Presos provisórios custam R$ 6,4 bi por ano ao país
O Brasil tem mais de 221 mil presos provisórios, condição em que estava 0 ex-ministro José Dirceu antes de ser solto na terça (2).  Encarcerados antes de receberem sentença definitiva, eles representam 34% dos detentos do país, de acordo com 0 Conselho Nacional de Justiça, e custam quase R$ 6,4 bilhões por ano aos cofres públicos….
Polícia investiga novo caso de estupro coletivo
Um vídeo compartilhado em redes sociais mostra menina de 12 anos sendo violentada por cinco rapazes, na Baixada Fluminense. A delegada Juliana Amorim disse que, além dos agressores, quem divulgou as imagens vai responder criminalmente…
Lula conhecia e comandava o esquema, afirma Duque
Ex-diretor da Petrobras delata petista; ex-presidente diz que acusação é fabricada
Lula disse, em nota, que a fala ê “mais uma tentativa de fabricar acusações” para reduzir penas. “Se eles não me prenderem logo, quem sabe um dia eu mande prendê-los por mentira”, afirmou 0 ex-presidente em congresso do PT na noite de sexta…

———————————————————————

O Globo

Manchete : Lula tinha pleno conhecimento e comandava esquema, diz Duque
Ex-diretor afirma que ex-presidente chefiava desvios na Petrobras
Para petista, depoimentos são fabricados e mentirosos

Indicado para o cargo pelo ex-ministro José Dirceu, o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque afirmou ontem, em depoimento ao juiz Sergio Moro, que o ex-presidente Lula “tinha pleno conhecimento de tudo e detinha o comando” do esquema de corrupção na estatal. Duque relatou três reuniões com o petista em que teria ficado claro, para ele, que o ex-presidente “conhecia tudo” e que o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto “era um braço que atuava com Lula”. Segundo o ex-diretor da Petrobras, apenas por contratos com a Sete Brasil, o partido, Dirceu e Lula receberam propinas que somam US$ 133 milhões. Em nota divulgada por seu instituto, Lula disse que os depoimentos de Duque e outros delatores são “fabricados e mentirosos”. Para o petista, trata-se de uma “desesperada gincana”. (Págs. 3 a 5)

MERVAL PEREIRA
A cada dia fica mais difícil crer na tese de conspiração contra Lula (Pág. 4)

JORGE BASTOS MORENO
Falta de articulação de Fachin torna resultado imprevisível (Pág. 3)

MÍRIAM LEITÃO
Duque e Léo Pinheiro levaram o caso Lula a outro patamar (Pág. 22)

ANCELMO GOIS
STF nega HC a procurador condenado por beneficiar Cunha (Pág. 14)

Palocci recorre contra decisão de Fachin
A defesa de Antonio Palocci recorreu contra a decisão do ministro Edson Fachin, do STF, de submeter ao plenário o pedido de liberdade para o ex-ministro. (Pág. 6)

Operador de Cabral anotava propinas com apelidos
Na planilha de propina encontrada com Luiz Carlos Bezerra, o ex-governador Cabral é identificado pelo apelido “BD”, o irmão dele é “Covitch”, a ex-mulher é “Susi” e os filhos, os “Boys”. Segundo ele, a família recebeu R$ 7,3 mi. (Pág. 6)

Polícia investiga novo caso de estupro coletivo
Um vídeo compartilhado em redes sociais mostra menina de 12 anos sendo violentada por cinco rapazes, na Baixada Fluminense. A delegada Juliana Amorim disse que, além dos agressores, quem divulgou as imagens vai responder criminalmente. (Pág. 13)

Exonerado da Funai ataca governo
Após perder a presidência da Funai, Antônio Fernandes Toninho Costa disse que foi exonerado “por ser honesto” e não fazer nomeações políticas. O ministro da Justiça alegou que o subordinado não era ágil e eficiente. (Pág. 9)

Homenagem à memória
Após dez anos de pesquisas, o jornalista Matheus Leitão reconstitui como os pais, Míriam Leitão e Marcelo Netto, enfrentaram a tortura na ditadura. Ele denuncia torturadores e ouve do delator dos pais um pedido de perdão. (Pág. 8)

França: hackers invadem e-mails do favorito Macron
A dois dias da eleição na França, o candidato Emannuel Macron, favorito na disputa contra Marine Le Pen, foi vítima de hackers que divulgaram e-mails e documentos internos de sua campanha. Macron disse que, “numa operação de hackeamento massiva e coordenada”, documentos autênticos foram misturados a papéis falsos, “para criar dúvida e desinformação”. Autoridades do setor de inteligência compararam o ataque ao que atingiu Hillary Clinton na eleição americana. Pesquisa de ontem indicou Macron com 63%, contra 37% de Le Pen. (Pág. 25)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete : Lula comandava a corrupção na Petrobrás, diz ex-diretor da estatal
Renato Duque afirma ter tido encontros com ex-presidente e recebido conselho para não manter conta bancária na Suíça
O ex-diretor da Petrobrás Renato Duque disse ontem que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva comandava o esquema de corrupção na estatal. Ele detalhou ao juiz Sérgio Moro três encontros com Lula. O último teria sido em 2014, num hangar em Congonhas. Segundo Duque – que está preso e tenta fechar acordo de delação –, o petista lhe perguntou se tinha recebido dinheiro da empresa SBM na Suíça. Duque negou e Lula acrescentou: “E das sondas tem alguma coisa?” Em seguida, teria dito: “Olha, presta atenção no que vou te dizer: se tiver alguma coisa não pode ter, entendeu? Não pode ter nada no teu nome, entendeu?”. “Nessas três vezes ficou claro, muito claro para mim, que ele tinha pleno conhecimento de tudo, tinha o comando”, afirmou Duque. O ex-diretor disse ainda que o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto era “o homem” de Lula na Petrobrás e o ex-ministro Antonio Palocci era quem “gerenciava” propinas destinadas ao ex-presidente. A defesa de Lula disse que o depoimento é nova tentativa de fabricar acusações. (Política A4 a A6)

