Manchete dos Jornais nesta Terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

113

Delator e ladra de fraldas têm penas iguais de prisão
Em um exemplo das disparidades no sistema judicial brasileiro, um dos delatores da Odebrecht na Lava Jato, Alexandrino de Alencar, foi condenado à mesma pena de prisão que Keli Silva, que furtou quatro pacotes de fraldas em supermercado na periferia de SP…

O desespero do PT
O PT sabe que, se os processos contra Lula forem tratados somente no âmbito jurídico, a derrota do petista é certa


O Globo

Manchete : África de bambas na avenida
A segunda noite dos desfiles das escolas de samba começou com doses fortes de emoção. A União da Ilha, que levou a cultura do candomblé angolano para a Sapucaí, encantou o público com a comissão de frente de Carlinhos de Jesus e o uso de atabaques nas paradinhas da bateria. A escola, porém, teve problemas com um carro alegórico, que, desgovernado, por pouco não repetiu o acidente da véspera, quando 20 pessoas ficaram feridas no desfile da Paraíso do Tuiuti.
A São Clemente usou a história da construção do Palácio de Versalhes, na França, para falar de corrupção. A agremiação fez um desfile correto e evitou referências explícitas à Lava-Jato. A Mocidade, terceira a desfilar, lançou mão de um drone no enredo sobre o Marrocos. No primeiro dia, Beija-Flor, Salgueiro e Imperatriz se destacaram e estão na disputa pelo título. A campeã será conhecida amanhã. (Caderno Especial)

Doria e Crivella usam redes sociais para divulgar ações (Pág. 3)

Trump amplia gasto militar em US$ 54 bi (Pág. 19)

Ancelmo Gois
Inmetro criará padrões de segurança para os carros alegóricos para o carnaval de 2018 (Pág. 8)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete : Trump faz plano para aumentar orçamento militar em US$ 54 bi
Governo pretende cortar verba de assistência internacional e da agência ambiental
O presidente Donald Trump quer aumentar o gasto militar dos Estados Unidos em 10%, elevando em US$ 54 bilhões o orçamento do setor, que atingiria US$ 603 bilhões. O anúncio foi feito no mesmo dia em que o Pentágono apresentou à Casa Branca um plano para eliminar o Estado Islâmico (EI) no prazo de um ano. A proposta prevê combate ao grupo extremista em vários países, não apenas no Iraque e na Síria, principais focos de ação do EI. O aumento do orçamento militar seria coberto pelo corte de recursos em outras áreas.
A mais visada é o Departamento de Estado, que poderia perder até 30%, especialmente nos programas voltados à assistência internacional. A agência de proteção ambiental também sofreria cortes. Mesmo assim, o governo diz que vai preservar programas sociais. Trump deve detalhar sua proposta orçamentária hoje no Congresso. (Internacional / Pág. A8)

A ameaça à OMC
O brasileiro Roberto Azevêdo deve ser reeleito hoje na Organização Mundial do Comércio. A legitimidade da entidade é questionada pelos EUA. (Economia / Pág. B1)

Gol afirma que nova regra não reduzirá tarifa
O início da cobrança de bagagem pelas companhias aéreas, em 14 de março, não garantirá bilhetes mais baratos na comparação com os patamares atuais, segundo a Gol. Para o presidente da empresa, Paulo Kakinoff, o consumidor pode acabar se beneficiando com a competição no mercado. (Economia / Pág. B5)

Coluna do Estadão
Secretária vai confirmar versão de José Yunes
Em depoimento à Procuradoria-Geral da República, José Yunes disse que comprovará que recebeu o operador Lúcio Bolonha Funaro no seu escritório. Ele indicou a secretária como testemunha. (Política / Pág. A4)

Eliane Cantanhêde
Mercosul e Aliança do Pacífico vão discutir a relação, uma chance de ouro para o Brasil. (Política / Pág. A6)

NOTAS & INFORMAÇOES
Bom começo
para as contas Há notícias boas e animadoras nas contas públicas de janeiro, mas o governo ainda terá um caminho difícil até as metas deste ano. (Pág. A3)

O desespero do PT
O PT sabe que, se os processos contra Lula forem tratados somente no âmbito jurídico, a derrota do petista é certa. (Pág. A3)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : Trump pede ao Congresso aumento de gasto militar
Desde 2009, despesa no setor havia caído 19%
O governo de Donald Trump propõe elevar em quase 10% o orçamento militar dos EUA no período 2017-18.0 presidente levará sua primeira proposta de Orçamento ao Congresso nesta terça (28).
Só o aumento, de US$ 54 bilhões, equivale a mais de duas vezes o gasto brasileiro com defesa em 2016. Desde 2009, a despesa no setor nos EUA havia caído 19% — de US$ 738 bilhões para US$ 596 bilhões.
O gasto será compensado por cortes de igual tamanho nas áreas de proteção ambiental, agências e ajuda americana a outros países. “O orçamento vai incluir um aumento histórico em gastos de defesa para reconstruir as esgotadas Forças Armadas dos EUA no momento em que mais precisamos delas”, disse Trump. A área militar consome 15% do Orçamento americano. A retomada de investimentos militares ê promessa de campanha do republicano. (Mundo A8)

Reforma da aposentadoria atrai fundos de SP e União
São Paulo e a União se preparam para administrar aposentadorias de servidores de outros Estados e de municípios — que deverão criar fundos de previdência complementar se a reforma for aprovada no Congresso.
O potencial desses fundos ainda não foi calculado. Há hoje 9,8 milhões de servidores com aposentadoria administrada por governos no país. (Mercado Al1)

Clube judaico cancela evento com Bolsonaro
O clube Hebraica, de São Paulo, suspendeu palestra do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) agendada para março. Acusado de intolerância, o presidenciável foi alvo de um abaixo-assinado contra a sua presença. Ele não comentou, e o clube disse que fará um evento com mais prê-candidatos. (Poder A7)

Delator e ladra de fraldas têm penas iguais de prisão
Em um exemplo das disparidades no sistema judicial brasileiro, um dos delatores da Odebrecht na Lava Jato, Alexandrino de Alencar, foi condenado à mesma pena de prisão que Keli Silva, que furtou quatro pacotes de fraldas em supermercado na periferia de SP. (Poder A5)

Bolsa olímpica privilegia atletas do eixo RJ-SP (Esporte B8)

Protestos políticos também vão às ruas (B3)

Editoriais
“Juros na contramão”, acerca de distorções do setor financeiro, e “O bloco dos exoplanetas”, sobre descoberta de sistema planetário. (Opinião A2)




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *