Manchete dos Jornais nesta Sexta-feira, 17 de Novembro de 2017

295

Lula: pedido bloqueio de R$ 24 milhões
O Ministério Público pediu o bloqueio de R$ 23,9 milhões do ex-presidente Lula e do seu filho caçula, Luis Cláudio, no âmbito da Operação Zelotes. Lula é investigado por tráfico de influência em negociações que levaram à compra de 36 caças suecos pela Força Aérea e na prorrogação de uma MP que beneficiou montadoras…
Dodge quer prisão já na 2ª instância
A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, enviou ao STF memorial em que defende a prisão de condenados em segunda instância. Esse entendimento foi fixado pela Corte no ano passado, mas pode ser revisto…
Polícia de Portugal mata brasileira
A brasileira Ivanice Carvalho da Costa, de 36 anos, foi morta por engano, na madrugada de quarta-feira, em operação da polícia portuguesa. Alvejado por ao menos 40 disparos, o carro onde estava foi confundido com o de assaltantes…
Do palácio à prisão
Governador reeleito com 66% dos votos, um recorde no Rio, Sérgio Cabral completa hoje o primeiro ano na cadeia. O candidato que começou a carreira se opondo a velhas práticas da política já acumula 72 anos de prisão – e pode chegar a 300 anos, acusado de corrupção e lavagem de dinheiro, entre outros crimes, informa Roberta Pennafort. A defesa nega as acusações…
—————————————————

O Globo

Manchete: Picciani é preso, mas pode ser solto hoje pela Alerj
Deputados decidem à tarde se mantêm decisão do TRF da 2ª Região
Paulo Melo e Edson Albertassi também estão no presídio de Benfica, no Rio

