Manchete dos Jornais nesta sexta-feira, 11 de março de 2016
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 11th março 2016

Sem a renúncia da presidente, não há como cessar crise
Somente uma ampla recomposição política reverterá o quadro alarmante que se desenha nos últimos dias. E, sem a renúncia da presidente Dilma, não há possibilidade de construção de um mínimo consenso em torno de medidas urgentes para estancar o esfacelamento político e econômico em curso. Esse é o caminho mais breve, menos traumático e mais seguro para a democracia brasileira. O Brasil não pode esperar mais…


O Globo

Manchete : MP pede prisão de Lula; oposição sugere cautela
Promotores alegam incitação à violência e risco à ordem pública
Defesa condena ‘espetáculo’ e argumentos frágeis
PSDB critica falta de fundamentos e vê medida extrema

Está nas mãos da juíza Maria Priscilla Ernandes, da 4ª Vara Criminal de São Paulo, decisão sobre o destino político do ex-presidente Lula. Em ato inédito na história recente do Brasil, o Ministério Público do estado pediu a prisão preventiva de um ex-presidente. Ao justificar o pedido, os promotores sustentaram que Lula poderia “movimentar sua rede violenta de apoio, para evitar que processo-crime que se inicia tenha seu curso natural”. A defesa do ex-presidente afirmou que o MP tenta “amordaçar um líder político”. A atitude dos promotores gerou críticas até mesmo da oposição, que não viu fundamentos no pedido, e recomendou prudência. Lula, denunciado anteontem pelos crimes de ocultação de patrimônio e falsidade ideológica, no caso do tríplex em Guarujá, no litoral paulista, recebeu ontem mesmo convite da presidente Dilma para ocupar a Casa Civil, o que lhe garantiria foro privilegiado. Ele teria, no entanto, rejeitado a oferta. (Págs. 3 a 8)

Em ‘estado de alerta’, militantes pressionarão juíza
Movimentos sociais e centrais sindicais decretaram ontem “estado de alerta” em defesa do ex-presidente Lula e planejam ir hoje ao prédio do Tribunal de Justiça de São Paulo, para pressionar a juíza Maria Priscilla a não aceitar o pedido de prisão preventiva. Os militantes acusam o Ministério Público de provocação às vésperas das manifestações de domingo. (Pág. 6)

Procuradores dizem que há erro em pedido
Procuradores e promotores reagiram ao pedido de prisão do ex-presidente Lula, que classificaram de “erro grave”. Juristas ouvidos pelo GLOBO não viram necessidade para o pedido, temem a banalização da prisão preventiva e veem “condução passional” da investigação sobre a relação entre Lula e o tríplex de Guarujá. (Pág. 8)

PMDB vai liberar voto da bancada
Em convenção amanhã, o PMDB decidirá que o compromisso do partido é com o país, não com o governo. A nova linha de conduta deve liberar os parlamentares para votarem contra o governo. (Pág. 10)

Treze contas de Cunha são investigadas
Inquéritos no Supremo Tribunal Federal apuram a relação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), com 13 contas no exterior, que teriam sido abastecidas com dinheiro desviado da Petrobras, informa VINICIUS SASSINE. (Pág. 9)

STF dá indulto a mensaleiros
Delúbio Soares e João Paulo Cunha estão livres. (Pág. 8)

Repatriação deve chegar a US$ 75 bi
Com o cerco internacional à evasão de divisas, a lei brasileira que facilita repatriação de recursos deve ter adesão maior que o previsto e movimentar até US$ 75 bilhões (Pág. 21)

Zika na cidade do Rio – Região da Barra tem 16% dos casos
A cidade teve 8.127 casos de zika em janeiro e fevereiro, dos quais 16% foram na Barra da Tijuca e em Jacarepaguá. Depois, vem a área de Campo Grande. Já o estado, até agora, ainda não faz a notificação da doença, que é obrigatória desde 2015. (Pág. 13)

Câncer de mama recua em 11 dias
Combinação de dois medicamentos encolheu significativamente ou eliminou tumores de um tipo particularmente agressivo de câncer de mama em pouco
mais de um quarto das pacientes, em 11 dias. (Pág. 28)

