente de 14 anos constará no IR (Economia B8)

Jorge J. Okubaro
Um País paralisado – Mudança de governo, se houver, não resulta em mudança do cenário econômico no curto prazo. Melhoras, se houver, só depois da virada do semestre. (Economia B2)

Notas&Informações
De que foge Lula? – É justo esperar que Lula preste esclarecimentos, mas ele decidiu refugiar-se no silêncio (A3)
Era preciso ganhar em Minas – Para ter Fernando Pimentel como cabo eleitoral de Dilma, PT não poupou esforços no Estado (A3)


Folha de S. Paulo

Manchete: Maioria veta o aborto até em casos de microcefalia
51% rejeitam e 39% aprovam direito se houver má-formação, revela Datafolha
A maioria dos brasileiros acha que mulheres infectadas pelo vírus da zika não têm o direito de abortar, mesmo se for confirmada a microcefalia no bebê. Datafolha mostra que,para 58%, gestantes que tiveram zika não devem interromper a gravidez, contra 32% a favor. Não opinaram 10% dos pesquisados. A rejeição majoritária ao aborto cai um pouco no cenário da má-formação já detectada: 51% são contrários, nesse caso,e 39%, a favor. Esses índices de reprovação são inferiores aos de novembro de 2015, quando pesquisas em relação com as doenças mostrou que 67% da população condenava a prática, contra 11%. O levantamento, feito em 171 municípios, com 2.768 entrevistas, aponta ainda que os brasileiros responsabilizam os governos pelo surto de zika, mas culpam mais a própria população. Epicentro da doença, o Brasil já conta 583 casos de microcefalia. (Cotidiano B6)

Oponentes de João Doria pedem sua impugnação
Oponentes de João Doria Jr. pediram a impugnação de sua pré-candidatura à Prefeitura de São Paulo pelo PSDB. Eles acusaram o empresário de abuso de poder econômico e propaganda irregular. Doria, Andrea Matarazzo e Ricardo Tripoli disputaram neste domingo (28) a indicação a candidato do partido. A apuração atrasou após votação marcada por briga de militantes. (Poder A8)

Foto-legenda: S.O.S. urgente
Vírus da zika é produzido na USP e distribuído a grupos de estudo de todo o país; cientistas paralisaram suas pesquisas para se dedicar ao surto (Ciência B11)

Lula prioriza sua defesa e deixa Dilma em 2º plano
Na fase de maior fissura entre Lula e Dilma, o petista enviou recado à sucessora dizendo que vai se concentrar em levantar a imagem do PT e defender-se. Lula é investigado por tráfico de influência. O ex-presidente disse a aliados que Dilma não está comprometida com o projeto partidário. Lula estipulara junho para decidir sobre sua candidatura em 2018, mas desistiu desse prazo. (Poder A4)

Vinicius Mota
Cinismo vencerá medo de devolver país à degradação
A esperança venceu o medo, dizia bordão de Lula em 2002. O cinismo, 14 anos depois, está prestes a derrotar o medo e a vergonha de lançar o país de volta ao baixo desenvolvimento e às expectativas reprimidas. (Opinião A2)

Israel deve investir US$ 300 mil para atrair brasileiros

Em 2016, Israel vai investir US$ 300 mil no apoio à imigração de brasileiros ao país, em geral membros da comunidade judaica. O motivo é o aumento de 58% no número de imigrantes brasileiros em 2015. Com a crise no Brasil, a previsão é de novo aumento. (Mundo A12)

Editoriais

Leia “Terrorismo legislativo”, a respeito de projeto que tipifica o delito, e “Bendita herança”, acerca de aumento da cobrança de imposto estadual. (Opinião A2)


Edição: Equipe Fenatracoop, Segunda-Feira 29 de Fevereiro de 2016

Compartilhe nossa Matéria