Manchete dos Jornais nesta segunda-feira, 30 de novembro de 2015
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 30th novembro 2015

ESQUEMA NA RECEITA ESTADUAL
Apuração da Publicano ainda não avançou para fora da região de Londrina
OPERAÇÃO PUBLICANO
Para o MP, primo distante de Richa é o chefe do esquema da Publicano
OPERAÇÃO PUBLICANO
Propina da Receita Estadual teria sido dividida entre fiscais e caixa 2…


O Globo

Manchete: MP investiga anotação que cita propina do BTG a Cunha
STF prorroga prisão de André Esteves, que renuncia ao comando do banco
Manuscrito apreendido pela PF na casa de assessor de Delcídio Amaral diz que banqueiro pagou R$ 45 milhões ao deputado e a outros peemedebistas por uma medida provisória; presidente da Câmara afirma que acusação é ‘absurda’
O ministro Teori Zavascki, do STF, converteu ontem em preventivas as prisões do banqueiro André Esteves, principal acionista do banco BTG Pactual, e de Diogo Ferreira, chefe de gabinete do senador Delcídio Amaral (PT-MS). Eles ficarão detidos por tempo indeterminado. Em seu pedido para a manutenção das prisões, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, cita anotações apreendidas na casa de Ferreira, dizendo que Esteves pagou R$ 45 milhões a Cunha e a outros parlamentares do PMDB em troca da aprovação de uma medida provisória de interesse do banco. Cunha nega e afirma que a acusação é “absurda” O Ministério Publico Federal vai investigar o caso. Após a prorrogação de sua prisão, André Esteves renunciou ontem à presidência do conselho e à direção executiva do BTG Pactual. (Págs. 3 e 18)

ONU quer meta agressiva contra aquecimento
Pouco depois da abertura simbólica da Conferência do Clima (COP-21), numa Paris em estado de alerta contra atos terroristas, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que as propostas dos 195 países representados na cúpula são insuficientes para limitar o aquecimento global em até 2°C neste século. Ele propôs uma revisão das metas antes de 2020: “Temos de fazer mais e depressa”. Ontem, houve 2.300 protestos no mundo para cobrar um acordo contra as mudanças climáticas. No Rio, uma caminhada na Zona Sul reuniu três mil manifestantes. Grupos chamavam a atenção para a tragédia de Mariana. (Pág. 20 e editorial “Em Paris, nova chance para conter o aquecimento global”)

Mícrocefalia: Pernambuco em alerta
Pernambuco e a prefeitura do Recife decretaram ontem estado de emergência para enfrentar o aumento dos casos de microcefalia e a epidemia de dengue, cujos vírus são transmitidos pelo Aedes aegypti. (Pág. 20)

Levy: Brasil vive emergência fiscal
Em entrevista, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, diz que o país vive “emergência fiscal” mas que, mesmo com o bloqueio de R$ 10,7 bi, gastos essenciais serão pagos. (Pág. 17)


O Estado de S. Paulo

Manchete: Documento diz que BTG pagou R$ 45 milhões a Cunha
Anotação aponta suposto pagamento de propina para alterar MP que beneficiaria o banco de André Esteves
Um documento obtido pelos investigadores da Lava Jato aponta suposto pagamento de R$ 45 milhões em propina ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para alterar uma medida provisória que beneficiaria o banco BTG Pactual, de André Esteves. O papel foi encontrado na casa do chefe de gabinete do senador Delcídio Amaral (PT-MS), Diogo Ferreira, em busca feita na semana passada. E consta no pedido da Procuradoria-Geral da República encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF) para pedir a substituição da prisão temporária de Esteves e Ferreira por prisão preventiva, sem prazo para expirar. O pedido foi aceito ontem pelo ministro do STF Teori Zavascki. Em nota, o BTG negou ter feito o pagamento. Cunha desmentiu o documento. (Política, pág. A4)

Ativo à venda
O BTG Pactual negocia a venda, por cerca de R$ 2 bilhões, de sua participação na rede de hospitais D’Or. (Economia, págs. B1 e B3)

Governo corta passagens, diárias, bolsas e investimentos
Com o corte de mais de R$ 10,7 bilhões do orçamento, o Executivo não pagará, a partir de hoje, despesas como passagens aéreas e diárias aos servidores. Suspenderá também investimentos e o financiamento de novas bolsas de estudo e ações de fiscalização. E está autorizado a atrasar a quitação de contas de água, luz e telefone. Apenas o Bolsa Família fica fora dos cortes. (Economia, pág. B9)

