Manchete dos Jornais nesta sexta-feira, 22 de abril de 2016
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 22nd abril 2016

Discurso de golpe prejudica imagem do País, diz Temer
Em contraofensiva na imprensa internacional, vice diz que processo de impeachment segue Constituição; aliados temem ação de Dilma na Unasul
Em reação à viagem da presidente Dilma Rousseff a Nova York, onde discursa hoje nas Nações Unidas e pode qualificar o impeachment como “golpe”, o vice Michel Temer afirmou ontem que essa estratégia prejudica a imagem do País no exterior. Temer assumiu interinamente a Presidência e deu entrevistas à imprensa internacional. Ao Financial Times, afirmou que “não há golpe de maneira alguma ocorrendo”. Ao Wall Street Journal, ressaltou que o processo “está em conformidade com a Constituição”. Em Buenos Aires, o embaixador Frederico Meyer, porta-voz do Itamaraty, disse que não há razão para um eventual afastamento de Dilma resultar em sanções do Mercosul. Aliados do vice também temem que no sábado, durante encontro da Unasul, o governo tente aprovar cláusula contra o País…


O Globo

Manchete : Ciclovia não resiste à ressaca, desaba e mata 2
Acidente ocorre poucas horas depois de tocha olímpica ser acesa na Grécia Trecho de 50 metros da estrutura, inaugurada há pouco mais de três meses, em São Conrado, desabou ao ser atingido por uma onda ontem de manhã. Bombeiros ainda procuram uma terceira vítima.
Inaugurada há pouco mais de três meses, ao custo de R$ 44,7 milhões, a Ciclovia Tim Maia, em São Conrado, foi cenário de uma tragédia ontem de manhã: por volta das 11h10m, quando o movimento era grande devido ao feriado, um trecho de 50 metros desabou ao ser atingido por uma forte onda, arrastando pelo menos duas pessoas, cujos corpos foram localizados perto da Praia de São Conrado. Bombeiros ainda procuram uma possível terceira vítima. Especialistas disseram que o projeto deveria ter previsto a ocorrência de ressacas. Eles suspeitam também que o tabuleiro da pista não estava adequadamente fixado aos pilares. O prefeito Eduardo Paes considerou o acidente “imperdoável” e determinou apuração do caso. O consórcio Contemat- Concrejato, responsável pela obra, informou que as razões da queda estão sendo avaliadas. PÁGINAS 9 a 11

Temer faz ofensiva contra discurso de Dilma
Poucas horas antes de assumir interinamente a Presidência, o vice Michel Temer lançou mão de ofensiva internacional para se contrapor ao discurso da presidente Dilma Rousseff, que vem associando o processo de impeachment a um golpe. Em entrevista ao “The Wall Street Journal”, Temer disse que a associação é ruim para o Brasil. Dilma chegou ontem a Nova York, onde deverá repetir o discurso. PÁGINAS 3 e 4

STF ainda não tem data para julgar Cunha
Ministros do Supremo Tribunal Federal não estão convencidos de que há motivos jurídicos para tirar o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, do cargo. Por isso, o julgamento vem sendo adiado. PÁGINA 8

Lava-Jato pode não aceitar delação de Moura PÁGINA 7

Em festa da chama, COI pede paz ao país
Em cerimônia da tocha olímpica na Grécia, presidente do COI, Thomas Bach, fala dos “tempos difíceis” do Brasil e pede comunhão. PÁGINA 26

Merval Pereira
Se falar de golpe, Dilma maculará imagem do país. PÁGINA 4
Míriam Leitão
Sem aprovação de reformas, otimismo seria breve. PÁGINA 20
José Paulo Kupfer
Temer não disporá de muito tempo para mostrar serviço. PÁGINA 17
Nelson Motta
Nunca imaginamos que fôssemos tão feios e malvestidos. PÁGINA 17


O Estado de S. Paulo

Manchete: Discurso de golpe prejudica imagem do País, diz Temer
Em contraofensiva na imprensa internacional, vice diz que processo de impeachment segue Constituição; aliados temem ação de Dilma na Unasul
Em reação à viagem da presidente Dilma Rousseff a Nova York, onde discursa hoje nas Nações Unidas e pode qualificar o impeachment como “golpe”, o vice Michel Temer afirmou ontem que essa estratégia prejudica a imagem do País no exterior. Temer assumiu interinamente a Presidência e deu entrevistas à imprensa internacional. Ao Financial Times, afirmou que “não há golpe de maneira alguma ocorrendo”. Ao Wall Street Journal, ressaltou que o processo “está em conformidade com a Constituição”. Em Buenos Aires, o embaixador Frederico Meyer, porta-voz do Itamaraty, disse que não há razão para um eventual afastamento de Dilma resultar em sanções do Mercosul. Aliados do vice também temem que no sábado, durante encontro da Unasul, o governo tente aprovar cláusula contra o País. (Política/Pág. A4)

Análise
Eliane Cantanhêde
Golpe jabuticaba. O impeachment de Dilma tem lógica, além de ser legal, e passará no Senado. O que falta para terminar essa agonia longa e inútil para ela própria e para o País? (Pág. A8)

Vice já espera por pacote de R$ 31 bi para o 2º semestre
Caso Michel Temer assuma o governo, encontrará pacote de concessões de infraestrutura que pode atrair R$ 31,2 bilhões em leilões no segundo semestre e indicar retomada da economia. (Economia/Pág. B1)