Análise – Vera Magalhães
Caminho sem volta
O ex-diretor Renato Duque não poderá recuar do que disse, sob pena de se complicar ainda mais nos processos aos quais responde (Pág. 6)

Comissão muda regras e derruba receita do Refis
As mudanças no projeto de regularização tributária, o Super-Refis, aprovadas em comissão mista do Congresso nesta semana, derrubarão a arrecadação do programa, segundo estimativas da equipe econômica. A projeção era de alcançar uma receita entre R$ 6 bilhões e R$ 8 bilhões com o novo Refis. Com o perdão de multas e juros e a mudança de regras, o valor não deve chegar a R$ 2 bilhões em 2017. (Economia B1)

Argentina amplia a compra de carros
Argentina ajuda a amenizar a crise da indústria automobilística brasileira ao ampliar suas importações. As compras do vizinho cresceram mais de 50% no primeiro quadrimestre em relação a 2016. (Economia B7)

Macron é favorito na eleição francesa
Pesquisas indicam que o ex-militante socialista Emmanuel Macron, de 39 anos, que há 13 meses nem partido tinha, deve se tornar amanhã o novo presidente da França. Ele enfrenta a direitista Marine Le Pen. (Internacional A8)

Adriana Fernandes
Com o governo refém das reformas, todo mundo quer tirar casquinha da Receita (Economia B6)

João Domingos
O Brasil não afundou na crise porque a democracia não sofreu nenhum abalo (Política A6)

Notas&Informações
A falta de lideranças – Diagnóstico dessa deficiência do País é um alerta sobre a qualidade da sua democracia e da sua capacidade de fazer valer, na vida política, o interesse público (A3)

Um avanço importante – Cláusula de desempenho não é novidade no nosso sistema (A3)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : Lula conhecia e comandava o esquema, afirma Duque
Ex-diretor da Petrobras delata petista; ex-presidente diz que acusação é fabricada
O ex-diretor da Petrobras Renato Duque fez nesta sexta-feira (5) acusações contra 0 ex-presidente Lula. Ao juiz federal Sergio Moro ele disse que 0 petista tinha “pleno conhecimento” e “comando” de esquema de pagamento de propina.
As ilegalidades, segundo 0 ex-diretor, ocorreram em contrato da Sete Brasil, que fornecia sondas para a Petrobras. Duque afirmou que teve três encontros com Lula, de 2012 a 2014, e que foi orientado a não ter contas no exterior em seu nome.
“Ele falou: ‘Olha, presta a atenção: se tiver alguma coisa, não pode ter, entendeu? Não pode ter nada no teu nome’”. Condenado a 57 anos de prisão em quatro ações na Lava Jato, 0 ex-diretor delatou no depoimento que todos do PT sabiam da propina.
Lula disse, em nota, que a fala ê “mais uma tentativa de fabricar acusações” para reduzir penas. “Se eles não me prenderem logo, quem sabe um dia eu mande prendê-los por mentira”, afirmou 0 ex-presidente em congresso do PT na noite de sexta. (Poder A4)

Presos provisórios custam R$ 6,4 bi por ano ao país
O Brasil tem mais de 221 mil presos provisórios, condição em que estava 0 ex-ministro José Dirceu antes de ser solto na terça (2).
Encarcerados antes de receberem sentença definitiva, eles representam 34% dos detentos do país, de acordo com 0 Conselho Nacional de Justiça, e custam quase R$ 6,4 bilhões por ano aos cofres públicos. (Cotidiano B5)

Idade mínima para mulher se aposentar deve ser menor ?
SIM
FERNANDA CARDOSO
Condição distinta de acesso a trabalho exige diferenciação
NÃO
ELENA LANDAU
Previdência não é política de combate a desigualdades (Opinião A3)

Eleição na França expõe debate sobre protecionismo
O protecionismo tornou-se um dos principais temas das eleições francesas, decididas neste domingo (7) entre a nacionalista Marine Le Pen, que propõe privilegiar produtos nacionais, e seu rival Emmanuel Macron, adepto do livre mercado.
A proposta de deixar a União Européia, como o Reino Unido fará, ê uma das principais fissuras entre os candidatos. (Mundo A12)

Vale mira gestão austera para se adequar a mercado
Vinte anos após ser privatizada, a mineradora Vale terá de encontrar formas de reduzir sua dívida e cortar ainda mais os custos de produção. O objetivo ê se adequar a tempos de minérios mais baratos e incertezas sobre 0 mercado chinês. (Mercado A17)

Volks fará recall de 54 mil carros por risco de pane (Mercado A18)

Editoriais
“Estupidez chavista”, acerca de convocação de Assembleia Constituinte na Venezuela, e “Partilhar e conceder”, sobre exploração do prê-sal. (Opinião A2)

————————————————————————————

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.