Manchete dos Jornais nesta terça-feira, 06 de outubro de 2015
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 6th outubro 2015

TCU mantém julgamento das contas de Dilma
O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu ontem à noite manter a sessão do julgamento das contas da presidente Dilma Rousseff, marcada para amanhã, a partir das 17 horas. O pedido de suspeição do ministro relator, Augusto Nardes, feito pelo governo, será apreciado antes do início da votação…


O Globo

Manchete : Acordo de leniência devolve R$ 1 bilhão para a Petrobras
Valor será pago pela SBM, acusada de corrupção em negócios com a companhia
Indenização está prevista em documento que será assinado nos próximos dias pela empresa holandesa e pela Controladoria Geral da União (CGU); do total, 65% serão em dinheiro e 35%, em prestação de serviços
A empresa holandesa SBM terá de pagar R$ 1 bilhão à Petrobras, depois de assinar acordo de leniência com a Controladoria Geral da União, informam FRANCISCO LEALI e SÉRGIO FADUL. Os recursos irão para a Petrobras. A SBM é acusada de pagar o equivalente a US$ 139 milhões em propinas em troca de contratos com a estatal brasileira. Pelo acordo, 65% do valor serão devolvidos em dinheiro. O restante, em prestação de serviços. A SBM pediu a inclusão de uma cláusula que lhe permita voltar a participar de licitações da estatal. Em contrapartida, até o diretor-geral da empresa holandesa poderá ser responsabilizado em caso de futuro dano à Petrobras. (Pág. 3)

Estatal corta R$ 11 bi
Com problemas de caixa, a Petrobras reduziu em R$ 11 bilhões a previsão de investimentos para 2015 e 2016. (Pág. 21)

TCU mantém análise das contas de Dilma
Mesmo com a manobra do governo para tentar adiar o julgamento, os ministros do Tribunal de Contas da União mantiveram para amanhã a sessão que analisará as contas de 2014 da presidente Dilma. A decisão foi tomada ontem, menos de duas horas após a Advocacia Geral da União (AGU) protocolar pedido de suspeição do relator, Augusto Nardes (na foto). Antes da votação, o plenário analisará o recurso do governo. (Pág. 7 e Merval Pereira)

Brasil perde mercado com pacto no Pacífico
EUA, Japão e outros dez países de Américas e Ásia assinaram o maior acordo comercial da História. Juntos, eles detêm 40% do PIB mundial. O pacto deixa o Brasil mais isolado no comércio global e ameaça US$ 31 bilhões em exportações de produtos industriais brasileiros, afirmam especialistas. (Pág. 19)

FH diz que vetou Cunha na estatal
Em novo livro sobre o dia a dia no poder, o ex-presidente FH diz que recusou a indicação de Eduardo Cunha para diretor comercial da Petrobras. (Pág. 4)

Usinas reajustam álcool em 12%
As usinas de São Paulo elevaram em 12,3% o preço do álcool combustível na semana passada. Após reajuste da gasolina pela Petrobras, aumentou a compra de álcool pelas distribuidoras. (Pág. 21)

Pauta-bomba – Governo tenta manter vetos
Depois de a presidente Dilma empossar novos ministros, o governo tentará aprovar hoje, no Congresso, a manutenção de vetos à pauta-bomba. (Pág. 9)

Venezuela acusada de 300 violações
A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) acusou o governo de Nicolás Maduro, da Venezuela, de “totalitarismo comunicacional”, com 300 violações de liberdade de expressão em seis meses. (Pág. 26)


Estado de Minas

Manchete: TCU reage à manobra do governo e mantém julgamento
Ministros confirmam para amanhã a decisão sobre legalidade das contas de Dilma de 2014 Depois de a Advocacia-Geral da União (AGU)requerer que o plenário do Tribunal de Contas da União (TCU) considere impedido o relator do processo das contas,Augusto Nardes, seis dos nove ministros se reuniram no gabinete do presidente do tribunal,Aroldo Cedraz, e decidiram manter o julgamento. O pedido daAGU será analisado em sessão preliminar e, em seguida, apreciadas as contas.A tendência é de que o relator seja confirmado. Nardes deu o tom da indignação:“O governo está tentando intimidar a mim e ao TCU, mas não vamos nos acovardar.”A arguição de suspeição contra Augusto Nardes tem por base declarações dele adiantando seu voto pela rejeição das contas devido às “pedaladas”fiscais. O objetivo era a abertura de um processo para avaliar a substituição do relator, adiando o julgamento. Se o pleito da AGU não obtiver sucesso, o governo pretende levar o caso ao Supremo Tribunal Federal. Pág. 3 e O Editorial  ‘TCU sereno e soberano na, NA 6

