Manchete dos Jornais nesta terça-feira, 31 de maio de 2016
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 31st maio 2016

Polícia agora diz ter prova de estupro
Adolescente de 16 anos foi incluída em programa de proteção federal
Ameaçada pelo tráfico, a adolescente de 16 anos, que denunciou ter sofrido estupro coletivo, entrou para o Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte e deve deixar o Rio. Ontem, dois acusados foram presos, o jogador de futebol Lucas Perdomo, de 20 anos, e Raí de Souza, de 22 anos. Após críticas à atuação da polícia, que na semana passada afirmava não ter indícios para pedir a prisão dos suspeitos, a delegada que assumiu o caso, Cristiana Bento, disse ontem estar convencida de que houve estupro, que só não sabe “se foram cinco, dez ou 30 (estupradores)”. O laudo pericial não comprovou violência sexual ou física …


O Globo

Manchete : Mais um ministro de Temer cai por agir contra a Lava-Jato
Responsável por combate à corrupção, Fabiano Silveira foi flagrado em grampo
Situação de titular da Transparência ficou insustentável após TV Globo divulgar áudio que o mostrou orientando a defesa de Renan Calheiros nas investigações e de servidores protestarem contra sua permanência e lavarem seu gabinete
O governo Michel Temer perdeu seu segundo ministro em uma semana por suspeita de tentar interferir na Lava-Jato. Depois de Romero Jucá, o ministro da Transparência, Fabiano Silveira, responsável pelo combate à corrupção, foi levado a pedir demissão depois de ser flagrado em gravações feitas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. Na conversa, Silveira critica a operação e orienta o presidente do Senado, Renan Calheiros, sobre inquéritos no STF. Após a divulgação dos áudios pela TV Globo no domingo à noite, servidores ontem protestaram contra Silveira no Planalto e fizeram lavagem simbólica de seu gabinete. Temer disse que manteria o ministro, mas não resistiu às pressões, feitas também por aliados e pela Transparência Internacional. (Págs. 3 e 4)

Relator vai pedir a cassação de Cunha
O relatório do deputado Marcos Rogério, a ser apresentado hoje no Conselho de Ética da Câmara, pedirá a cassação do mandato do presidente afastado, Eduardo Cunha (PMDB), por mentir sobre contas na Suíça. (Pág. 6)

Bolsa Família: R$ 2,5 bilhões sob suspeita
Investigação do MPF identificou suspeitas de irregularidades no pagamento de R$ 2,5 bilhões do Bolsa Família em 2013 e 2014, referente a 1,4 milhão de beneficiários. Cruzamento de dados identificou no cadastro mortos, pessoas com dois CPFs, doadores de campanha e empresários. (Pág. 9)

Brasil perde ainda mais competitividade
O Brasil caiu para 57º lugar no ranking global de competitividade da escola de negócios IMD. Agora, o país só está à frente de Mongólia, Ucrânia, Croácia e Venezuela. (Pág. 21)

Latam deixa de voar de Chile e Brasil para Venezuela (Pág. 22)

Polícia agora diz ter prova de estupro
Adolescente de 16 anos foi incluída em programa de proteção federal
Ameaçada pelo tráfico, a adolescente de 16 anos, que denunciou ter sofrido estupro coletivo, entrou para o Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte e deve deixar o Rio. Ontem, dois acusados foram presos, o jogador de futebol Lucas Perdomo, de 20 anos, e Raí de Souza, de 22 anos. Após críticas à atuação da polícia, que na semana passada afirmava não ter indícios para pedir a prisão dos suspeitos, a delegada que assumiu o caso, Cristiana Bento, disse ontem estar convencida de que houve estupro, que só não sabe “se foram cinco, dez ou 30 (estupradores)”. O laudo pericial não comprovou violência sexual ou física. (Págs. 10 e 11)

Colunas
Merval Pereira – Ligação com a cúpula do PMDB tira independência de Temer. (Pág. 4)

Míriam Leitão – Em menos de 20 dias, Temer já tem coleção de erros (Pág. 20)

José Casado – Sarney fala como quem se acha capaz de influir no STF. (Pág. 17)

Editorial
‘Renúncia reduz danos de Temer’ (Pág. 16)


O Estado de S. Paulo

Manchete : Áudio da Lava Jato derruba segundo ministro em 7 dias
Fabiano Silveira deixa Transparência após divulgação de conversas sobre defesa de investigados
O ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira, pediu demissão do cargo. A decisão foi tomada um dia após a divulgação de áudios em que ele discute estratégias de defesa de investigados na Operação Lava Jato, incluindo o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). As gravações foram feitas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, que fez acordo de delação premiada. É o segundo ministro a cair por causa das gravações de Machado em sete dias – o primeiro foi Romero Jucá, que deixou o Planejamento. O presidente em exercício Michel Temer tentou durante todo o dia evitar a demissão para não dar impressão de fragilidade do governo, mas não suportou a pressão. Além de críticas da base aliada e de entidades de combate à corrupção, houve protesto de servidores da pasta. Chefes das Controladorias Regionais da União puseram cargos à disposição. Na carta de demissão, Silveira disse ter sido “alvo de especulações insólitas” e que jamais intercedeu por terceiros em órgãos públicos. (Política A4 e A6)

