Manchete dos Jornais neste sábado, 07 de novembro de 2015
Postado por: Equipe Portal Cambé Em 7th novembro 2015

Caminhoneiros usam greve para exigir renúncia de Dilma
Convocados por redes sociais e aplicativos de mensagens, caminhoneiros autônomos de todo o país prometem iniciar na segunda-feira uma greve por tempo indeterminado. Com adesão incerta, dessa vez o bloqueio nas estradas é motivado por questões políticas e não por uma pauta de reivindicações da categoria. O grupo que organiza o protesto pede a renúncia da presidente Dilma Rousseff. O Planalto convocou um gabinete de crise e escalou ministros e assessores do governo para monitorar a paralisação. Dilma está preocupada com uma possível crise de abastecimento…
Acordo “blinda” Lula, seu filho, aliados de Dilma e ministro do TCU
Um “acordão” de bastidores pretende blindar políticos, parentes de políticos, aliados do governo e até o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Augusto Nardes. Os presidentes da Câmara e do Senado atuaram em duas CPIs para evitar convocações de ex-assessores e do filho de Lula, Luís Cláudio Lula da Silva .


O Globo

Manchete : Inflação pode chegar a 11% e já penaliza os mais pobres
Combustíveis e alimentos elevam IPCA em outubro
Analistas preveem que, com reajuste na conta de luz e provável aumento da Cide, preços terão este ano maior alta desde 2002
A inflação medida pelo IPCA, índice usado nas metas do governo, subiu 0,82% em outubro e, em 12 meses, acumula alta de 9,93%. Analistas preveem que a inflação fechará em 11% este ano, com o reajuste da conta de luz no Rio e um provável aumento na Cide, tributo sobre os combustíveis que deve ser usado para reforçar a arrecadação do governo . O descontrole das contas públicas dificulta o combate à inflação, dizem os economistas. Para as famílias mais pobres, a inflação foi maior. O INPC, que mede os preços para quem ganha até 40 salários mínimos, subiu 10,33% em 12 meses. (Pág. 23)

Míriam Leitão – Governo deixou o inimigo se fortalecer (Pág. 24)

Cunha admite que deixou de declarar dinheiro na Suíça
Ao antecipar a defesa que fará no Conselho de Ética, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, admitiu que não declarou no Brasil o dinheiro que tinha no exterior e alegou que não era o titular, mas o beneficiário das contas . Afirmou que “terceiros” teriam guardado os recursos por um tempo, sem dar nomes. E que procurará a Receita para resolver “problemas fiscais” pela movimentação de dinheiro de sua mulher na Suíça. (Págs. 10 e 11)

Sem sirene, alerta foi por telefone
Rompimento de barragens deixa um morto, 13 desaparecidos e pelo menos 530 desabrigados
As barragens da Samarco que romperam e destruíram o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, Minas, não tinham um sistema de alerta de risco. Na falta de sirenes, os moradores foram avisados por telefone do acidente. Oficialmente, a avalanche deixou um morto. Treze pessoas estão desaparecidas e 530, desabrigadas. O Ministério Público investiga as causas da tragédia. (Págs. 3 a 8)

Ministra que quis arquivar será relatora
O presidente TSE, Dias Toffoli, manteve a ministra Maria Thereza de Assis Moura como relatora de ação que pede a cassação do mandato da presidente Dilma e do vice, Michel Temer. Maria Thereza já quis arquivar a ação. (Pág. 9)

Alunos migram para rede pública
As matrículas para 2016 na rede pública de ensino do Rio refletem a crise: 22% dos alunos saíram de escolas particulares. (Pág. 12)

Novo vazamento ameaça acervo
Um registro rompeu e a água invadiu três andares da Biblioteca Nacional, no Rio, atingindo o acervo, revela ANDRÉ MIRANDA. (Pág. 22)


O Estado de S. Paulo

Manchete : MP suíço contesta defesa; Cunha diz que não mentiu a colegas
Para investigadores europeus, documentos indicam lavagem de recursos ilícitos; presidente da Câmara afirma que não tinha conta no exterior, mas sim ‘trustes’
O Ministério Público da Suíça aponta inconsistências na defesa apresentada pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e sustenta que as movimentações financeiras realizadas por ele indicam lavagem de dinheiro e origem ilícita. De acordo com as autoridades suíças, a decisão de bloquear as contas de Cunha ocorreu depois que as investigações mostraram depósitos incompatíveis com sua função como presidente da Câmara. O peemedebista pretende fazer uma defesa concisa no processo por quebra de decoro parlamentar que corre contra ele no Conselho de Ética da Casa. Ele sustenta que não mentiu à CPI da Petrobrás quando disse não ter contas no exterior. Segundo ele, o que existem são trustes, que administram ativos que ele adquiriu entre 1985 e 1989. Mas, depois que os ativos foram aplicados nos trustes, ele alega que deixou de ter ingerência sobre os recursos. “Passou a ser o proprietário dos ativos o truste e não eu”, justifica. “Eu sou o beneficiário em vida.” (Política/ Pág. A4)

