Temer ignora PGR e concede indulto a presos da Lava Jato
O decreto de indulto natalino assinado pelo presidente Michel Temer não contemplou a solicitação da força-tarefa da Operação Lava Jato e recomendação da PGR. Os procuradores pediam, entre outros pontos, que condenados por crime de corrupção não recebessem o indulto. O presidente manteve o benefício de Natal…
Maluf é transferido para o presídio da Papuda, em Brasília
O deputado federal Paulo Maluf (PPSP) foi transferido ontem da carceragem da PF, em São Paulo, para a penitenciária da Papuda, em Brasília. Condenado por lavagem de dinheiro, ele foi preso por ordem do ministro Edson Fachin, do STF…
Considerado culpado, Marin pode pegar até 120 anos
O ex-presidente da CBF José Maria Marin, de 85 anos, foi considerado culpado ontem em julgamento nos EUA. A juíza Pamela Chen aceitou pedido dos promotores e decidiu pela prisão imediata do brasileiro. Ele pode pegar até 120 anos – a previsão é de que fique no mínimo dez preso. A pena será detalhada após o Natal…
———————————————————————–

O Globo

Manchete : Meirelles: reforma influencia mais o PIB que rebaixamento
Ministro diz que gasto previdenciário pode atingir 80% do Orçamento
Para titular da Fazenda, decisão sobre possível candidatura não afeta política econômica

O destino da reforma da Previdência afeta “muito mais” o PIB e os juros do que a opinião das agências de classificação de risco. Esta é a visão do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Em meio à expectativa de analistas de que o Brasil terá a nota rebaixada caso a reforma não avance, Meirelles afirmou, em entrevista a MARTHA BECK, que os investidores olham outros indicadores além da nota de crédito, o chamado rating. E alertou que, sem a reforma, os gastos com a Previdência serão 80% do Orçamento em 10 anos. Meirelles disse que não decidiu ainda se será candidato a presidente, mas que isso não interfere na condução da política econômica. (PÁGINA 19)

Temer facilita indulto a condenados por corrupção
O presidente Michel Temer ampliou os casos de presos que podem receber perdão judicial. A norma reduz o tempo mínimo de pena cumprida para concessão do benefício, que pode ser dado a condenados da operação Lava-Jato. O decreto ainda prevê o indulto de multas. A Transparência Internacional diz que a decisão garante “impunidade a uma classe privilegiada”. (PÁGINA 4)

Mais indícios contra Aécio
Procuradores e policiais têm novos indícios de pagamento de propina de empreiteiras a senador tucano. (PÁGINA 3)

Marin vai para presídio nos EUA (PÁGINA 30)

Editorial
País precisa mudar a escandalosa situação educacional’. (PÁGINA 14)

Colunistas
MERVAL PEREIRA
Partidos articulam nomes alternativos para disputar as eleições. (PÁGINA 4)

MÍRIAM LEITÃO
Embraer já tem maioria do capital com estrangeiros. (PÁGINA 20)

ZUENIR VENTURA
Gilmar é Papai Noel monocrático ao mandar soltar poderosos. (PÁGINA 17)

ANCELMO GOIS
No Rio, só 8% acreditam em um Natal melhor que o de 2016. (PÁGINA 12)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete : Governo libera R$ 1,2 bi para gastos sociais de prefeituras
Verba repassada no ano chega a R$ 2,8 bilhões; Confederação de Municípios teme cortes em 2018
O governo federal liberou nesta semana R$ 1,2 bilhão para os municípios custearem programas sociais, informa Adriana Fernandes. Com o novo valor, a verba repassada com esse fim para as prefeituras chega a R$ 2,8 bilhões no ano, maior cifra da série histórica, iniciada em 2011, segundo o ministro Osmar Terra (Desenvolvimento Social). “Vamos entrar em 2018 com as contas em dia”, afirmou. Os recursos liberados são usados basicamente em serviços como as unidades de acolhimento – moradias provisórias para pessoas em situação de abandono e ameaça –, em programas para pessoas com deficiência e idosos e no custeio de Centros de Referência de Assistência Social. O presidente da Confederação Nacional de Municípios, Paulo Ziulkoski, no entanto, alerta para a possibilidade de cortes na assistência social no próximo ano. ECONOMIA / (PÁG. B1)

Temer ignora PGR e concede indulto a presos da Lava Jato
O decreto de indulto natalino assinado pelo presidente Michel Temer não contemplou a solicitação da força-tarefa da Operação Lava Jato e recomendação da PGR. Os procuradores pediam, entre outros pontos, que condenados por crime de corrupção não recebessem o indulto. O presidente manteve o benefício de Natal. POLÍTICA / (PÁG. A4)

Maluf é transferido para o presídio da Papuda, em Brasília
O deputado federal Paulo Maluf (PPSP) foi transferido ontem da carceragem da PF, em São Paulo, para a penitenciária da Papuda, em Brasília. Condenado por lavagem de dinheiro, ele foi preso por ordem do ministro Edson Fachin, do STF. POLÍTICA / (PÁG. A6)

Considerado culpado, Marin pode pegar até 120 anos
O ex-presidente da CBF José Maria Marin, de 85 anos, foi considerado culpado ontem em julgamento nos EUA. A juíza Pamela Chen aceitou pedido dos promotores e decidiu pela prisão imediata do brasileiro. Ele pode pegar até 120 anos – a previsão é de que fique no mínimo dez preso. A pena será detalhada após o Natal. ESPORTES / (PÁG. A14)

Colunista
João Domingos
Lula se arrependeria se o encontro com Paulo Maluf não tivesse sido fotografado? POLÍTICA /(PÁG. A6)

Notas&Informações
Devagar, o crédito melhora
Com o consumo puxando a recuperação dos negócios, os empréstimos a pessoas físicas continuam liderando o crédito acumulado em 12 meses. (PÁG. A3)

A credibilidade da Justiça
Capacitar advogados de grandes bancos não é função de juízes trabalhistas. (PÁG. A3)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Demanda alta move acordo entre Boeing e a Embraer
Brasileira se movimenta para retirar entraves ao acordo com americana
O crescimento na demanda por aeronaves de porte médio em todos os continentes move as negociações entre Embraer e Boeing anunciadas nesta semana. Um acordo fechado pelas duas empresas seria uma reação à expansão do segmento de aviões de até cem lugares em mercados como a China. 0 país asiático passou por mudanças regulatórias recentes que animaram fabricantes de aviões médios, carro-chefe da brasileira. Até o Brasil mostra sinais de demanda: o governo vai investir R$ 212,4 milhões em aeroportos regionais. Na quinta (21), dia em que as tratativas com a Boeing foram anunciadas, um ex -executivo da Embraer reconheceu à Justiça dos EUA que pagou propina de US$ 1,5 milhão na Arábia Saudita para fechar a venda de aviões. A confissão, segundo a Folha apurou, seria uma forma de retirar entraves para fechar o acordo. (Mercado A13)

Investigada na Lava Jato pagará multa de R$692 mi
0 estaleiro Keppels Fels fechou acordo de leniência com autoridades de Brasil, EUA e Cingapura, onde fica sua sede. A empresa, que reconheceu o pagamento de propina à Petrobras e à Sete Brasil, pagará multa de R$ 692 milhões às autoridades brasileiras. (Mercado A16)

Quatro em cada j dez brasileiras I.2 declaram ter 2 sofrido assédio
Quatro em cada dez brasileiras (42%) relatam já ter sofrido assédio sexual, aponta pesquisa Datafolha. Das 1.427 entrevistadas, 29% dizem ter sido abordadas na rua, e 22%, no transporte público. Além das mais novas, quem sente mais o problema são as mais escolarizadas e as que têm maior renda familiar. (Cotidiano B1)

Brasil combate o vírus da Aids com comprimido preventivo (Ciência B7)

Marin é condenado e vai para a prisão nos Estados Unidos
O ex-presidente da CBF José Maria Marin foi condenado por júri em 6 dos 7 crimes de que era acusado no caso Fifa, nos EUA. O tamanho da pena pelos delitos, que incluem fraude e lavagem de dinheiro, ainda será anunciado. Marin deverá ser preso imediatamente. (Esporte B5)

Presidente do Peru escapa por 8 votos e ficará no cargo
Após sessão de 14 horas no Congresso, o presidente peruano, Pedro Pablo Kuczynski, escapou do afastamento por oito votos —eram necessários 87 para removê-lo. A empresa do político é acusada de envolvimento em esquemas de subornos da Odebrecht. (Mundo A9)

Temer se vê como ‘substancioso’ cabo eleitoral em 2018
Bem-humorado em café com jornalistas, Michel Temer disse que logo vai recuperar o capital político e que será cabo eleitoral “substancioso” na eleição de 2018. Para o presidente, denúncias de corrupção prejudicaram “muito” seu governo e sua popularidade. (Poder A4)

André Singer
E inaceitável que rigor da lei recaia sobre um só lado (Opinião A2)

Editoriais
Leia “Parceria aérea”, sobre negociações entre a Embraer e a Boeing, e “Um símbolo que cal”, acerca da prisão de Paulo Maluf (PP) aos 86 anos. (Opinião A2)

————————————————————————————

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.