AGU cobra empreiteiras
A Advocacia-Geral da União ajuizou duas ações de improbidade contra 15 empresas e 12 pessoas físicas envolvidas na Operação Lava Jato. A AGU cobra R$ 12,06 bilhões por prejuízos à Petrobrás. (Pág. A8)

Análises
Eliane Cantanhêde – Ruim com ele, pior sem ele

Vale gritar contra muitas coisas. Mas esforço para derrubar Temer, neste momento, é contra o Brasil. (A6)

Arnaldo Jabor – Se comunica ou se estrumbica

Esse é o maior perigo: a teia de escândalos pode mascarar urgentes acertos da República devastada. (Caderno2 C8)

Filho de Lula recebeu cerca de R$ 10 milhões
Investigadores da Operação Zelotes descobriram que o filho caçula do ex-presidente Lula, Luís Cláudio Lula da Silva, e sua empresa, a LFT Marketing Esportivo, receberam quase R$ 10 milhões. Até agora se sabia que Luís Cláudio havia embolsado R$ 2,5 milhões da Marcondes & Mautoni, consultoria acusada de comprar medidas provisórias. Os novos valores apareceram após quebra do sigilo bancário dele e da empresa de 2009 a 2015, informa a Coluna do Estadão. A LFT foi criada em 2011. Lula também é alvo da Zelotes. A empresa de Luís Cláudio não tem funcionários registrados nem em consultoria. O trabalho para a Mautoni foi copiado da internet. Além das suspeitas sobre a compra de medidas provisórias editadas por Lula e Dilma Rousseff, a Zelotes investiga suposta propina na compra de caças suecos pelo governo Dilma. Procurada, a assessoria de Luís Cláudio alegou que não localizou os advogados e teve pouco tempo para comentar o assunto. (Política A4)

Petista sabia do mensalão, diz delator
O ex-deputado federal Pedro Corrêa (PP-PE) disse em delação que o ex-presidente Lula “tinha pleno conhecimento de que o mensalão não era ‘caixa 2’ de eleição”. Segundo ele, Lula sabia que valores pagos eram “propina arrecadada junto a órgãos governamentais para que políticos mantivessem bases eleitorais e continuassem a integrar a base aliada do governo” no Congresso. (A8)

Operador do PMDB, filho de Machado faz delação
O filho caçula do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado também fez acordo de delação premiada. Expedito Machado Neto foi apontado pela Operação Lava Jato como operador financeiro da cúpula do PMDB do Senado. Did, como é conhecido, mora em Londres, onde controla fundo de investimento. A delação foi homologada pelo ministro Teori Zavascki, do STF. Enquanto Sérgio Machado gravou conversas com a cúpula do PMDB, Did apresentou o caminho do dinheiro desviado de obras e serviços da Transpetro. (Política A6)

Relator vai pedir cassação de Cunha
Relator do processo de Eduardo Cunha no Conselho de Ética da Câmara, Marcos Rogério apresenta hoje pedido de cassação do mandato sob alegação de que Cunha mentiu ao dizer que não tem conta no exterior. (Política A7)

União faz oferta para tentar trégua com Estados
O governo oferecerá desconto de 60% nas parcelas das dívidas que os Estados têm de pagar até o fim do ano, informa Adriana Fernandes. Com a proposta, pretende obter trégua na disputa com os governos estaduais, que entraram com ações no STF para abater os débitos e querem parar de pagar, por dois anos, suas dívidas com a União. Pela oferta que será apresentada amanhã, o governo abre mão de R$ 12 bilhões até o fim do ano, enquanto busca saída definitiva para a crise. (Economia B1 e B3)

Ex-presidente do PSDB-MG é preso
Nárcio Rodrigues foi preso na Operação Aequalis. Ele é suspeito de participação no desvio de R$ 14 milhões em obra de secretaria da qual foi titular no governo Anastasia. (Política A9)

Para delegada, imagens provam estupro coletivo; dois são presos
A delegada Cristiana Bento disse não ter dúvida de que a adolescente que teve imagens publicadas em redes sociais desacordada e nua foi vítima de estupro coletivo. A Justiça mandou prender seis suspeitos. Dois foram detidos e quatro continuavam foragidos ontem. (Metrópole A12 e A13)
Rio inicia ofensiva antizika nos Jogos (Esportes A16)

Sérgio Fernando Moro
A Justiça e os decaídos – Preocupa a proposição de projetos de lei que, sem reflexão, buscam proibir que presos possam confessar crimes e colaborar com a Justiça (Espaço Aberto A2)