Para ‘Economist’, Brasil precisa de renovação
Editorial da Economist diz que Dilma tem responsabilidade sobre o fracasso econômico, mas os que atuam para destituí- la “são, em vários aspectos, piores”.Eduardo Cunha é citado. A revista diz que, “no curto prazo, impeachment não resolverá” e defende eleições. (Pág. A5)

PF afirma que operador recebeu por obras em SP
Segundo Polícia Federal, contas da Andrade Gutierrez ligadas ao Rodoanel, Metrô e Jacu-Pêssego pagaram R$ 45 milhões ao operador Adir Assad nas gestões dos tucanos José Serra e Alberto Goldman. (Política/Pág. A8)

Ciclovia de R$ 45 milhões desaba e deixa ao menos 2 mortos no Rio
Uma onda gigante provocou o desabamento de trecho da Ciclovia Tim Maia, na Avenida Niemeyer, zona sul do Rio. O acidente ocorreu na manhã de ontem e deixou pelo menos dois mortos. Os bombeiros continuam hoje as buscas por outras vítimas.A obra da ciclovia, que liga o Leblon a São Conrado, custou R$ 44,7 milhões e foi inaugurada em janeiro como parte do legado da Olimpíada. O secretário Pedro Paulo Teixeira, da Prefeitura do Rio, disse que “imagina” que o projeto previsse ressaca. Inquérito apura se houve falha na construção. (Metrópole/Págs. A11 a A13)

Empreiteira
A Concremat, que fez a obra, pertence à família do secretário de Turismo do Rio, Antônio Pedro Figueira de Mello. (Pág. A13)
Fernando Dantas
Ruas apoiarão austeridade?
Mandato de Temer para presidir duras reformas estruturais é duvidoso. Ruas definirão sucesso ou fracasso da estratégia do novo governo. (Economia/Pág. B4)
Milton Hatoum
Os ratos
O que dizer da votação do impedimento da presidente? O ambiente do Congresso Nacional era uma mistura de cassino com templo evangélico. (Caderno 2/Pág. C8)

Notas & Informações
Dilma leva um pito
Intenção da presidente de usar tribuna da ONU para denunciar o “golpe” é claramente absurda. (Pág. A3)

Inflação, recessão e incerteza
Desarranjo das contas públicas permanecerá por longo tempo, a julgar pelas ações do governo. (Pág. A3)


Folha de S. Paulo

Manchete: Temer lança ofensiva fora do país contra tese de golpe
Entrevistas são publicadas no dia em que Dilma viaja para atacar impeachment na ONU
No dia em que a presidente Dilma Rousseff viajou aos EUA para defender na ONU que o impeachment é golpe, o vice Michel Temer lançou contraofensiva na imprensa internacional para negar ruptura da ordem institucional. Ele disse aos jornais “Financial Times” e “The Wall Street Journal” que o Supremo avalizou a tramitação e que não tem influência sobre 367 deputados e 70% do país, que pedem o afastamento. O vice, que substitui Dilma caso o Senado abra o processo, assume a Presidência até a volta dela, no sábado (23). Temer viajou para Brasília após ser alvo de protesto em frente à sua casa em São Paulo, onde tem feito reuniões para preparar seu governo. A Câmara enviou dois deputados à ONU para também rebater a presidente. (Poder A4)

Cardozo diz à Folha que acusará Cunha, no Senado, de ‘desvios de poder’ (A6)

Justiça Federal no DF abre processo contra dono do grupo Safra
A Justiça Federal no Distrito Federal aceitou denúncia da Procuradoria contra Joseph Safra, acionista majoritário do grupo Safra, sob acusação de atuar em esquema de propina no Carf, que julga recursos de multas tributárias. A defesa nega ter pago agentes públicos para obter vantagens no órgão. (Poder A7)

Trecho de nova ciclovia desaba e mata dois na zona sul do Rio
Um trecho da ciclovia Tim Maia, inaugurada em janeiro, na zona sul do Rio, desabou na manhã desta quinta (21). Ao menos duas pessoas morreram. Uma possível terceira vítima ainda era procurada à noite. Testemunhas dizem que o local foi atingido por uma onda forte. Idealizada como cartão postal da Olimpíada, a via custou R$ 44,7 milhões. A prefeitura afirma que a força do mar pode ter sido subestimada no projeto. (Cotidiano B1)

Bernardo Mello Franco
Senador propõe novas eleições para evitar o confronto
O senador João Capiberibe (PSB-AP) propôs a antecipação da eleição presidencial para outubro deste ano. Para ele, “a opção pelo impeachment é uma opção pelo confronto” e a troca de Dilma por Temer poderá agravar a crise no país. (Opinião A2)

Venezuela cortará energia elétrica por 4 horas ao dia
Sob crise grave no setor elétrico, o governo de Nicolás Maduro racionará energia em toda a Venezuela. Por 40 dias, a partir da próxima semana, haverá cortes por quatro horas diárias. A medida deve acirrar os ânimos da oposição, que aprovou uma lei que facilita referendo contra Maduro. (Mundo A9)

Editorial
Leia “A última de Cunha”, sobre manobra para livrar presidente da Câmara da cassação. (Opinião A2)


Edição: Equipe Fenatracoop, Sexta-Feira, 22 de Abril de 2016

Compartilhe nossa Matéria