Colunistas
Ilimar Franco – Convite a Lula teve intenção de mostrar unidade com PT (Pág. 2)
Merval Pereira – Pedido de prisão ofusca acusações substantivas contra Lula (Pág. 4)
Nelson Motta – Escolhas diante da crise são o pior dos mundos (Pág. 10)
Roberto F. Werneck – Governo está como edifício prestes a desabar (Pág. 18)


O Estado de S. Paulo

Manchete : Promotoria pede prisão de Lula e dificulta ida para o Ministério
Ex-presidente cogita integrar o governo, o que lhe daria foro privilegiado, mas defesa teme que seja acusado de obstruir Justiça
O Ministério Público de São Paulo pediu a prisão preventiva do ex- presidente Lula. Ele é acusado de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica por supostamente ocultar a posse de um apartamento tríplex – registrado em nome da empreiteira OAS. O pedido se estende ao ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, ao empreiteiro Léo Pinheiro, da OAS, e a outros dois investigados do caso Bancoop. A juíza Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira, da 4.ª Vara Criminal da capital, vai decidir se manda prender o ex-presidente. Nos últimos dois dias, ele passou a considerar a possibilidade de assumir um ministério. Ontem, recusou convite para substituir Jaques Wagner na Casa Civil por entender que passaria a impressão de estar tentando fugir da Justiça. Mas a ideia de integrar o governo não está descartada. Lula pretende esperar a definição da Justiça sobre o pedido de prisão e as manifestações de domingo para decidir. Se virar ministro, Lula ganha foro privilegiado e só poderá ser preso ou processado com autorização do STF. Mas há dúvida entre advogados do PT se Lula pode aceitar um ministério antes de a Justiça decidir sobre a prisão. O temor é de que ele e Dilma sejam acusados de obstruir a Justiça. (Política A4)

Análise
Eliane Cantanhêde – Atravessaram o samba
Os promotores que pediram a prisão preventiva de Lula atravessaram o samba, enfraqueceram a Lava Jato e fortaleceram o discurso de vitimização do ex-presidente. (Pág. 8)

Presidente do PT diz que pedido é ‘tresloucado’
O presidente nacional do PT, Rui Falcão, classificou o pedido de prisão preventiva de Lula de “tresloucado”. Em texto, o Instituto Lula afirmou que o promotor Cássio Conserino “dá mais uma prova de sua parcialidade”. (Pág. A4)

Temer e Aécio articulam aliança de PMDB e PSDB
O vice-presidente da República e presidente do PMDB, Michel Temer, conversou com o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), para reforçar com ele a estratégia de reaproximação dos dois partidos. Segundo relatos, o tucano considerou que o mandato da presidente Dilma Rousseff já se exauriu. Ontem, em conversas com integrantes de seu partido, o vice foi orientado a manter o discurso de unidade do PMDB. A estratégia é transmitir a imagem de que Temer seria o centro de uma futura coalizão em caso de impeachment de Dilma. (Pág. A8)

Ministro do TCU quer incluir Dilma no caso Pasadena
O ministro-substituto do TCU André Luís de Carvalho pediu a inclusão da presidente Dilma Rousseff e outros ex-conselheiros de administração da Petrobrás entre os responsáveis por prejuízos de US$ 792 milhões na compra da refinaria. (Pág. A7)

União prepara novos aumentos de impostos
O governo avalia a elevação de tributos caso o Congresso não aprove a recriação da CPMF. IPI e IOF, que podem ser alterados sem aprovação do Legislativo, são considerados opções para cobrir receita prevista de R$ 10 bilhões. (Economia B1)

STF concede indulto a João Paulo e Delúbio (Política A10)

Entidades pedem maior proteção para jornalistas (Política A8)

Fernando Gabeira
De paz e amor a jararaca – Vou para a rua porque acho que é o lugar onde devem estar todos os que queiram tirar o Brasil do buraco e encerrar este triste episódio histórico (Espaço Aberto A2)

Notas&Informações
Percalços de uma alma honesta – Foi o próprio Lula quem criou as evidências contra as quais nenhum argumento se sustenta (A3)
Sobra inflação, falta governo – Os dirigentes do BC cometerão irresponsabilidade se afrouxarem o controle da moeda e do crédito (A3)


Folha de S. Paulo

Manchete : Promotoria de SP pede prisão de Lula
Petista ameaça investigação sobre tríplex, diz acusação; defesa critica parcialidade e especialistas veem fragilidade na ação
O Ministério Público de São Paulo pediu a prisão preventiva do ex-presidente Lula com a denúncia apresentada na quarta (9), em que o petista é acusado de ocultação de patrimônio e de falsidade ideológica. Os promotores Cassio Conserino, José Carlos Blat e Fernando Henrique Araújo afirmam que a prisão de Lula é necessária porque ele pode destruir provas, agir para evitar a aplicação da lei e tumultuar o processo por meio de sua rede política. A análise do pedido caberá à juíza Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira, da 4ª Vara Criminal de São Paulo. Para especialistas, as bases da ação judicial são frágeis. Segundo os investigadores, a construtora OAS gastou cerca de R$1 milhão com obras em um tríplex em Guarujá cujos beneficiários seriam Lula e sua família. Para eles, o ex-presidente é o verdadeiro dono do imóvel. Após o pedido, interlocutores da presidente Dilma voltaram a tentar convencer Lula a tornar-se ministro, cargo com foro privilegiado. A Folha apurou que o governo atribuiu o pedido de prisão a essa articulação. O Instituto Lula afirma haver provas de que o petista não é o dono do tríplex. Critica também a parcialidade da acusação e acusa o promotor Conserino de atuar sob motivação política. (Poder a4 a a7)

Ato pró-Dilma em São Paulo é adiado em uma semana
Associações e movimentos sociais que planejam ato em defesa de Dilma e de Lula cancelaram evento na praça Roosevelt, em São Paulo, no domingo (13), mesmo dia dos protestos contra o governo, na Paulista, a 2km dali. Organizadores dizem temer confronto, e ato foi adiado para 20 de março. (Poder a8)

Ex-diretor preso foi indicado por Michel Temer, diz Delcídio
Em sua delação, o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) afirmou que o vice-presidente, Michel Temer (PMDB), patrocinou a indicação de Jorge Zelada a uma diretoria da Petrobras, informa o “Painel”. Temer nega e diz que o nome foi sugerido pela bancada mineira do PMDB. Zelada foi preso na Lava Jato. (Poder a4)

Anac quer permitir que empresa aérea cobre por bagagem (Cotidiano B1)

Supremo dá perdão a dois petistas no caso do mensalão (Poder A8)

Cadê o exemplo?
Estabelecimentos públicos como parques e metrô, sob responsabilidade da prefeitura ou do governo de São Paulo, têm água parada, o que é campo fértil para a proliferação do Aedes aegypti, transmissor de dengue e de zika. As gestões de Fernando Haddad (PT) e Geraldo Alckmin (PSDB) dizem limpar e fiscalizar os locais. (Cotidiano B3)

Pedro Luiz Passos
Sem a renúncia da presidente, não há como cessar crise
Somente uma ampla recomposição política reverterá o quadro alarmante que se desenha nos últimos dias. E, sem a renúncia da presidente Dilma, não há possibilidade de construção de um mínimo consenso em torno de medidas urgentes para estancar o esfacelamento político e econômico em curso. Esse é o caminho mais breve, menos traumático e mais seguro para a democracia brasileira. O Brasil não pode esperar mais. (Mercado A18)

Colunas
Mônica Bergamo – Dilma já se resigna com diagnóstico do fim de seu governo (Ilustrada C2)
Reinaldo Azevedo – Ex-presidente é hoje contador de histórias decrépito (Poder A9)
Hélio Schwartsman – Gritaríamos ‘pega ladrão’ se ética do PT fosse aplicada (Opinião A2)

Editoriais
Leia “Ainda o rito”, a cerca de recursos contra decisão sobre o impeachment, e “Estranho mundo”, a respeito de ineficácia de estímulos econômicos (Opinião A2)


Edição: Equipe Fenatracoop, Sexta-Feira 11 de Março de 2016

Compartilhe nossa Matéria