Planalto convoca base para aprovar meta fiscal
O Planalto convocou a base aliada para aprovar amanhã a redução da meta fiscal de 2015. Pelo projeto, o governo pode ter como meta déficit primário de R$ 51,2 bilhões, mas que poderá ir a R$ 119,9 bilhões com o pagamento das pedaladas fiscais. (Política, pág. A5)

Com surto de microcefalia, PE decreta emergência
O governo de Pernambuco decretou situação de emergência a partir de terça-feira. A medida surge em meio à epidemia de microcefalia no Estado, que detém o maior número de casos do País. No sábado, o Ministério da Saúde divulgou nota confirmando o vínculo entre a doença e o zika vírus. (Metrópole, pág. A16)

Foto-legenda: Ativistas e polícia se enfrentam em Paris
Policiais entraram em confronto com ambientalistas durante a COP 21, Conferência do Clima da ONU, em Paris. A tropa usou gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes, que contrariavam a proibição de aglomerações após os atentados de 13/11. ONU garante que a COP 21 chegará a um tratado obrigatório. (Metrópole, págs. A13 e A14)

Reservatório é esvaziado por risco de novo acidente
O reservatório da usina hidrelétrica Risoleta Neves (Candonga), em Santa Cruz do Escalvado, a 100 km de Mariana (MG), está sendo esvaziado às pressas por causa do risco de rompimento da barragem de Germano, estrutura da Samarco que ameaça ruir. A ideia é que, caso Germano estoure, o reservatório, que tem capacidade para 544 milhões de metros cúbicos, sirva como barreira de contenção para a lama, impedindo que ela siga pelo Rio Doce, a exemplo do que ocorreu com os rejeitos das barragens Fundão e Santarém, da Samarco. (Metrópole, pág. A15)

Direto da Fonte: Samarco ainda não causa do desastre
O presidente da Samarco, Ricardo Vescovi, ainda não sabe o que provocou o rompimento da Barragem do Fundão, resultando no maior desastre ambiental do País. Ele diz que há estudos em andamento, mas que requerem tempo para chegar a uma conclusão. (Caderno 2, pág. C2)

Lúcia Guimarães: Três Brasis
O primeiro, recém-saído da ditadura, se beneficiava de baixas expectativas. O segundo era falso. O terceiro é produtor de lama metafórica e real. (Caderno 2, pág. C8)

Notas & Informações
A Lava Jato dos políticos
O que não pode ocorrer é que inquéritos envolvendo políticos fiquem estagnados. (Pág. A3)

Barreiras e incompetência
O Brasil perde espaço no mercado mundial, mas é um dos campeões na criação de barreiras. (Pág. A3)


Gazeta do Povo

Manchete: Delegado da Receita arrecadou para campanha, afirma delator.

MENTE
Pesquisa mostra relação entre transtorno bipolar e danos ao cérebro
PROBLEMAS
Escolas evitam estudantes deficientes e estão despreparadas, diz mãe
INCLUSÃO
Negar matrícula a aluno deficiente passa a ser crime
VIAGEM
Antes da COP 21, Dilma passa um dia em Paris sem agenda oficial
GREVE DE ÔNIBUS
Às vésperas de reunião para evitar greve, empresas e Urbs trocam farpas
CLIMA
Acordo da COP 21 será obrigatório
ORÇAMENTO
“Não tem recurso para sobreviver até o fim de 2016”, relator da Saúde no orçamento federal
ESQUEMA NA RECEITA ESTADUAL
Apuração da Publicano ainda não avançou para fora da região de Londrina
OPERAÇÃO PUBLICANO
Para o MP, primo distante de Richa é o chefe do esquema da Publicano
OPERAÇÃO PUBLICANO
Propina da Receita Estadual teria sido dividida entre fiscais e caixa 2
LAVA JATO
STF converte prisão temporária de André Esteves em preventiva
LAVA JATO
Família e amigos aconselham Delcídio a fazer delação premiada
INCONFIDÊNCIAS DO SENADOR
Conversa gravada de Delcídio vai de Romário à ‘rainha da Inglaterra’ da Petrobras
ELEIÇÕES
PDT lança Fruet à reeleição e aposta em Osmar Dias para 2018
COMÉRCIO EXTERIOR
Novo presidente argentino dá esperança a exportadores
BANCOS
BTG deve vender fatia na Rede D’Or por quase R$ 2,5 bi


Zero Hora

Manchete: BTG Pactual teria pago R$ 45 milhões para Cunha modificar MP
Informação está em anotação apreendida com chefe de gabinete do senador Delcídio Amaral. André Esteves, com prisão prorrogada pelo STF, renunciou à presidência do banco. (Notícias, págs. 8, 11 e 12)