LAVA-JATO tem outro fatiamento
STF tira do juiz Sérgio Moro processo que investiga a eletro nuclear e decisão sobre o caso caberá ao Ministro Zavascki. Pág. 4

NOBEL

Combate a parasitoses dá prêmio de medicina
Pesquisas contra malária, elefantíase e oncocercose (cegueira dos rios) premiam o irlandês William Campbell, de 85 anos,o japonês Satoshi O mura, de 80, e a chinesa Youyou Tu, de 84. Pág.12

Polícia faz busca na casa do prefeito de Santa Luzia
Em cumprimento a mandado judicial, a Polícia Civil apreendeu documentos, computadores e cheques na casa do prefeito de Santa Luzia, Carlos Alberto Calixto (PSB), e na empresa dele, alvo da operação. Também foram feitas apreensões na prefeituraeem duas secretarias. O motivo foi mantido em segredo de Justiça. Pág. 4


Gazeta do Povo

GLOBALIZAÇÃO
Manchete: Acordo histórico de livre comércio reúne 12 países e 40% do PIB mundial
Estados Unidos, Japão e os outros dez países anunciaram a conclusão da Parceria Transpacífico (TTP), o maior acordo regional de comércio da história. O bloco responde por 40% da economia mundial. O TPP vai reduzir barreiras comerciais com o corte de tarifas de importação entre seus parceiros. O Brasil ficou de fora. Para o governo brasileiro, o acordo coloca “pressão ” para que a União Europeia e o Mercosul também assinem um entendimento

PARALISAÇÃO
Paralisação de bancários deve atingir todo o país
Os bancários do Paraná entram em greve a partir de hoje. A paralisação é nacional e acontecerá também em outros estados. Os terminais de autoatendimento devem funcionar normalmente.A categoria reivindica reajuste salarial de 16%. Os bancos oferecem 5,5%, mais abono de R$ 2,5 mil

JULGAMENTO DAS PEDALADAS
TCU mantém julgamento das contas de Dilma
O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu ontem à noite manter a sessão do julgamento das contas da presidente Dilma Rousseff, marcada para amanhã, a partir das 17 horas. O pedido de suspeição do ministro relator, Augusto Nardes, feito pelo governo, será apreciado antes do início da votação

TRANSPORTE COLETIVO
A conta do ônibus velho
Enquanto a prefeitura de Curitiba e as empresas não chegam a um acordo sobre a tarifa técnica, os passageiros sofrem em ônibus antigos. Hoje, 13% da frota da capital já passou da vida útil

EDUCAÇÃO
Crianças acompanham pais na escola
Alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA), em Curitiba, agora podem levar os filhos ao colégio


O Estado de S. Paulo

Manchete : TCU ignora governo e mantém votação de contas de Dilma
Julgamento deve ocorrer amanhã, após análise do pedido de suspeição contra o relator do processo, Augusto Nardes, feito pela Advocacia-Geral da União
Apesar da pressão do Planalto para adiar o julgamento das pedaladas fiscais da gestão Dilma Rousseff, o Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu manter a análise do caso para amanhã. A decisão ocorreu em reação ao pedido do governo para que o ministro Augusto Nardes seja afastado da relatoria do processo de análise das contas de 2014. O pedido de suspeição de Nardes feito pela Advocacia-Geral da União será analisado como questão preliminar, antes do início do debate sobre o mérito das contas e das pedaladas fiscais (manobras contábeis). A tendência é de que o plenário rejeite a troca do relator. A decisão de manter a sessão foi tomada após reunião de ministros, na noite de ontem, da qual participaram o presidente do TCU, Aroldo Cedraz, e o próprio Nardes. O ministro Bruno Dantas propôs abertura de prazo para o relator apresentar argumentos, como prevê o Código do Processo Civil, mas foi voto vencido. Ao Estado, Nardes disse estar “firme” na relatoria. (Política / Pág. A4)

Caso vira bate-boca no Senado
Após a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) chamar Augusto Nardes de “golpista”, opositores reagiram e acusaram o governo de querer adiar o julgamento para evitar rejeição das contas. (Pág. A5)