Aécio: ‘Provas contundentes’
O presidente do PSDB, Aécio Neves, classificou como séria a situação de Eduardo Cunha por haver, segundo ele, “provas contundentes” nas investigações de contas na Suíça. (Pág. A4)

TSE mantém juíza para julgar Dilma
Por decisão do presidente do TSE, Dias Toffoli, a ação que pode cassar o diploma eleitoral da presidente Dilma Rousseff e do vice Michel Temer continuará a ser relatada pela ministra Maria Thereza de Assis Moura, que havia negado prosseguimento da ação em fevereiro sob o argumento de que faltavam elementos. A ação poderia ter sido encaminhada a Gilmar Mendes, visto como adversário do governo. (Política / Pág. A10)

Odebrecht deu R$ 4 mi a Lula e R$ 1 mi a FHC
A Odebrecht doou R$ 3,97 milhões ao Instituto Lula e a uma empresa do ex-presidente. O Instituto Fernando Henrique Cardoso recebeu R$ 975 mil, disse a PF. (Política/Pág. A6)

Inflação é a mais alta em 19 anos
Impulsionada pelo reajuste dos combustíveis e pelos preços dos alimentos, a inflação oficial atingiu 0,82% em outubro e levou a taxa acumulada em 12 meses a 9,93%, informou o IBGE. Nos dez primeiros meses do ano, o IPCA está em 8,52%, resultado mais alto desde 1996. Economistas de bancos e consultorias projetam inflação de 5,2% a 7,2% em 2016, cenário que afasta a perspectiva de redução na taxa básica de juros. (Economia/ Págs. B1 e B3)

Análises
Celso Ming – Essa inflação também é resultado da falta de confiança e do climão geral de salve-se quem puder. (Pág. B2)

José Paulo Kupfer – Os preços administrados (mais uma vez) e o dólar lideraram a marcha da inflação. (Pág. B3)
Estudo alertou em 2013 para risco de ruptura

Estudo feito em 2013 a pedido do Ministério Público de Minas alertou para risco de rompimento das barragens da Samarco em Mariana. Anteontem, ruptura das estruturas matou uma pessoa, deixou 13 desaparecidas e desalojou 500. (Metrópole/Pág. A18 a A23)

Região teve tremores
Observatório da Universidade de Brasília registrou 11 abalos na área de Mariana cerca de 2 horas antes do acidente (Pág. A19)

Fundos vão investir em infraestrutura (Economia/Pág. B17)

Notas&Informações

Cunha e a velhinha de Taubaté – Deputado deve achar que os brasileiros somos versão coletiva da crédula e ingênua senhora (Pág. A3)

A inflação, a incerteza e o vilão – Já está garantida a inflação mais alta em 12 anos, mais uma façanha no currículo de Dilma Rousseff (Pág. A3)


Gazeta do Povo

PROTESTO
Manchete:Caminhoneiros usam greve para exigir renúncia de Dilma
Convocados por redes sociais e aplicativos de mensagens, caminhoneiros autônomos de todo o país prometem iniciar na segunda-feira uma greve por tempo indeterminado. Com adesão incerta, dessa vez o bloqueio nas estradas é motivado por questões políticas e não por uma pauta de reivindicações da categoria. O grupo que organiza o protesto pede a renúncia da presidente Dilma Rousseff. O Planalto convocou um gabinete de crise e escalou ministros e assessores do governo para monitorar a paralisação. Dilma está preocupada com uma possível crise de abastecimento

INCLUSÃO
Dança para todos
Encontro em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, reúne dançarinos, professores, coreógrafos e empreendedores do Brasil todo que incentivam a dança entre pessoas portadoras de necessidades especiais.

PREÇOS
Inflação medida pelo IPCA em 12 meses é a maior desde 2003
O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado em 12 meses chegou a 9,93% em outubro. É a maior taxa desde novembro de 2003, quando estava em 11,02%. Os dados foram divulgados ontem pelo IBGE. Já a variação de preços de 0,82% detectada no mês foi o maior resultado para meses de outubro desde 2002, quando o IPCA atingiu 1,31%.

