Manchete dos Jornais nesta terça-feira, 05 de janeiro de 2016
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 5th janeiro 2016

Dengue avança e total de casos em 2015 chega a 1,58 milhão
Depois de cair em agosto, o número de casos de dengue voltou a subir em todo o País e até a primeira semana de dezembro o total de notificações era de 1.587.080, segundo o Ministério da Saúde. Em todas as Regiões cresceu a população do Aedes aegypti, vetor também da zika e da chikungunya. O maior avanço da epidemia ocorreu no Centro- Oeste, onde a incidência passou de 21 para 45 casos por 100 mil habitantes entre outubro novembro.


O Globo

Manchete : China derruba mercados e agrava incerteza global
Dólar fecha cotado a R$ 4,03, e Bovespa recua 2,79%, para nível de 2009
Produção industrial chinesa cai pelo décimo mês seguido, e FMI diz que forte desaceleração do país asiático vai ‘assombrar’ economia mundial. Commodities podem ter desvalorização maior em 2016, prejudicando o Brasil
Os mercados globais despencaram no primeiro pregão do ano, ontem, após a China anunciar que sua produção industrial recuou pelo décimo mês. A Bolsa de Xangai caiu 7% e teve os negócios interrompidos. No Brasil, o dólar fechou a R$ 4,03, e a Bovespa teve queda de 2,79%. Uma forte desaceleração chinesa agrava o quadro de incerteza e pode “assombrar” a economia mundial, alertou o FMI, devido ao risco de crescimento baixo e à nova queda das commodities, o que prejudicaria o Brasil. (Pág. 15 e Míriam Leitão)

Balança tem superávit
Importações caíram 24% e balança comercial teve em 2015 superávit novamente: US$ 19,7 bilhões. (Pág. 17)

Rio anuncia cortes em contratos na Saúde
Plano anticrise prevê compras conjuntas com a União
Com a dívida de R$ 1,4 bilhão do setor, o novo secretário estadual de Saúde, Luiz Antônio Teixeira Júnior, anunciou que vai negociar com Organizações Sociais que administram hospitais para reduzir valores dos contratos em até 30%. Além disso, prometeu cortes em cargos comissionados e passará a fazer compras em conjunto com o Ministério da Saúde para obter preços mais baixos. O objetivo, disse, é reduzir o desperdício e concentrar esforços no combate à crise que, em 2015, fechou emergências de hospitais. (Pág. 7)

Posse hoje na Venezuela – Disputas cercam nova Assembleia
A nova Assembleia Nacional toma posse hoje na Venezuela em clima de incerteza. A oposição diz que todos os seus deputados, inclusive três barrados pela Justiça, assumirão seus mandatos. Governo e MUD convocaram marchas. (Pág. 22)

Lava-Jato no Congresso – Investigação atinge comitê
O Comitê de Obras Irregulares do Congresso é alvo da Lava-Jato. Inquérito no STF investiga suspeita de que empreiteiras teriam sido poupadas da lista de obras federais com indícios de irregularidades. (Pág 3)

Novos investimentos – Nissan terá base exportadora no Rio
A montadora Nissan investirá R$ 750 milhões na fábrica de Resende, Sul Fluminense, para fabricar o Kicks, seu novo modelo global. A unidade será base de exportação para a América Latina. (Pág. 19)


O Estado de S. Paulo

Manchete : Câmbio e recessão elevam saldo da balança comercial
Importações em queda e real desvalorizado levam comércio exterior do País a resultado positivo de US$ 19,7 bi
A balança comercial brasileira encerrou 2015 com um saldo positivo de US$ 19,7 bilhões. O resultado – explicado por queda nas exportações e retração ainda mais forte nas importações, em meio à recessão econômica – é o melhor registrado desde 2011. O número surpreendeu analistas, que estimavam um resultado positivo entre US$ 14,6 bilhões e US$ 19,9 bilhões, com o centro das projeções em US$19 bilhões. Em dezembro, a balança comercial apresentou superávit de US$ 6,2 bilhões, o melhor resultado mensal desde 1989, quando começou a série histórica. Mesmo com o maior volume exportado da história do comércio exterior brasileiro, os preços dos produtos exportados tiveram forte queda. Para 2016, a expectativa do governo é de superávit de US$ 35 bilhões, comportamento que deve continuar sendo influenciado pela alta do dólar e pelo ritmo mais lento da demanda doméstica. Em 2014, a balança comercial apresentou déficit de US$ 4 bilhões. (Economia / B1)

Dólar passa dos R$ 4 – Em meio à preocupação do mercado global com a economia chinesa, o dólar fechou o primeiro dia útil de 2016 com forte alta, a R$ 4,03. O Ibovespa teve baixa de 2,79%. (Pág. B3)

Celso Ming – A primeira surpresa
Este 2016 começa com excelente notícia. O resultado da balança comercial em 2015 é o contraponto fortemente positivo a tantos resultados ruins e pode impedir novas escaladas do dólar. (Pág. B2)

Dilma aposta em ‘novo PAC’ para estimular construção civil
Numa tentativa de reverter o ambiente de pessimismo apontado pelos indicadores econômicos, a presidente Dilma Rousseff planeja apresentar ainda em janeiro medidas e propostas com o objetivo de retomar o crescimento e animar a economia, mas sem abandonar o ajuste fiscal que desde o início do segundo mandato tenta implementar. O plano já é tratado no Palácio do Planalto como uma espécie de “novo PAC” e tem como prioridade estimular a construção civil. A opção pelo setor se deve à capacidade de gerar empregos rapidamente. (Política / A4)

Dengue avança e total de casos em 2015 chega a 1,58 milhão
Depois de cair em agosto, o número de casos de dengue voltou a subir em todo o País e até a primeira semana de dezembro o total de notificações era de 1.587.080, segundo o Ministério da Saúde. Em todas as Regiões cresceu a população do Aedes aegypti, vetor também da zika e da chikungunya. O maior avanço da epidemia ocorreu no Centro- Oeste, onde a incidência passou de 21 para 45 casos por 100 mil habitantes entre outubro novembro. (Metrópole/A9)

Lobista indica Lula como testemunha
O lobista Alexandre Paes dos Santos, preso por envolvimento no suposto esquema de compra de MPs no governo, arrolou o ex-presidente Lula como testemunha de defesa. (Política/A6)

Delator diz que Ricardo Teixeira recebeu propinas
Documentos revelam que um delator disse a investigadores do FBI que o ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira recebeu por uma década propinas em contas na Suíça. Segundo o FBI, Teixeira teria recebido US$ 20 milhões em propinas da ISL. (A14)

Foto-legenda : Alunos deixam 1ª escola ocupada
Estudantes da Fernão Dias Paes, escola estadual símbolo das ocupações, deixaram a unidade, em Pinheiros, no início da noite de ontem. A desocupação ocorreu em clima tranquilo, com a presença de membros da Secretaria Estadual de Educação. O grupo leu declaração, se comprometeu a reparar danos e entregou as chaves. Também estendeu faixa em protesto contra o aumento da tarifa de transporte público para R$ 3,80. (Metrópole/A12)

Presidente do Legislativo vai investigar chavistas
A oposição venezuelana passa hoje a controlar o Legislativo do país pela primeira vez após 17 anos de chavismo e deve entrar em choque com o presidente Nicolás Maduro. Escolhido para presidir a Assembleia Nacional, o deputado Henry Ramos Allup, do partido Ação Democrática, anunciou que a coalizão antichavista, que tem a maioria dos assentos, vai investigar possíveis desvios de dinheiro público desde os tempos de Hugo Chávez. ( Internacional/A7)

Ilan Goldfajn
Que surpresas 2016 nos reserva? – Quase tudo poderia ser surpresa, já que nada parece provável. Uma guinada para abandonar o ajuste fiscal seria

o começo do fim, ou o fim do fim. (Espaço Aberto/A2)

Editoriais
Sombras nas bolas de cristal – Em 2015, recessão e inflação foram muito piores do que indicavam projeções de economistas. (Pág. 3)

Alheamento da realidade – Em artigo, Dilma Rousseff alinhava promessas que insultam o discernimento dos cidadãos. (Pág. 3)


capa

VERÃO
Litoral do PR registra 1,1 mil casos de queimaduras por água-viva no ano-novo
PRODUÇÃO PARANAENSE
No litoral, ostras enchem a barriga e preservam a natureza
LOTERIAS
Após pane, Caixa divulga resultado da Mega-Sena
ACIDENTES
Estradas do Paraná têm 20 mortos na semana do Réveillon
ESTRATÉGIA
Planalto tenta blindar novo titular da fazenda em julgamento de pedaladas
ARTIGO
Temor sobre a China pode ser longo
BEBIDAS
EUA lançam cursos de cerveja on-line
CIÊNCIA
Tabela periódica ganha quatro novos elementos químicos


Zero Hora

Manchete : Dólar volta a superar barreira dos R$ 4 com queda de bolsa na China
BOLSAS DE PAÍS ASIÁTICO têm pregão suspenso após despencar 7% em meio ao recuo da atividade industrial e venda antecipada de ações. Investidores buscam refúgio no dólar, que fecha acima de R$ 4 no Brasil


Folha de S. Paulo

Manchete: Posse da oposição acirra conflitos na Venezuela
Na véspera da cerimônia, chavistas bloqueiam entrada de líder na Assembleia
Uma escalada de hostilidades governistas prenuncia extrema tensão na posse de parlamentares opositores na Assembleia Nacional da Venezuela, nesta terça (5). O novo chefe da Casa, Henry Allup, foi barrado no Parlamento por funcionários chavistas e deixou o local escoltado por policiais. Apoiadores do presidente venezuelano, o líder chavista Nicolás Maduro, também saquearam equipamentos da emissora de TV parlamentar, que saiu do ar. Movimentos prometem mobilização em massa contra o que chamam de “Assembleia burguesa”, relata Samy Adghirni, de Caracas. Na eleição de dezembro, a aliança opositora MUD (Mesa da Unidade Democrática) obteve 112 das 167 cadeiras legislativas — maioria de dois terços que permitiria emendar a Constituição e destituir altos funcionários. A Justiça, porém, invalidou a votação de três deputados antichavistas. A medida atende a pedido de governistas, que alegam fraude eleitoral. A MUD anunciou que vai ignorar a decisão, o que ampliou o temor de confrontos. A Folha apurou que o governo brasileiro já prepara um pronunciamento para cobrar “apaziguamento geral” no país vizinho. (Mundo a6)

Desaceleração na China faz dólar disparar e superar R$ 4
Preocupações com a desaceleração da economia chinesa, após forte retração na indústria em dezembro, resultaram em queda superior a8% na Bolsa de Shenzhen. A notícia motivou a desvalorização de moedas, matérias- primas e ações em todo o mundo no primeiro dia de negociações em 2016. No Brasil, o dólar subiu e fechou a R$ 4,053 no mercado à vista, maior valor desde 29 de setembro. (Mercado A12)

Importação cai, e superavit do Brasil é maior desde 2011
A queda nas importações gerou para o Brasil o maior superavit comercial desde 2011. No ano passado, a diferença entre as exportações e as importações foi de US$ 19,7 bilhões— há cinco anos tinha sido de US$ 29,8 bi. Com a recessão e a alta do dólar, o país deixou de comprar US$ 57,7 bilhões no exterior em 2015. (Mercado A9)

Crítica de ministro acentua mal-estar entre PT e Planalto
A declaração de que o PT se lambuzou no poder, do ministro Jaques Wagner (Casa Civil) à Folha, gerou críticas de correligionários e ampliou o mal-estar entre o governo e o partido. O ex-ministro Tarso Genro afirmou que Wagner faz “coro com o antipetismo raivoso que anda em moda”. (Poder A4)

Lava Jato vai ser afetada por corte de verba na PF, dizem delegados (Poder A5)

Bilhete mensal de ônibus atinge 11% do previsto por Haddad em SP (Cotidiano B1)

Foto-legenda: Largada

Estudantes saem da escola estadual Fernão Dias Paes, símbolo dos protestos

contra reforma de ensino do governo Alckmin (PSDB), após 55 dias de ocupação (Cotidiano B1)

Gustavo Patu
Babel política no país adia solução à crise econômica – O governo federal não governa e a oposição não se opõe de forma coerente. Esta prega austeridade e flerta com a demagogia oportunista no Congresso; aquele não tem credibilidade nem para conduzir o ajuste demonizado na época da eleição nem para voltar atrás. (Opinião A2)

Mônica Bergamo
Governo estima gastar neste ano R$ 354 mil com flores (Ilustrada C2)

Editoriais
Leia “O sinal do dólar”, sobre desvalorização do real em 2015, e “Pedaladas digitais”, a respeito da baixa velocidade da internet em escolas públicas. (Opinião A2)


Edição: Equipe Fenatracoop,  Terça-Feira, 05 de Janeiro de 2016

Compartilhe nossa Matéria