Um ano após a prisão do ex-governador Sérgio Cabral, outros três integrantes do grupo político que comanda o Estado do Rio há 20 anos foram para a cadeia ontem: o presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani, e os deputados estaduais Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB. Os três se apresentaram à PF logo depois de a prisão ser decretada por unanimidade pelo TRF da 2ª Região e foram levados ao presídio de Benfica, o mesmo de Cabral. Mas a Alerj imediatamente se mobilizou e marcou para hoje à tarde votação em que decidirá se derruba as prisões. O trio conta com o apoio de grande parte dos colegas, mas a pressão popular pode complicar uma decisão a favor dos detidos. (Págs. 3 e 4)
MERVAL PEREIRA
Soltura seria afronta à Justiça e à opinião pública. (Pág. 4)
MÍRIAM LEITÃO
No Rio, delitos ocorrem no presente contínuo. (Pág. 18)
MAIÁ MENEZES
Não havia acordo que não passasse por Picciani. (Pág. 3)
Bretas: corrupção no Rio ‘é uma metástase’
Juiz se assustou com extensão do esquema
Juiz que comanda a Lava-Jato no Rio, Marcelo Bretas diz que ficou assustado com a extensão e a capilaridade do esquema de corrupção no estado: “Parece que tem mais gente envolvida do que não envolvida. É uma metástase”, disse em entrevista aos repórteres JULIANA CASTRO e MARCO GRILLO. Para ele, a investigação poderia andar mais rápido não fosse a demora em instâncias superiores. (Pág. 6)
Manobra para reaver também os mandatos
Além da articulação para soltar os três peemedebistas, deputados estaduais também encomendaram um parecer à assessoria jurídica da Alerj que permita autorizar a retomada dos mandatos dos afastados, algo que o TRF-2 proibiu ontem. (Pág. 4)
Lula: pedido bloqueio de R$ 24 milhões
O Ministério Público pediu o bloqueio de R$ 23,9 milhões do ex-presidente Lula e do seu filho caçula, Luis Cláudio, no âmbito da Operação Zelotes. Lula é investigado por tráfico de influência em negociações que levaram à compra de 36 caças suecos pela Força Aérea e na prorrogação de uma MP que beneficiou montadoras. (Pág. 8)
Dodge quer prisão já na 2ª instância
A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, enviou ao STF memorial em que defende a prisão de condenados em segunda instância. Esse entendimento foi fixado pela Corte no ano passado, mas pode ser revisto. (Pág. 7)
Polícia de Portugal mata brasileira
A brasileira Ivanice Carvalho da Costa, de 36 anos, foi morta por engano, na madrugada de quarta-feira, em operação da polícia portuguesa. Alvejado por ao menos 40 disparos, o carro onde estava foi confundido com o de assaltantes. (Pág. 8)
Ação de justiceiros é investigada
A Divisão de Homicídios da Polícia Civil suspeita que os assassinos da moradora de rua Fernanda Rodrigues dos Santos, de 40 anos, em Copacabana, tenham ligação com grupos de justiceiros que atuam na Zona Sul. (Pág. 9)
————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Moradia popular impulsiona alta do mercado imobiliário
No terceiro trimestre, três construtoras lançaram empreendimentos com R$ 2,02 bilhões em valor geral de vendas
As construtoras que atuam no segmento de moradias populares, como o Minha Casa, Minha Vida, têm puxado a recuperação do mercado imobiliário. No terceiro trimestre, Direcional, MRV e Tenda responderam por dois terços dos lançamentos e das vendas entre as 11 incorporadoras listadas na Bolsa. Juntas, as três lançaram empreendimentos com R$ 2,02 bilhões em valor geral de vendas, crescimento de 55,5% na comparação anual. As vendas líquidas totalizaram R$ 2,1 bilhões, avanço de 23,5%. Em São Paulo, os imóveis com preço até R$ 240 mil lideraram quase todos os indicadores de agosto. O protagonismo da faixa popular é atribuído à boa disponibilidade de recursos para financiamento e com juros mais baixos. (ECONOMIA / PÁG. B1)
Credores dizem que Venezuela deu calote na dívida
Credores da Venezuela anunciaram que tomaram calote de US$ 200 milhões do governo e da estatal petrolífera PDVSA. O anúncio do grupo, que tem entre seus membros os bancos JP Morgan e Goldman Sachs, deve agravar a crise do país e aumentar a pressão sobre Maduro. (INTERNACIONAL / PÁG. A9)
Occhi: ‘Não vamos crescer em crédito como crescíamos’
O presidente da Caixa, Gilberto Occhi, disse que o banco é uma “empresa boa, que está procurando melhorar seus indicadores”, mas tem problema crítico para que possa sustentar o crescimento do crédito. Por isso, vai qualificar a concessão de empréstimos. (ECONOMIA / PÁG. B3)
Do palácio à prisão
Governador reeleito com 66% dos votos, um recorde no Rio, Sérgio Cabral completa hoje o primeiro ano na cadeia. O candidato que começou a carreira se opondo a velhas práticas da política já acumula 72 anos de prisão – e pode chegar a 300 anos, acusado de corrupção e lavagem de dinheiro, entre outros crimes, informa Roberta Pennafort. A defesa nega as acusações. ((POLÍTICA / PÁG. A6)
