Comissão quer dar recompensa a quem denunciar corrupção
O deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), relator da Comissão Especial da Câmara que estabelece medidas de combate à corrupção, vai incluir em seu parecer proposta batizada de “informante do bem”, que visa a recompensar quem denuncia casos de corrupção. Segundo o texto original do parlamentar, prêmio poderia chegar a até 10% do valor recuperado…


O Globo

Manchete: Estado do Rio decide privatizar saneamento
Governo estadual pediu ao BNDES a inclusão no programa de concessões
O Estado do Rio enviou carta ao BNDES solicitando sua inclusão nas privatizações do setor de saneamento, informou o secretário executivo do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) do governo federal, Moreira Franco. O modelo proposto pelo BNDES prevê a divisão do Rio em quatro áreas de concessão. Os próximos estados a participarem das privatizações em saneamento devem ser Bahia e Espírito Santo, acrescentou Moreira. (Pág. 15)

Michel Temer
O Brasil fez uma extraordinária Olimpíada, e essa obra é toda do povo brasileiro. (Caderno Especial)

Míriam Leitão
Trabalhos continuam para reforçar o legado e o sucesso dos Jogos. (Pág.16)

Paralimpíada tem alta na venda de bilhetes
Reta final dos Jogos alavanca a busca ainda tímida pelo evento paralímpico, que superou ontem os 400 mil (17%) ingressos vendidos. (Caderno Especial)


O Estado de S. Paulo

Manchete: Após críticas, Temer recua e adia reajuste de servidor
Governo manobra com aliados para segurar projetos que aumentam salário do funcionalismo e ameaçam ajuste
O governo Michel Temer recuou e defendeu ontem publicamente segurar no Senado a votação de aumentos de salário do funcionalismo público, já aprovados na Câmara. “Agora é momento de segurar um pouco essa questão de reajuste”, afirmou o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB), após almoço com aliados. Entre os reajustes que aguardam votação está o dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), que tem efeito cascata sobre carreiras do Judiciário nos Estados e foi tema de parecer contrário do senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) na Comissão de Assuntos Econômicos. A decisão do governo veio após críticas de lideranças de partidos como o PSDB. A avaliação é de que a concessão dos aumentos enfraquece o discurso do governo sobre a necessidade de medidas “amargas” para que as contas públicas voltem a registrar superávit. (Economia/Pág. B1)

Serra chama documento da OEA de ‘besta’ e ‘malfeito’
O ministro das Relações Exteriores, José Serra, chamou de “besta” e “malfeito” o pedido de explicações sobre o impeachment feito pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos. “A OEA mandou um documento besta, malfeito, e quem tem que responder a respeito de impeachment é o Congresso. Impeachment não tem nada a ver com o Executivo.” Para o tucano, é “bobagem” dizer que impeachment é golpe. “É um processo constitucional, levado pelo Congresso, supervisionado pelo Judiciário.” (Política/Pág. A6)

Comissão quer dar recompensa a quem denunciar corrupção
O deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), relator da Comissão Especial da Câmara que estabelece medidas de combate à corrupção, vai incluir em seu parecer proposta batizada de “informante do bem”, que visa a recompensar quem denuncia casos de corrupção. Segundo o texto original do parlamentar, prêmio poderia chegar a até 10% do valor recuperado. (Política/Pág. A8)

Foto-legenda: No 1º debate, todos contra Haddad
Candidatos à Prefeitura de SP, Fernando Haddad (PT), Celso Russomanno (PRB), Major Olímpio (SD), João Doria (PSDB) e Marta Suplicy (PMDB), com o mediador Boris Casoy ao centro, fizeram o 1º debate da campanha, na TV Bandeirantes. Haddad e bandeiras de sua gestão, como redução de velocidade no trânsito, foram alvo. (Política/Pág. A4)

Paralimpíada terá efetivo 30% menor (Direto da Fonte/Pág. C2)

Suspensa delação de ex-presidente da OAS (Política/Pág. A7)

Eliane Cantanhêde
Nem tudo é desgraça
Olimpíadas não resolvem os males nacionais, mas ajudam a sacudir positivamente a autoestima do país e a mostrar que “yes, we can”. (Política/Pág. A6)

Notas & Informações
indústria e a lição dos erros

A política de estímulos fiscais e financeiros a setores resultou em desastrosa sangria do Tesouro. (Pág. A3)

Os juízes e o ajuste fiscal
Os altos vencimentos da magistratura decorrem de pressões e artimanhas para contornar o teto. (Pág. A3)


Folha de S.Paulo

Manchete: Sob pressão do STF, Janot rompe acordo de delação com OAS
Ministros sugerem que vazamento de citação a Dias Toffoli foi feito por investigadores; Procuradoria não comenta o caso. Segundo Mendes, há sinais de retaliação de investigadores a decisões do STF.

Temer pede suspensão de reajustes e quer barrar aumento no Supremo

Força Sindical é condenada a devolver verba de R$ 1,6 milhão de projeto

Volks corta jornada de funcionário na Alemanha por crise com fornecedor

Residentes médicos paralisam atividades na Santa Casa de SP

3 em cada 10 planos de saúde não pagam nem 1% da dívida com SUS
Planos de saúde atribuem a falta de pagamento a discordância sobre; procedimentos e sobre o processo de ressarcimento.


Edição: Equipe Fenatracoop, Terça-Feira, 23 de Agosto de 2016

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.