Em 15 anos, país matou o equivalente à população de uma Lisboa e meia
Pelos dados oficiais, Brasil registrou um homicídio a cada dez minutos no período entre 2001 e 2015; a violência cresceu em ritmo maior que o número de habitantes, e nem as guerras e os atentados pelo mundo fizeram tantas vítimas…
Rocha Loures vira réu no caso da mala com R$ 500 mil
A Justiça aceitou denúncia do Ministério Público e transformou o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), que também foi assessor do presidente Michel Temer, em réu no caso da mala de R$ 500 mil entregue por executivo da JBS. Gravado e filmado em negociações e ao receber a mala de dinheiro, Rocha Loures vai responder a processo por corrupção passiva…
——————————————————————–

O Globo

Manchete : Em 15 anos, país matou o equivalente à população de uma Lisboa e meia
Pelos dados oficiais, Brasil registrou um homicídio a cada dez minutos no período entre 2001 e 2015; a violência cresceu em ritmo maior que o número de habitantes, e nem as guerras e os atentados pelo mundo fizeram tantas vítimas. De 2001 a 2015, foram assassinadas no Brasil 786 mil pessoas, uma vez e meia a população de Lisboa (506 mil) e mais que os habitantes de Frankfurt (701 mil). Juntos, os 28 países da União Europeia não tiveram tantos homicídios no período, assim como não morreram tantas pessoas na guerra da Síria (331 mil) ou nos atentados terroristas do século XXI (238 mil). “É uma tragédia que já nos acompanha há bastante tempo’; lamenta Claudio Beato, especialista em Segurança Pública. Ele aponta uma combinação de fatores para o país registrar um morto a cada dez minutos, em média: a ausência de políticas públicas voltadas à prevenção, a violência que sai das prisões com as facções do crime e a lentidão da Justiça. O projeto “A Guerra do Brasil’; que o GLOBO publicará ao longo da semana, contém um documentário, reportagens e artigos, com o objetivo de propor possíveis soluções para este drama brasileiro. (Págs. 7 a 9)

Miriam Leitão
PROTEGER O FUTURO
Emergência maior entre jovens e negros. (Pág. 20)

Ilona Szabó
O PAPEL DOS MUNICÍPIOS
Cidades devem se envolver na busca de soluções. (Pág. 8)

Núcleos de inteligência não andaram
Novos presídios também ficaram na promessa. (Págs. 8 e 9)

Dodge investiga vazamentos
A procuradora-geral, Raquel Dodge, pediu à PF a abertura de 5 inquéritos para investigar vazamentos de delações. Ela estuda não dar andamento às delações vazadas. (Pág. 3)

Paes e Pedro Paulo ficam inelegíveis
O TRE condenou o ex-prefeito Eduardo Paes e o deputado Pedro Paulo por abuso de poder político e econômico. Os dois ficam inelegíveis por 8 anos. Cabe recurso ao TSE. (Pág. 6)

Caixa tenta obter R$ 15 bi do FGTS
A Caixa Econômica espera ser autorizada hoje pelo Senado a receber empréstimo de R$ 15 bi do FGTS. Com a verba, seria destravado o crédito imobiliário para a classe média. (Pág. 19)

Atentado falha e deixa 4 feridos
A explosão parcial de uma bomba por um bengalês feriu 4 em Nova York. Trump usou ataque para reforçar discurso contra imigrantes. (Pág. 24)

Em crise, Rio prepara carnaval do ‘aperto’
Sem patrocínio de empresas e verbas públicas, escolas de samba do Rio preparam desfile em ritmo lento. No barracão da Mangueira, turno da noite será suspenso por economia de água e luz. (Pág. 10)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete : Por Previdência, empresários vão até a casa de deputados
Representantes de diversos setores fazem corpo a corpo com parlamentares para convencê-los a aprovar texto da reforma; governo precisa de 308 votos
Empresários passaram a fazer corpo a corpo com deputados para convencê-los a aprovar a reforma da Previdência. Membros de diversos sindicatos da indústria da construção civil estão visitando parlamentares em casa para pedir voto. Outros setores também se mobilizam. Representantes das indústrias químicas e de máquinas e equipamentos vão hoje a Brasília. “Queremos falar com o maior número possível de parlamentares sobre a importância de aprovar a reforma”, diz Fernando Figueiredo, presidente executivo da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim).
“A ideia é afastar do deputado o temor de que o trabalhador será prejudicado.” O Placar da Previdência, do Estado, aponta que 108 deputados estão indecisos em relação ao texto da reforma. Apenas 64 disseram que votarão sim. O governo precisa de 308 votos. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reconheceu ser difícil votar o texto na próxima semana. (Economia / Pág. B1)

Negociação direta
Ministros da Integração Nacional, Saúde e Cidades negociam com deputados os votos pró-Previdência. O governo estuda a liberação de mais recursos. (Pág. B1)

Conta chegou e não dá para adiar
A reforma da Previdência está atrasada em duas décadas e a conta desse adiamento chegou e é pesada, disseram os especialistas que participaram ontem do Fórum Estadão – Reforma da Previdência. Outro argumento destacado é o de que caso se espere mais para levar adiante a reforma o ajuste ficará ainda mais caro e penoso. (Caderno Especial)

