Delator e ladra de fraldas têm penas iguais de prisão
Em um exemplo das disparidades no sistema judicial brasileiro, um dos delatores da Odebrecht na Lava Jato, Alexandrino de Alencar, foi condenado à mesma pena de prisão que Keli Silva, que furtou quatro pacotes de fraldas em supermercado na periferia de SP…

O desespero do PT
O PT sabe que, se os processos contra Lula forem tratados somente no âmbito jurídico, a derrota do petista é certa


O Globo

Manchete : África de bambas na avenida
A segunda noite dos desfiles das escolas de samba começou com doses fortes de emoção. A União da Ilha, que levou a cultura do candomblé angolano para a Sapucaí, encantou o público com a comissão de frente de Carlinhos de Jesus e o uso de atabaques nas paradinhas da bateria. A escola, porém, teve problemas com um carro alegórico, que, desgovernado, por pouco não repetiu o acidente da véspera, quando 20 pessoas ficaram feridas no desfile da Paraíso do Tuiuti.
A São Clemente usou a história da construção do Palácio de Versalhes, na França, para falar de corrupção. A agremiação fez um desfile correto e evitou referências explícitas à Lava-Jato. A Mocidade, terceira a desfilar, lançou mão de um drone no enredo sobre o Marrocos. No primeiro dia, Beija-Flor, Salgueiro e Imperatriz se destacaram e estão na disputa pelo título. A campeã será conhecida amanhã. (Caderno Especial)

Doria e Crivella usam redes sociais para divulgar ações (Pág. 3)

Trump amplia gasto militar em US$ 54 bi (Pág. 19)

Ancelmo Gois
Inmetro criará padrões de segurança para os carros alegóricos para o carnaval de 2018 (Pág. 8)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete : Trump faz plano para aumentar orçamento militar em US$ 54 bi
Governo pretende cortar verba de assistência internacional e da agência ambiental
O presidente Donald Trump quer aumentar o gasto militar dos Estados Unidos em 10%, elevando em US$ 54 bilhões o orçamento do setor, que atingiria US$ 603 bilhões. O anúncio foi feito no mesmo dia em que o Pentágono apresentou à Casa Branca um plano para eliminar o Estado Islâmico (EI) no prazo de um ano. A proposta prevê combate ao grupo extremista em vários países, não apenas no Iraque e na Síria, principais focos de ação do EI. O aumento do orçamento militar seria coberto pelo corte de recursos em outras áreas.
A mais visada é o Departamento de Estado, que poderia perder até 30%, especialmente nos programas voltados à assistência internacional. A agência de proteção ambiental também sofreria cortes. Mesmo assim, o governo diz que vai preservar programas sociais. Trump deve detalhar sua proposta orçamentária hoje no Congresso. (Internacional / Pág. A8)

A ameaça à OMC
O brasileiro Roberto Azevêdo deve ser reeleito hoje na Organização Mundial do Comércio. A legitimidade da entidade é questionada pelos EUA. (Economia / Pág. B1)

Gol afirma que nova regra não reduzirá tarifa
O início da cobrança de bagagem pelas companhias aéreas, em 14 de março, não garantirá bilhetes mais baratos na comparação com os patamares atuais, segundo a Gol. Para o presidente da empresa, Paulo Kakinoff, o consumidor pode acabar se beneficiando com a competição no mercado. (Economia / Pág. B5)

Coluna do Estadão
Secretária vai confirmar versão de José Yunes
Em depoimento à Procuradoria-Geral da República, José Yunes disse que comprovará que recebeu o operador Lúcio Bolonha Funaro no seu escritório. Ele indicou a secretária como testemunha. (Política / Pág. A4)

Eliane Cantanhêde
Mercosul e Aliança do Pacífico vão discutir a relação, uma chance de ouro para o Brasil. (Política / Pág. A6)

NOTAS & INFORMAÇOES
Bom começo
para as contas Há notícias boas e animadoras nas contas públicas de janeiro, mas o governo ainda terá um caminho difícil até as metas deste ano. (Pág. A3)

O desespero do PT
O PT sabe que, se os processos contra Lula forem tratados somente no âmbito jurídico, a derrota do petista é certa. (Pág. A3)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : Trump pede ao Congresso aumento de gasto militar
Desde 2009, despesa no setor havia caído 19%
O governo de Donald Trump propõe elevar em quase 10% o orçamento militar dos EUA no período 2017-18.0 presidente levará sua primeira proposta de Orçamento ao Congresso nesta terça (28).
Só o aumento, de US$ 54 bilhões, equivale a mais de duas vezes o gasto brasileiro com defesa em 2016. Desde 2009, a despesa no setor nos EUA havia caído 19% — de US$ 738 bilhões para US$ 596 bilhões.
O gasto será compensado por cortes de igual tamanho nas áreas de proteção ambiental, agências e ajuda americana a outros países. “O orçamento vai incluir um aumento histórico em gastos de defesa para reconstruir as esgotadas Forças Armadas dos EUA no momento em que mais precisamos delas”, disse Trump. A área militar consome 15% do Orçamento americano. A retomada de investimentos militares ê promessa de campanha do republicano. (Mundo A8)

Reforma da aposentadoria atrai fundos de SP e União
São Paulo e a União se preparam para administrar aposentadorias de servidores de outros Estados e de municípios — que deverão criar fundos de previdência complementar se a reforma for aprovada no Congresso.
O potencial desses fundos ainda não foi calculado. Há hoje 9,8 milhões de servidores com aposentadoria administrada por governos no país. (Mercado Al1)

Clube judaico cancela evento com Bolsonaro
O clube Hebraica, de São Paulo, suspendeu palestra do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) agendada para março. Acusado de intolerância, o presidenciável foi alvo de um abaixo-assinado contra a sua presença. Ele não comentou, e o clube disse que fará um evento com mais prê-candidatos. (Poder A7)

Delator e ladra de fraldas têm penas iguais de prisão
Em um exemplo das disparidades no sistema judicial brasileiro, um dos delatores da Odebrecht na Lava Jato, Alexandrino de Alencar, foi condenado à mesma pena de prisão que Keli Silva, que furtou quatro pacotes de fraldas em supermercado na periferia de SP. (Poder A5)

Bolsa olímpica privilegia atletas do eixo RJ-SP (Esporte B8)

Protestos políticos também vão às ruas (B3)

Editoriais
“Juros na contramão”, acerca de distorções do setor financeiro, e “O bloco dos exoplanetas”, sobre descoberta de sistema planetário. (Opinião A2)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.