Índio tem as mãos cortadas no Maranhão
Segundo o Conselho Indigenista Missionário, pistoleiros ligados a fazendeiros feriram pelo menos 13 índios gamelas em Viana, a 214 km de São Luís, e deceparam as mãos de um deles…
Jovens estudam com medo
Pesquisa do Movimento Todos Pela Educação revela que, para 85,2% dos jovens, a segurança é a questão mais importante na escola…
Punição a ‘infiéis’
O governo começa hoje a demitir indicados de deputados da base aliada que votaram contra a reforma trabalhista na Câmara.
————————————————————-

O Globo

Manchete: Maduro convoca Constituinte, e oposição denuncia golpe
Manobra do presidente é vista como tentativa de adiar eleições
Juristas rechaçam proposta de eleger assembleia sem participação de partidos
Acuado por uma grave crise política, econômica e social que vem levando os venezuelanos às ruas em seguidos protestos contra seu governo, o presidente Nicolás Maduro anunciou ontem, de surpresa, a convocação de uma Constituinte para, entre outras coisas, reformar a Assembleia Nacional — atualmente nas mãos opositoras —, classificada por ele de “podre”. A oposição considerou a medida um golpe de Estado, acusou Maduro de tentar adiar a realização de eleições e prometeu resistir. Juristas criticaram o sistema de escolha de deputados por comunas, que disseram ser antidemocrático. (Pág. 20)

Temer cobra apoio da base para votar já a Previdência
Exonerações de indicados por infiéis começam hoje
Em reunião com ministros e líderes aliados, o presidente Temer cobrou empenho para aprovar a reforma da Previdência na comissão especial da Câmara esta semana. Indicados por aliados que foram infiéis na reforma trabalhista começam a ser exonerados hoje. O 1º de Maio foi marcado por festa e protestos. (Págs. 17 e 18)

MÍRIAM LEITÃO
Rejeição ameaça mudanças.(Pág. 18)

MERVAL PEREIRA
Pesquisa pode influir na reforma. (Pág. 4)

As revelações da ex-secretária de Adriana Ancelmo
Michele Thomaz, que trabalhou para a ex-primeira-dama, diz que pagava com propina os gastos do casal
Secretária por dez anos de Adriana Ancelmo, Michele Thomaz revela a CHICO OTAVIO e DANIEL BIASETTO detalhes de como a propina era entregue a ela por Luiz Carlos Bezerra, operador do ex-governador Sérgio Cabral, no escritório de advocacia da ex-primeira-dama, no Centro. Relata que pagava despesas pessoais do casal, como contas de condomínio, serviço de TV a cabo e até a folha de pagamentos de uma rede carioca de restaurantes. Testemunha de um dos processos contra Cabral e Adriana, Michele hoje diz ser perseguida. Em seu último dia de trabalho, guardou um pendrive e caderno de anotações na bolsa. Quando saiu do escritório, já na rua, notou que ambos haviam desaparecido. (Pág. 3)

CANTINHO DO MORENO
CAIXA 2 NO PLANALTO
Mônica Moura revela que tratou de caixa dois com Dilma no Planalto. (Pág. 2)

Na cadeia, Cunha lava as marmitas (Pág. 5)

Ataque deixa índios feridos
A aldeia Gamela, em Viana, no interior do Maranhão, foi atacada e teve ao menos cinco índios feridos, segundo o governo do estado. Já o Cimi falou em 13 vítimas. O conselho também relatou que dois índios tiveram as mãos decepadas. O governo negou. (Pág. 6)

Cehab corre até risco de despejo
Com R$ 932 milhões em dívidas, a Cehab, responsável por casas populares no estado, tem 309 funcionários, mas obras estão paradas e falta dinheiro até para aluguel. (Pág. 7)

Prefeitura caça e pune fantasmas
Quatro servidores de centro de saúde terão que devolver aos cofres da prefeitura R$ 615 mil. Segundo o TCM, eles recebiam sem trabalhar. (Pág. 9)

Jovens estudam com medo
Pesquisa do Movimento Todos Pela Educação revela que, para 85,2% dos jovens, a segurança é a questão mais importante na escola. (Pág. 22)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Exportação alavanca empregos em 13 de 25 setores da economia
Pesquisa aponta recuperação de segmentos como a indústria no 1º trimestre
Puxados pelas exportações, 13 dos 25 segmentos econômicos monitorados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho abriram vagas com carteira assinada no primeiro trimestre. É o que aponta estudo da Confederação Nacional do Comércio. Somando todos os segmentos, o resultado foi negativo – com 64,4 mil vagas fechadas –, mas melhor do que o do primeiro trimestre de 2016, em que 303,1 mil vagas foram perdidas. O ponto em comum nos segmentos que avançaram mais, segundo a pesquisa, é a ligação com o comércio externo. Mais voltados à exportação – principalmente o agronegócio –, eles se beneficiam da recuperação da balança comercial. “O número geral é negativo, mas, quando colocamos a lupa, conseguimos enxergar a recuperação do emprego”, afirma o economista Fabio Bentes, responsável pelo estudo. O grande destaque foi para a indústria, que gerou empregos em nove segmentos, e o agronegócio, que abriu 14 mil vagas. (ECONOMIA / PÁG. B1)