Microcefalia tem relação com zika vírus, diz ministério
No RS, governo pedirá apoio do Exército para combater mosquito Aedes aegypti. (Sua Vida, pág. 33)

COP21 sob mau tempo
Ativistas e polícia se enfrentam em Paris, onde começa hoje a Conferência do Clima, 17 dias depois de atentados terroristas e da proibição de aglomerações. (Notícias, pág. 20)


Folha de S. Paulo

Manchete: Anotação indica que BTG pagou R$ 45 mi a Cunha por emenda
Apreensão da PF é base para manter preso André Esteves, que renuncia à presidência do banco
Papel em poder da Procuradoria-Geral da República afirma que o banco BTG Pactuai pagou R$ 45 milhões ao deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para ver interesse do banco de André Esteves atendido em emenda a medida provisória. Neste domingo (29), o STF acatou pedido da PGR para que o banqueiro permanecesse preso.
A anotação que envolve Cunha foi encontrada pela PF na casa de Diogo Ferreira, chefe de gabinete do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), preso com ele na quarta-feira passada (25) no escopo da Operação Lava Jato. O texto descreveria manobras de Delcídio para tentar soltar o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.
“Em troca de uma emenda à medida provisória n° 608, o BTG Pactual, proprietário da massa falida do banco Bamerindus, o qual estava interessado em utilizar os créditos fiscais de tal massa, pagou ao deputado federal Eduardo Cunha a quantia de 45 milhões de reais”, diz a PGR no pedido de manutenção da prisão.
O presidente da Câmara considerou “absurdo” existir papel ligando seu nome ao recebimento de dinheiro do BTG. “Parece armação.” 0 banco nega que a emenda tenha beneficiado seus negócios. 0 advogado de Esteves, Antônio Carlos de Almeida Castro, afirmou que não poderia comentar por não ter acesso ao processo.
Com a confirmação de que ficará preso por tempo indeterminado, o banqueiro renunciou aos cargos de presidente executivo e de presidente do Conselho de Administração do BTG Pactuai. Além da troca de comando, os sócios discutem a compra da fatia de 28,8% de Esteves e sua saída da instituição. (Poder, pág. A4)

Paris se torna ‘cidade sitiada’ para início da cúpula do clima
A conferência que vai debater o futuro climático do planeta começa nesta segunda (30) com esquema redobrado de segurança em Paris. Foram mobilizados 120 mil soldados e policiais para proteger cerca de 150 chefes de Estado e de governo aguardados na abertura. Manifestação neste domingo terminou em confronto com a polícia. (Mundo, pág. A11)

Entrevista da 2ª – Ban Ki-moon
Nenhum país pode se omitir na ação contra o efeito estufa
A conferência do clima em Paris precisa unir todos os governantes no esforço de reduzir o aquecimento global. “Nenhum país pode se omitir”, afirma o sul-coreano Ban Ki-moon, secretário-geral das Nações Unidas. “Não há mais incerteza científica, e os líderes reconhecem que o futuro é de quem avançar para a economia de baixo carbono”. (Pág. A14)

Dilma Rousseff: Brasil e Argentina estão mais bem preparados hoje
Há 30 anos, com a Declaração de Iguaçu, Argentina e Brasil tiveram a virtude de reconhecer que, unidos, incrementariam significativamente a capacidade de superar barreiras. A interlocução fluida com o governo argentino é fundamental para que possamos seguir defendendo nossos interesses no cenário internacional. (Opinião , pág. A3)

Pernambuco decreta emergência contra zika
Após o Ministério da Saúde confirmar a relação da microcefalia com o vírus zika, os Estados começam a se mobilizar. Pernambuco decretou neste domingo (29) estado de emergência devido ao aumento de casos de chikungunya e zika, transmitidos como a dengue pelo mosquito Aedes aegypti.
Em São Paulo, o teste para zika estará disponível nas próximas semanas. “A situação é extremamente grave. É como foi na Aids”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, David Uip.
Em Salvador (BA), haverá mutirão de ultrassons em bebês que nasceram com microcefalia. (Cotidiano, pág. B5)

Vinicius Mota
Dilma pode escolher entre o ocaso com Lula e a ruptura para se salvar. (Opinião, pág. A2)

Editoriais
Leia “O campo e a cidade”, a respeito do deficit da Previdência voltada para trabalhadores rurais, e “Palco iluminado”, sobre a ineficácia das CPIs. (Opinião, pág. A2)


Edição: Equipe Fenatracoop, 30 de Novembro de 2015

Compartilhe nossa Matéria