Manchete dos Jornais nesta sexta-feira, 30 de setembro de 2016
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 30th setembro 2016

Gilmar x Lewandowski – Os ‘tropeços’ e o Supremo
O ministro do STF Gilmar Mendes, presidente do TSE, reagiu às declarações do colega Ricardo Lewandowski e disse que “tropeço” não foi o impeachment de Dilma, mas o fatiamento da votação…


O Globo

Manchete : Candidatos oferecem até wi-fi em troca de votos
TRE flagra distribuição de remédio contra impotência para eleitores
Benefícios quase sempre são acompanhados de material de propaganda eleitoral; prática, se comprovada, pode configurar crime de abuso de poder econômico e levar à cassação da candidatura
A velha prática de clientelismo, simbolizada em eleições passadas pelos centros sociais, assumiu novas formas nesta campanha. Nas últimas semanas, em busca de votos, candidatos a vereador do Estado do Rio distribuíram sinal de wi-fi, pizzas e até remédios contra impotência, revela VERA ARAÚJO. Na maioria dos casos, a benesse foi acompanhada de material de propaganda, na tentativa de induzir o voto do eleitor. Fiscais do TRE flagraram recentemente em Jacarepaguá caixas de pizza com o nome do candidato a vereador Mário do Conselho (PRTB). Mas o tribunal reconhece a dificuldade de coibir a prática, que pode configurar crime de abuso do poder econômico e levar à cassação da candidatura. (Pág. 3)

Debate reflete disputa acirrada
Numa eleição em que seis candidatos estão tecnicamente empatados na briga para tentar chegar ao segundo turno no Rio, o debate realizado ontem à noite pela TV Globo foi marcado pelo clima acirrado entre eles. Houve troca de acusações pesadas, principalmente entre os mais bem colocados, mas o debate serviu também para aqueles que queriam aprofundar suas propostas. (Pág. 7)

Força-tarefa apura crime em Goiás
A Polícia Civil suspeita que o assassino do candidato à prefeitura de Itumbiara José Gomes (PTB) agiu por vingança. A Secretaria de Segurança de Goiás criou uma força-tarefa com 50 policiais para investigar o crime. A PF também participará da apuração. (Pág. 4)

Crivella manipula foto para poupar o ex-aliado Lula (Pág.6)

Juro deve cair para imóvel mais caro
O governo mudou as regras do crédito habitacional para incentivar a venda de imóveis novos de até R$ 1,5 milhão. Agora, os bancos poderão emprestar, nessa faixa, parte dos recursos antes exclusivos para imóveis de até R$ 750 mil e que têm juros fixos de até 12% ao ano. O novo limite valerá por 12 meses. (Pág. 29)

Gilmar x Lewandowski – Os ‘tropeços’ e o Supremo
O ministro do STF Gilmar Mendes, presidente do TSE, reagiu às declarações do colega Ricardo Lewandowski e disse que “tropeço” não foi o impeachment de Dilma, mas o fatiamento da votação. (Pág. 22)

Educação – Estudante ativo aprende mais
Em entrevista a ANA LUCIA AZEVEDO, Pedro Hallal defende ensino de educação física (Pág.36)

Colunistas
MERVAL PEREIRA – O Supremo e a judicialização da vida (Pág.4)

NELSON MOTTA – Palocci perdeu a chance de ser o presidente ideal (Pág.21)

MÍRIAM LEITÃO – É falso e absurdo comparar a Lava-Jato à ditadura (Pág.30)


O Estado de S. Paulo

Manchete : Governo de SP faz blitz contra os cem maiores devedores
Força-tarefa mira em R$ 51 bilhões hoje em discussão com grandes grupos
Em meio à queda da arrecadação tributária, o governo de São Paulo montou uma força-tarefa para tentar acelerar a cobrança de R$ 51 bilhões hoje em discussão com os cem maiores devedores do Estado. Liderado pela Procuradoria- Geral, o grupo reúne equipes da Polícia Civil, da Fazenda e do Ministério Público e foi montado no início do ano. Suas estratégias incluem do cruzamento de informações para investigar fraudes e crimes tributários à eliminação de brechas legais. Também passam por ações preventivas, como a verificação de casos em que o pagamento de imposto acaba sendo postergado. Segundo o procurador- geral do Estado, Elival da Silva Ramos, processos contra determinado conglomerado econômico serão agrupados e avaliados por uma só equipe. “Deixamos de atuar por processo e passamos a atuar por devedor.” (Economia B1 e B3)

Dobradinha entre Marta e Doria marca o último debate
O último debate antes do 1.º turno da eleição para a Prefeitura de SP, na TV Globo, foi marcado pela dobradinha entre João Doria (PSDB) e Marta Suplicy (PMDB). Na busca por uma vaga no 2.º turno, Marta evitou entrar em confronto direto com o tucano, líder da disputa de acordo com as pesquisas. (Política A4)

Estadão / Empresas Mais
AMBEV VENCE 2ª EDIÇÃO – A fabricante de bebidas Ambev foi a campeã do 2.º ranking Estadão Empresas Mais, que lista anualmente as empresas brasileiras com melhor resultado em 22 setores. O ministro Henrique Meirelles e o governador Geraldo Alckmin defenderam no evento a aprovação urgente de reformas. (Economia B10 e B11)

Pensão por morte pode deixar de ser integral (Economia B5)

Juro para imóvel de até R$ 1,5 mi deve cair (Economia B7)

Coluna do Estadão
Ministros de Temer com processos na Comissão de Ética Pública serão julgados por colegiado indicado por Dilma Rousseff (A4)

Eliane Cantanhêde
A reforma do ensino médio não é questão partidária, é uma necessidade do País (Política A6)

Notas&Informações
O padrão político do PT – Denúncia contra Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo reflete método da era lulopetista (A3)

A decadência que Dilma legou (A3)


Folha de S. Paulo

Manchete : Empatados, Marta e Haddad se atacam em debate dedsivo
Poupado por adversários, João Doria, líder das pesquisas, alia-se a Russomanno para criticar ‘indústria da multa’
De olho em vaga no segundo turno, os candidatos à Prefeitura de São Paulo Marta Suplicy (PMDB) e Fernando Haddad (PT) promoveram o principal confronto do debate da Globo na noite nesta quinta (29) — o último antes da eleição, no domingo (2). Os dois estão em terceiro lugar, segundo pesquisa Datafolha divulgada na terça (27), com 15% e 11% das intenções de voto, respectivamente. O petista e a peemedebista, ex-PT, disputam fatia parecida do eleitorado. Haddad criticou a proposta de Marta de retomar a inspeção veicular. Para o prefeito, a iniciativa seria um mau uso de verbas públicas. “Não sei quem te botou isso na cabeça, se foi o [ex-prefeito] Kassab”, disse o petista. Em resposta, ela disse que a inspeção não será obrigatória. “As pessoas que forem vão tomar a cidade menos poluente. Quem não quer, não vai e pronto.” A peemedebista e outros concorrentes fizeram dobradinhas para atacar o petista. João Doria (PSDB), que lidera com 30% das intenções de voto, elogiou os CEUs, bandeira de Marta. Aliou-se ainda a Celso Russomanno (PRB), em segundo com 22%, para criticar o que chamaram de “indústria da multa”. O tucano foi pouco criticado. Uma das exceções, Luiza Erundina (PSOL), em quinto lugar com 5%, reprovou Doria pelo uso de dinheiro público em convênios com suas empresas. Ele disse ter visão administrativa “moderna, atual”. (Eleições 2016 pág. 1)
Votação no domingo terá efetivo recorde de segurança ante ataque a candidatos (Eleições 2016 pág.2)

Imóvel novo de até R$ 1,5 mi poderá ter juros menores
O Conselho Monetário Nacional decidiu que os bancos poderão financiar aquisições de imóveis novos de até R$ 1,5 milhão pelas taxas de juros do Sistema Financeiro de Habitação, mais baratas que outras linhas de mercado. A permissão vale por um ano. (Mercado pág. 5)

Análise – R. Balthazar
Tensão revela lado mais agressivo de candidatos em SP
A tensão da reta final da campanha revelou o lado mais agressivo dos candidatos. Doria pôs de lado o jeito de bom moço e tratou Erundina com grosseria. Russomanno exibiu combatividade surpreendente. Assim como Marta, ele passou o tempo atacando Haddad, que chamou os rivais de “desinformados”. (Eleições 2016 pág. 1)

Editoriais
Leia “Voto indiferente”, acerca de excesso de candidatos a vereador, e “Sanear projetos e gestão”, sobre o atraso da política sanitária no Brasil. (Opinião A2)


Edição: Equipe Fenatracoop, Sexta-Feira, 30 de Setembro de 2016

Compartilhe nossa Matéria