1º de Maio tem protestos de centrais contra Temer
As principais centrais sindicais do País usaram o Dia do Trabalho para criticar as reformas propostas pelo presidente Michel Temer para a Previdência e a legislação trabalhista. Elas prometeram novos protestos e greves para os próximos dias. Em ato na Avenida Paulista, a CUT também aproveitou para atacar o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), que se firma como um dos principais contrapontos ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). (ECONOMIA / PÁG. B3)

Punição a ‘infiéis’
O governo começa hoje a demitir indicados de deputados da base aliada que votaram contra a reforma trabalhista na Câmara. (PÁG. B4)

‘Sem reforma é difícil ver alternativa’
Entrevista Manoel Pires – EX-SECRETÁRIO DE POLÍTICA ECONÔMICA
Ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda no governo Dilma Rousseff, o economista Manoel Pires avalia que a reforma da Previdência precisa ser aprovada o quanto antes para reduzir o impacto para a população. Segundo ele, vários itens propostos na época estão sendo discutidos agora, como idade mínima para aposentadoria. “É a reforma mais importante que temos a fazer.” (ECONOMIA / PÁG. B5)

Foto- legenda: Maduro decide mudar Constituição na crise
Em mais um dia de violentos protestos, o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, decidiu convocar uma Constituinte. O líder chavista prometeu “reformar a Assembleia Nacional”, órgão do Legislativo dominado pela oposição, que chamou a medida de golpe. Onda de manifestações completou ontem um mês. (NTERNACIONAL / PÁG. A7)

Cervejaria apontada como laranja doou a 81 políticos
Pelo menos 57 políticos que não são investigados pela Operação Lava Jato podem ter recebido, por via indireta, recursos de caixa 2 da Odebrecht. O dinheiro, que soma cerca de R$ 5 milhões, foi distribuído como doação de campanha por empresas ligadas à Itaipava, parceira da empreiteira na entrega de propina a agentes públicos. Entre 2010 e 2014, a cervejaria fez doações oficiais a 81 candidatos. Deles, só 24 são alvo de inquérito. Procurada, a Itaipava disse que as doações “seguiram estritamente a legislação”. (POLÍTICA / PÁG. A4)

Índio tem as mãos cortadas no Maranhão
Segundo o Conselho Indigenista Missionário, pistoleiros ligados a fazendeiros feriram pelo menos 13 índios gamelas em Viana, a 214 km de São Luís, e deceparam as mãos de um deles. (PÁG. A6)

Notas & Informações
O PT se desmancha
Vexame do processo de eleições petista teve de tudo um pouco, desde dificuldade para preencher cotas obrigatórias de mulheres, jovens, negros e índios até suspeita de fraudes. (PÁG. A3)

Simulacro de controle ético
Atuação da Comissão de Ética Pública da Presidência tem sido praticamente irrelevante. (PÁG. A3)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : Brasileiros estão menos pessimistas com a economia
Pesquisa Datafolha indica redução na porcentagem dos que esperam piora no país e em sua própria situação
Os brasileiros estão menos pessimistas em relação à sua própria situação econômica e ã do país, em comparação com as expectativas de dezembro de 2016. Pesquisa Datafolha mostra queda de 10 pontos percentuais, de 41% para 31%, na porcentagem dos que esperam piora da economia brasileira. Os que esperam melhora subiram de 28% para 31%. O levantamento indica ainda redução, de 27% para 18%, na porcentagem dos que acham que sua situação pessoal vai piorar. A parcela de quem prevê progressos aumentou de 37% para 45%. Registraram melhora, também, os índices de pessimismo com relação à inflação (56% ainda esperam elevação de preços, ante 66% em dezembro) e ao desemprego (57% preveem piora, contra 67% anteriormente). Nunca houve, porém, tanta gente com mais vergonha que orgulho de ser brasileiro. São 34% os que se sentem envergonhados. (Mercado A15)

Governo deve adiar votação na Câmara da nova aposentadoria (Mercado A17)

Ataque fere mais de dez indígenas no Maranhão
Um ataque deixou mais de dez indígenas Gamela feridos no Povoado de Bahias, em Viana, no Maranhão. Três continuam internados. Segundo uma das vítimas, o grupo estava armado com espingardas e revólveres. O caso aconteceu no domingo (30), quando os índios deixavam área retomada por eles na sexta-feira. Em nota, o Ministério da Justiça disse que está “averiguando o ocorrido envolvendo pequenos agricultores e supostos indígenas”. (Poder A5)

Agenda de ministro privilegia ruralistas e deixa índio de fora (Poder A4)

Maduro convoca Constituinte sem voto universal
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, convocou uma Assembleia Constituinte “popular” para redigir uma nova Constituição. Seus 500 integrantes, porém, não serão escolhidos pelo voto universal. Parte será eleita por setores sociais, e outra, por municípios. A oposição classificou a medida como “fraude” e “golpe”. (Mundo A10)

Análise
Debate sobre a Previdência deve ir além do fiscal
O enfrentamento da questão fiscal é a principal motivação para a reforma da Previdência. Mas concentrar a discussão nesse ponto pode gerar importantes efeitos adversos. É preciso atenção a diversos fatores de risco. (Mercado A16)

Editoriais
Leia “Dores da democracia”, sobre rejeição a reformas e frustração do eleitorado, e “Confiança e controle”, acerca de fraudes em pesquisas científicas. (Opinião A2)

————————————————————————————

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.