TRAGÉDIA EM MINAS GERAIS
Destruição e risco de dano ambiental
Informações da Fundação Estadual de Meio Ambiente, de Minas Gerais, diz que a estrutura da barragem que provocou uma tragédia no distrito de 560 habitantes de Bento Rodrigues, em Mariana, era considerada de alto potencial de dano ambiental. As autoridades inda não sabem o motivo do acidente que deixou pelo menos um morto e 25 desaparecidos.

BASTIDORES
Acordo “blinda” Lula, seu filho, aliados de Dilma e ministro do TCU
Um “acordão” de bastidores pretende blindar políticos, parentes de políticos, aliados do governo e até o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Augusto Nardes. Os presidentes da Câmara e do Senado atuaram em duas CPIs para evitar convocações de ex-assessores e do filho de Lula, Luís Cláudio Lula da Silva .

G IDEIAS
Relespública, uma biografia
Jornalista Sandro Moser, da Gazeta do Povo, conta a história da banda curitibana Relespública. Leia, em primeira mão, um trecho do livro


Zero Hora

Manchete :: Terra arrasada
Com dificuldade de acesso, equipes de resgate usam helicópteros e drone para tentar localizar sobreviventes em meio ao mar de lama que tomou o vilarejo de Bento Rodrigues, em Minas, após o rompimento de duas barragens, na quinta-feira. (Notícias | 16)


Folha de S. Paulo

Manchete : Inflação acelera e fica perto de 10% em 1 ano
IPCA não registra 2 dígitos no período de 12 meses desde 2003
Pressionada por alimentos, bebidas e combustíveis, a inflação medida pelo IPCA acelerou em outubro para 9,93% no intervalo de 12 meses. O índice oficial deve chegar neste mês a dois dígitos pela primeira vez em 12 anos. É a maior taxa acumulada desde novembro de 2003 (11 %), quando a alta do câmbio afetou a inflação. A última vez que outubro teve um IPCA tão alto (0,82%) foi em 2002. Desde janeiro, ele é de 8,52%, o maior em 19 anos. Na Grande SP, a gasolina subiu 6,2% no mês passado. O reajuste do frango foi de 6%. Segundo analistas, o IPCA deve desacelerar em novembro, mas isso não evitará que, em 12 meses, acumule alta superior a 10%. O teto da meta de inflação estipulada para 2015 é 6,5% — o governo caminha para descumpri-la, o que não se vê desde 2003, na primeira gestão Lula. (Mercado)

Cunha diz que depositou dinheiro lícito em contas
O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, admitiu ligação com contas suspeitas de terem sido irrigadas com o petrolão, conforme a Folha antecipou na quinta (5). O peemedebista afirmou que a origem dos recursos é lícita. Segundo ele, o montante depositado na Suíça é fruto de atividades privadas, entre elas a venda de carne enlatada para o exterior e aplicações em Bolsa.“Não tenho falha nenhuma”, “sou inocente”, disse à Folha. (Poder a4)

Ministra que negou ação contra Dilma vai relatar o caso
O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Dias Toffoli, decidiu que uma das ações do PSDB que pede a cassação de Dilma continuará nas mãos da ministra Maria Thereza Moura, que votou pelo seu arquivamento. A escolha dela como relatora agrada ao PT. (Poder a6)

Governo adota sala de crise sobre greve de caminhoneiros
A presidente Dilma montou um gabinete de crise para monitorar a greve de caminhoneiros na segunda (9). Apesar da expectativa de baixa adesão, o governo teme que o movimento cresça com o apoio de grupos pró-impeachment. (Mercado a28)

Estragos de mar de lama em MG ainda são incertos
Quase 30 horas depois de uma enxurrada de lama destruir um vilarejo de Mariana (MG), autoridades não sabem as causas nem a extensão dos danos provocados pela ruptura de duas barragens, pertencentes à mineradora Samarco. Uma morte foi confirmada, e o clima é de desespero em busca de parentes. A empresa afirma que a estrutura operava em “total segurança”. (Cotidiano b1)

Editoriais
Leia “Polícia do medo”, acerca da imagem das forças de segurança, e “Processos estacionados”, sobre o esquecimento de ações em uma garagem (Opinião A2)


Edição: Equipe Fenatracoop, Sábado, 07 de Novembro de 2015

 

Compartilhe nossa Matéria