Diogo Castor e Fernando dos Santos Lima
As ‘Medidas pela Corrupção’ – O que se vê é a vontade do Parlamento de cassar decisão do STF, em manifesto ataque à separação dos Poderes.
(Espaço Aberto A2)

Notas&Informações
Por que Dilma não pode voltar – Para petista, se Cunha por acaso não existisse, ela ainda estaria na Presidência e a crise, superada. (A3)

Maus sinais da inflação – Intensificação da alta de preços tem ocorrido em vários segmentos e observada no varejo e no atacado. (A3)


Folha de S. Paulo

Manchete : Temer perde 2º ministro em 19 dias de governo
Fabiano Silveira (Transparência), que em gravação fez crítica à Lava Jato, se afasta
O ministro da Transparência, Fabiano Silveira, pediu demissão nesta segunda (30), um dia depois da divulgação de áudio no qual ele faz críticas à Lava Jato. À época das gravações, Silveira era membro do Conselho Nacional da Justiça, órgão que fiscaliza o Poder Judiciário, e dava orientações a investigados na operação da Polícia Federal. Em 19 dias de governo Temer, é o segundo ministro que se afasta. O primeiro, Romero Jucá (Planejamento), sugeriu em áudio, revelado pela Folha, um pacto para controlar a Lava Jato. Com gritos de “Fora, Fabiano” e “Temer, demite”, servidores do ministério fizeram protesto exigindo a saída de Silveira da pasta. Mesmo sob pressão, o presidente interino pretendia mantê-lo. Não via motivo suficiente para demiti-lo. O ministro, que nega interferência na Lava Jato, optou pela demissão. Foi o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), alvo da operação, quem indicara Silveira. Ainda não há substituto para o cargo. (Poder a4)

Mônica Bergamo
Odebrecht formaliza negociação de leniência com o Ministério Público Federal. (Ilustrada C2)

Superavit do governo cai com rombo maior no INSS
Com a alta de 150% no deficit da Previdência no intervalo de um ano — em abril, ele somou R$ 8,5 bilhões —, o governo fechou suas contas no mês com superavit de R$ 9,8 bilhões, 11,4% menor que no mesmo período de 2015. Centrais sindicais decidiram não levar ao governo propostas para a reforma do INSS. (Mercado págs. 1 e 3)
Estratégia para o país é parar de tomar gols, diz Meirelles (Mercado pág. 1)

Aliado de Aécio é preso acusado de corrupção em MG
Nárcio Rodrigues, ex-presidente do PSDB de Minas Gerais e aliado do senador Aécio Neves, foi preso nesta segunda (30), acusado de receber R$ 1,5 milhão de propina segundo delação premiada do executivo português Firmino Rocha. O dinheiro teria saído de um contrato superfaturado. Rodrigues nega. Aécio não foi localizado. (Poder a6)

Delator, Youssef vai deixar a prisão quatro meses antes (Poder a5)

Vale alterou dados sobre lama em barragem de MG
A Vale, uma das donas da Samarco, adulterou dados sobre o volume de lama lançado na barragem de Fundão, em Mariana, que ruiu em 2015. A fraude aconteceu depois da tragédia para atrapalhar a investigação, segundo relatório da PF. A empresa afirma ter feito apenas correções. (Cotidiano B3)

Delegada diz que ‘estupro está provado’ e pede prisão de 6
Para a delegada Cristiana Bento, que assumiu no domingo ( 29) a investigação do estupro coletivo de uma jovem de 16 anos, o vídeo em que a menor aparece nua e desacordada prova o crime. Bento pretende agora verificar a extensão da violência. Ela pediu a prisão de seis suspeitos, duas delas executadas na segunda (30). O governador em exercício do Rio, Francisco Dornelles (PP), disse que, se dependesse dele, puniria estupro com pena de morte. (Cotidiano B1)

Ingleses vendem ingresso para a Rio-16 sem aval
Sem autorização da organização da Olimpíada de 2016, a THG Sports oferece pacotes VIP para o evento. Dois anos atrás, a empresa inglesa teve seu principal executivo preso por venda ilegal de ingressos para a Copa do Mundo no Brasil. A THG não se manifestou sobre o caso. (Esporte B5)

Bernardo Mello Franco
Motivo de nova queda parece uma piada de mau gosto
O ministro da Transparência, encarregado de combater a corrupção, foi flagrado em conversas para melar a Lava Jato. A segunda queda ministerial está longe de mostrar Temer como um líder enérgico e intolerante com desvios. Ao contrário: reforça a impressão de que está a reboque dos fatos e das fitas. Quem será o alvo da próxima? (Opinião a2)

Editoriais

Leia “Pouca transparência”, a respeito de queda de segundo ministro no governo Temer, e “Vírus do alarmismo”, acerca de vírus da zika e Olimpíada. (Opinião a2)


Edição: Equipe Fenatracoop, Terça-Feira, 31 de Maio de 2016

Compartilhe nossa Matéria