Petrobrás vai cortar 30% de investimento em 2016
Como agravamento financeiro, a Petrobrás anunciou novo corte de investimentos e gastos. É a segunda vez em três meses que a estatal revê o plano de negócios. O volume de cortes chega a US$ 18 bilhões e deve atingir todas as áreas, até mesmo a de Exploração e Produção. Neste ano, a estatal projeta redução de 11% nos investimentos. Para 2016, o corte chegará a 30%. Com a nova estimativa, o orçamento anual ficará abaixo de US$ 20 bilhões pela primeira vez desde 2008. (Economia / Pág. B9)

US$ 25 bilhões
É a previsão de investimentos da estatal para este ano. Em 2016, pela estimativa de cortes, o orçamento deve ficar abaixo de US$ 20 bilhões.

Doze países fecham o maior pacto comercial da história
Doze países, que representam 40% do PIB global, fecharam o maior e mais ambicioso acordo comercial regional da história, que unirá economias dos dois lados do Pacífico e será elemento crucial na estratégia americana de conter a influência da China na Ásia. A Parceria Transpacífico (TPP, na sigla em inglês) une a primeira e a terceira economias do mundo – EUA e Japão – a dez países na Ásia, Oceania e Américas: Vietnã, Malásia, Cingapura, Brunei, Austrália, Nova Zelândia, Canadá, Chile, Peru e México. (Economia/Págs. B1 e B4)

Isolamento brasileiro
Segundo especialistas, o TPP deve gerar desvios do comércio brasileiro – em especial nos manufaturados e no agronegócio – e acentua a necessidade de o País se integrar à economia global. (Pág. B4)

Dilma : ‘Temos um Brasil para governar até 2018’
A presidente Dilma Rousseff cobrou ontem da nova equipe ministerial fidelidade até 2018 e diálogo constante com Congresso, prefeitos, governadores, partidos e movimentos sociais. “Recomendo a todos muita dedicação, pois temos um Brasil para governar até 2018.” Três horas após tomar posse, o ministro Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo), responsável pela articulação política entre Planalto e parlamentares, convocou reunião com líderes na Câmara e no Senado com o objetivo de traçar estratégia para garantira manutenção dos vetos presidenciais, que, se derrubados, podem afetar o ajuste fiscal. A avaliação no primeiro escalão é de que Dilma atendeu ao anseio das bancadas de participar do Executivo e, agora, o Legislativo terá de ajudar na governabilidade. (Política/Pág. A5)

Vetos serão primeiro teste
A força do novo Ministério será posta à prova hoje, quando parlamentares devem apreciar vetos presidenciais que, se derrubados, põem em risco a situação fiscal. (Pág. A5)

Lava Jato apura se Cunha tem outras contas no exterior
Investigadores da Lava Jato apuram a existência de outras contas no exterior ligadas ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), além das já bloqueadas na Suíça. Segundo fontes do Ministério Público do país, o deputado foi informado do bloqueio de contas “há um bom tempo”. Não há especificação de data, mas a apuração corre desde abril. O primeiro contato teria sido feito pelo banco e um outro pela Justiça suíça. Cunha disse não ter conhecimento de “absolutamente nada” a respeito das denúncias. (Política / Pág. A7 )

FHC diz que vetou deputado na Petrobrás
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso conta no livro Diários da Presidência que em 1996, durante seu governo, recusou pedido para que Eduardo Cunha (PMDB), hoje presidente da Câmara, fosse nomeado diretor comercial da Petrobrás. “Imagina!”, reagiu FHC. O episódio foi publicado na revista Piauí. “Se houve algum movimento feito, foi sem meu conhecimento”, disse Cunha. (Política / Pág. A7)

Morte por dengue é recorde no País
Dados oficiais mostram que o Brasil registrou em 2015 recorde de óbitos por dengue. Foram 693 casos até 29 de agosto. O levantamento começou em 1990. (Metrópole/Pág. A12)

Ilan Goldfajn
A arte de cortar na carne – Para um ajuste fiscal de 3,5% do PIB é necessário aprovar reformas no Congresso. Algo me diz que continuaremos discutindo aumento de imposto. (Espaço Aberto/Pág. A2)

Notas&Informações
Uma afronta às instituições – Magistrados são mandados às favas e petistas se transformam em “guerreiros do povo brasileiro” (Pág. A3)

Dilma e o Velho do Restelo – Lançado por Dilma como prova da vitória do governo sobre os “pessimistas”, o Minha Casa Melhor acabou (Pág. A3)


Zero Hora

Antes de votação, TCU avalia ação contra relator
Sessão que julgará contas do governo Dilma de 2014 está confirmada para amanhã. Planalto tenta impedir voto de ministro que sugeriu rejeição do balanço e cogita recorrer ao Supremo (Notícias | 6, 7, 18 e 19)

EUA, Japão e mais 10 criam bloco de livre comércio
Tratado para conter atuação da China abrangerá 40% da economia global (Notícias | 13 e 17)


Folha de S. Paulo

Manchete : Dilma vai recorrer ao Supremo se TCU não afastar relator
Governo acusa o ministro Augusto Nardes de antecipar voto; tribunal manteve votação marcada para quarta (7)
O governo Dilma vai recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal) para tentar anular o julgamento das contas da presidente pelo TCU (Tribunal de Contas da União) se ele ocorrer com a participação do ministro Augusto Nardes, relator do processo. O Planalto o acusa de antecipar seu voto em entrevistas, demonstrando parcialidade na conduta do processo. O ministro nega. Nesta segunda-feira (5), o ministro Luís Inácio Adams (Advocacia-Geral da União) protocolou no tribunal o pedido de afastamento. O presidente do TCU, Aroldo Cedraz, após reunião com os ministros, decidiu manter o julgamento nesta quarta-feira (7) e discutir o pedido da AGU no início da sessão. A decisão foi considerada uma derrota para a ofensiva governista. Há poucas chances de o pedido de afastamento de Nardes ser aceito. A equipe da presidente Dilma também já dá como certa a rejeição das contas no julgamento do tribunal. Para o governo, o resultado será usado politicamente, mesmo que a derrota não gere argumento jurídico para a abertura de um processo de impeachment, como defende a oposição. (Poder a4)

Com 40% do PIB, 12 países criam o maior bloco de livre-comércio
Doze países que formam cerca de 40% da economia mundial, entre eles EUA e Japão, concluíram a Parceria Transpacífico, maior acordo regional de comércio da história. Haverá corte de tarifas de importação e regras uniformes para setores como investimentos e ambiente. As exportações brasileiras podem encolher 2,7%, dizem economistas. (Mercado a13)

Em livro, FHC diz que barrou ida de Cunha à Petrobras
Em livro de memórias a ser lançado, o ex-presidente FHC (PSDB) diz que barrou indicação feita em 1996 por deputados para que Eduardo Cunha (PMDB-RJ) assumisse a diretoria comercial da Petrobras. O atual presidente da Câmara e outros políticos citados negam que tenham se movimentado pela nomeação na estatal. (Poder a8)
Bancários de 20 Estados e do DF em greve a partir de hoje (Mercado a16)

Gestão Alckmin torna projetos de transporte ultrassecretos
A gestão Alckmin (PSDB) tornou ultrassecretos documentos sobre o transporte público metropolitano de SP, entre eles os do Metrô, informam André Monteiro e Artur Rodrigues. A população terá de esperar 25 anos para saber as razões de atrasos em obras. A segurança de bens de “interesse estratégico” está entre os motivos que justificam o sigilo. (Cotidiano b1)
Painel

Só muita conversa freia crise política, diz Jaques Wagner
Novo chefe da Casa Civil, o ministro Jaques Wagner afirma que “milagres” não acontecem, e só “muita conversa” é capaz de resolver a instabilidade política. Sua primeira missão à frente da pasta será apagar a imagem de uma Casa Civil fechada ao diálogo e aos partidos aliados do governo. (Poder a4)

Vinicius Torres Freire
Acordo mostra o quanto o Brasil está alienado
O acordo Transpacífico cria condições de comércio que se tornam itens elementares de qualquer tratado. Como o Brasil não participa dessas tratativas, se e quando tentar fazê-lo, terá de dançar conforme a música já escolhida por outros. Estamos alienados do mundo. (Mercado a16)

Editoriais
Leia “Manobra protelatória”, acerca de julgamento das contas do governo pelo TCU, e “Descontrole no ar”, sobre falta de medição dos níveis de poluentes. (Opinião A2)


Edição: Equipe Fenatracoop, 06 de outubro de 2015, 09:20

Compartilhe nossa Matéria