PT estadual pode perder quase metade dos candidatos
Levantamento do PT estadual mostra que 99 filiados estão dispostos a concorrer a deputado federal ou estadual em 2018. Em 2014, a sigla teve 174 candidatos no Estado. A queda seria um reflexo das derrotas recentes – em 2016, o número de prefeitos eleitos pelo PT em São Paulo caiu de 72 para 11. A Lava Jato e o impeachment também pesaram nas desistências. (Política / Pág. A4)

Rocha Loures vira réu no caso da mala com R$ 500 mil
A Justiça aceitou denúncia do Ministério Público e transformou o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), que também foi assessor do presidente Michel Temer, em réu no caso da mala de R$ 500 mil entregue por executivo da JBS. Gravado e filmado em negociações e ao receber a mala de dinheiro, Rocha Loures vai responder a processo por corrupção passiva. (Política / Pág. A9)

Homem fere 3 com bomba caseira no metrô de NY
O bengalês Akayed Ullah provocou uma explosão ao detonar uma bomba caseira amarrada ao corpo quando atravessava uma conexão subterrânea que leva ao metrô, perto da Times Square, ontem, em Nova York. Preso, ele disse às autoridades que se inspirou no Estado Islâmico. O homem não teria histórico criminal e vive legalmente nos EUA. (Internacional / Pág. A10)

Airbus pagará R$ 30 mi por queda de avião
A francesa Airbus, fabricante do avião da TAM que explodiu ao sair da pista de Congonhas, em 2007, matando 199 pessoas, vai pagar R$ 30 milhões de indenização a um grupo de 70 familiares de vítimas do voo JJ3054. (Metrópole / Pág. A13)

Angras 1 e 2 não têm verba para combustível (Economia / Pág. B3)

Brasil e Argentina terão regra única para carros (Economia / Pág. B4)

Eliane Cantanhêde
Qual a marca de 2017? Nenhuma. Neste ano aconteceu tudo, mas não resultou em nada. (Política / Pág. A8)

Notas & Informações
Janela de oportunidade
Da aprovação da reforma da Previdência depende a saúde fiscal do País. Que tomemos Grécia e Portugal como exemplos a não serem seguidos. (Pág. A3)

Os desafios de Alckmin
Missão começa pela necessidade de reverter a desmoralização e o descrédito do PSDB. (Pág. A3)
————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Candidato de Temer teria 40% do tempo de TV na campanha
Cálculo que daria vantagem contra PSDB, PT, Marina e Bolsonaro depende de aliança do PMDB com o ‘centrão’
O candidato apoiado por Michel Temer (PMDB) à Presidência em 2018 pode ter a maior fatia da propaganda eleitoral na TV e no rádio. Se siglas governistas médias como PP, PSD, PR, PTB e PRB (que formam o chamado “centrão”) não migrarem para outra coligação, o nome endossado pelo Planalto terá 39% do tempo total de exposição —quase 5 minutos em cada bloco de 12 minutos e 30 segundos. O PT e o PSDB terão, respectivamente, 13% e 10% se não formarem alianças. Provável candidato tucano, Geraldo Alckmin tenta manter boas relações com o PMDB e partidos ligados ao governo. Há dúvidas sobre a posição do DEM no pleito presidencial. Nesta semana, atê oito deputados devem se filiar à sigla, o que tomaria a bancada a sexta maior da Câmara. O PSB seria o principal afetado com as saídas. Por estarem em legendas menores, Jair Bolsonaro (que deve se lançar pelo Patriota) e Marina Silva (Rede) terão aproximadamente 10 segundos sem outros apoios. A duração do horário segue o tamanho dos partidos da aliança. Nas últimas 7 eleições presidenciais, em 4 o vencedor foi quem teve o maior tempo, e em 2, o segundo maior. (Poder A4 e A5)

Empresa teria criado perfis falsos para tentar influenciar eleições. (A8 )

Planalto já admite votar Previdência no ano que vem
Com dificuldade para obter votos até a próxima semana, o Planalto avalia deixar a votação da reforma da Previdência para 2018. “Se não for para ser neste ano, que seja no próximo”, disse o ministro Dyogo Oliveira (Planejamento). O governo conta 270 votos a favor. Precisa de 308 para que o texto passe na Câmara. (Mercado A14)

Cúpula do governo tacha de privilégios benefícios que já tem (Mercado A14)

De cada dez escolas da elite no Enem, só uma é pública
Levantamento da Folha com base nos resultados do Enem 2016 afirma que apenas uma de cada dez escolas no grupo das que têm as 10% maiores notas é pública. Das 8.314 escolas analisadas, 6.978 (84%) são públicas e 1.336, particulares. Criado para avaliar o ensino médio, o Enem é a porta de entrada para praticamente todas as universidades federais. Também é usado por instituições estaduais para selecionar alunos. (Cotidiano B1)

Benjamin Steinbrunch
Conservadorismo adia a retomada do crescimento
Na medida em que a economia brasileira se recupera, nos convencemos de que o país perdeu, por conservadorismo, pontos a mais do PIB do que seria necessário para retomar o crescimento. A economia precisa de atitudes ofensivas, muito além das reformas defensivas.(Mercado A22)

Mudança em lei de falências dá mais poder aos bancos (Mercado A16)

Justiça Eleitoral do Rio torna Eduardo Paes inelegível (Poder A10)

Rocha Loures se torna réu no caso da mala de R$ 500 mil (Poder A10)

Editoriais
Leia “Abaixo do piso” , sobre queda acelerada da inflação neste ano, e “A América Latina vota” , acerca de eleições presidenciais no subcontinente. (Opinião A2)

————————————————————————————

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.