Brasileira é morta por policiais em Portugal
Ivanice da Costa teve o carro atingido por 20 tiros depois de a polícia confundir o veículo com o de bandidos. É a primeira morte pela polícia no país em 2017. (METRÓPOLE / PÁG. A13)
Tucanos tentam saída negociada do governo
Parte do PSDB defende “diluir” a saída do governo, a fim de manter uma “porta aberta” para uma possível coligação com o PMDB em 2018. Partido ainda tem três ministérios. (POLÍTICA / PÁG. A8)
Idealizador do Instituto Inhotim é condenado
A Justiça Federal em Belo Horizonte condenou o idealizador do Instituto Inhotim, Bernardo de Mello Paz, a 9 anos e 3 meses de prisão por lavagem de dinheiro. Segundo o MP, US$ 98,5 milhões repassados por um fundo para a manutenção do museu em Brumadinho (MG) teriam sido usados por empresas de Paz. (CADERNO2 / PÁG. C8)
MPF pede bloqueio de R$ 24 mi de Lula e filho (Política / Pág. A7)
Fernando Gabeira
A esquerda não salvará as pessoas. É preciso fortalecer a sociedade para controlar governos. (ESPAÇO ABERTO / PÁG. A2)
Notas & Informações
Resistência à mudança
Tem-se visto desarrazoada oposição à nova legislação trabalhista, como se ainda estivesse em discussão se deve ou não valer. Ora, a Lei 13.467/2017 está vigente e deve ser respeitada. (PÁG. A3)
Saindo do aperto
Aumento das vendas no varejo reflete a melhora das condições de vida do brasileiro. (PÁG. A3)
————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Temer freia incentivo a montadora por pacto comercial com Europa
Setor automobilístico faz pressão para o governo aprovar
O governo federal não autorizará a implementação do Rota 2030, programa industrial que substituiria o Inovar Auto a partir de 2018, até que o acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia seja fechado. Pessoas a par das discussões consideram que o novo incentivo para o setor automobilístico inclui benefícios que podem se tomar mais um obstáculo ao tratado. O presidente Michel Temer não quer pôr em risco a chance de concluir o pacto comercial com os europeus. O peemedebista considera o acordo um feito político importante para seu governo —as negociações, que já duram 17 anos, podem ser concluídas atê dezembro. O Inovar Auto termina no último dia de 2017, e as montadoras querem que o Rota 2030 seja aprovado atê lá. O novo programa prevê desconto de atê dez anos no IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para as empresas que cumprirem metas de eficiência energética, segurança veicular e investimentos em pesquisa.
Há, entretanto, dúvidas sobre a manutenção do tratamento diferenciado entre nacionais e importados, o que levou o Brasil a condenação na OMC (Organização Mundial do Comércio). Para o Ministério do Desenvolvimento, os termos do Rota 2030 não provocariam objeção dos europeus. Representantes das montadoras se reuniram na terça com Temer e os ministros da Fazenda (Henrique Meirelles) e da Indústria (Marcos Pereira), mas o impasse não foi resolvido. (Mercado A14)
Em Portugal, brasileira é morta a tiros por engano
Uma brasileira de 36 anos foi baleada e morta por engano por policiais de Lisboa na madrugada de quarta (15). Eles confundiram o carro em que Ivanice Carvalho da Costa estava com um veículo usado por assaltantes e fizeram vários disparos. Segundo a corporação, o marido dela, que dirigia, não obedeceu às ordens de parar e tentou atropelar agentes durante a fuga. Essa foi a primeira morte provocada pela polícia de Portugal neste ano. (Mundo A10)
Picciani, chefe da Assembleia do Rio, é preso pela PF
Após tribunal decretar sua prisão, 0 presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani (PMDB), se entregou na sede da Polícia Federal. Outros dois parlamentares da sigla foram detidos. Investigados por favoreci-mento a empresas de ônibus, eles negam as acusações. A detenção ainda precisa ser confirmada por deputados estaduais. (Poder A4)
Justiça condena criador do museu Inhotim à prisão
Bernardo Paz foi condenado em primeira instância a nove anos de prisão por lavagem de dinheiro em empresas das quais foi sócio. Ele é idealizador do museu Inhotim, um dos maiores centros de arte ao ar livre da América Latina. A defesa, que recorreu da sentença, afirma que ela é injusta. (Mercado A17)
Mônica Bergamo
Governo impedirá abertura de novos cursos de medicina
O governo Michel Temer vai decretar moratória para impedir a abertura de novos cursos de medicina no país. O prazo será de cinco anos. Segundo o ministro da Educação, Mendonça Filho, há clamor de profissionais da área pela suspensão. O decreto deve sei’ assinado pelo presidente até o fim do ano. (Ilustrada C2)
Editoriais
Leia “Incerteza trabalhista”, sobre conflitos políticos e jurídicos em torno da reforma da CLT, e “Um ditador que cai”, a respeito de levante no Zimbábue. (Opinião A2)
————————————————————————————




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *